Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/3137
Tipo: Dissertação
Título: Avaliação de uma área em restauração pós-mineração de bauxita, município de Descoberto, MG
Título(s) alternativo(s): Evaluation of restoration area post-mining bauxite, city of Descoberto, MG
Autor(es): Silva, Kelly de Almeida
Primeiro Orientador: Martins, Sebastião Venâncio
Primeiro avaliador: Ribeiro, Guido Assunção
Segundo avaliador: Silva, Flavio Pereira da
Abstract: Este estudo teve como objetivos, avaliar os indicadores vegetativos, banco de sementes do solo e estrato de regeneração, de uma área em processo de restauração após a mineração de bauxita e avaliar as espécies utilizadas para a restauração da área minerada. A área de estudo possui 4 ha e está em processo de restauração desde o ano de 2011. Para a avaliação das características estruturais dos indivíduos plantados foram alocadas 20 parcelas de 9 x 6 m, com distância de 10 m entre parcelas. Foram mensurados o DNS (diâmetro ao nível do solo), a altura e o diâmetro de copa, além de avaliação da taxa de mortalidade, de todas as árvores plantadas da área amostral. Para a análise do banco de sementes do solo, foram alocadas 40 parcelas de 3 x 3 m, distanciadas 10 m entre si, e no centro de cada parcela foi coletado uma amostra de solo (0,30 x 0,25 x 0,05 m), para avaliação em casa de sombra, durante seis meses, do número de indivíduos e identificação das espécies das plântulas emergidas. Para a análise do estrato de regeneração natural, foram alocadas na área em restauração 40 parcelas permanentes de 3 x 3 m, com intervalos de 10 m entre parcelas. Todos os indivíduos lenhosos arbustivo-arbóreos regenerantes com CAP (circunferência na altura de 1,30 m do solo) inferior a 15 cm foram identificados e mensurados o DNS e a altura. Para a avaliação da influência de um fragmento florestal secundário ao lado da área estudada, na composição florística do banco de sementes e da regeneração da área, foram considerados cinco estratos com diferentes distâncias do fragmento florestal: Estrato 1 zero metros; Estrato 2 - 10 metros; Estrato 3 - 20 metros; Estrato 4 30 metros; e Estrato 5 40 metros de distância. Calculou-se o valor médio e o desvio padrão, para as variáveis densidade de indivíduos, riqueza de espécies, síndrome de dispersão, categoria sucessional e hábito de vida, e foi feita a comparação entre estratos por meio de análise de variância (ANOVA) e teste Tukey, a 5% de significância. Foram registradas na área amostral 540 indivíduos arbóreos vivos, dos 700 plantados (22,86% de mortalidade), pertencentes a 45 espécies e 18 famílias. As espécies com maiores valores de importância (VI) foram Solanum lycocarpum (14,7%) e Schinus terebinthifolius (10,8%). As espécies S. terebinthifolius, S. lycocarpum e Joannesia princeps, contribuíram com 30,36% de cobertura de copa. A altura média das espécies plantadas variou de 0,40 m a 3,90 m. No banco de sementes do solo, foram registrados 394 plântulas emergidas (131 plântulas m-2), pertencentes a 11 famílias e 31 espécies. A família de maior riqueza foi Asteraceae (8 espécies). O banco de sementes apresentou H = 2,41 e J = 0,704. No levantamento do estrato de regeneração natural foram amostrados 66 indivíduos, pertencentes a 20 espécies e 12 famílias, com uma densidade de 1.833 indivíduos ha-1. As famílias de maior riqueza foram Asteraceae (4 espécies), Fabaceae (3) e Solanaceae (3). Verificou-se maior proporção da dispersão por zoocoria (60%) em nível de espécie, e por anemocoria (56%) em nível de indivíduos. Em relação a categoria sucessional, constatou-se maior proporção da categoria das pioneiras, em nível de espécies (60%), e em nível de indivíduos (81,8%). As espécies com maiores VI na regeneração natural foram Trema micrantha, Vernonanthura divaricata, e Baccharis dracunculifolia, com 63,95% do VI total e 57,58% dos indivíduos amostrados. O estrato de regeneração apresentou H = 2,35 e J = 0,786. Em relação ao hábito de vida entre os estratos, houve um predomínio de espécies arbóreas no estrato 1 (0,01 < p < 0,05). Para o número médio de indivíduos, distribuídos nas diferentes categorias sucessionais, houve diferença significativa (0,01 < p < 0,05) entre os estratos, com o estrato 1 apresentando maior número médio de indivíduos pioneiros. Em relação a síndrome de dispersão, na distribuição do número médio de espécies e indivíduos da regeneração natural, ocorreu significativamente (0,01 < p < 0,05) maior proporção da síndrome zoocórica no estrato 1. Houve uma boa diversidade de espécies utilizadas para o plantio de restauração da área minerada, já proporcionando benefícios para a área em restauração, como a cobertura do solo através de suas copas. O banco de sementes do solo da área em restauração apresentou alta densidade de espécies herbáceas, mas com espécies melhores adaptadas para as condições iniciais de restauração, que sofreu degradação por mineração. A baixa densidade de indivíduos e riqueza de espécies no estrato de regeneração natural podem estar relacionados ao pouco tempo de restauração da área, a proximidade de áreas de pastagem, o baixo potencial de chuva de sementes e do banco de sementes.
The aim of this study was to evaluate the indicators of vegetation, the soil seed bank and the regeneration layer in an area which is being restored after bauxite mining as well as studying the species which are used for the restoration of the mining area. The studied area has 4 hectares and it is under restoration since 2011. For the evaluation of the structural characteristics of the planted individuals, 20 plots of 9 x 6 m were marked out, with a distance of 10 m between plots. Three things were measured: diameter at ground level, the height and the mortality rate of the trees planted in the studied area. For the analysis of the seed bank, 40 plots of 3 x 3 m were assigned, with a distance of 10 m between plots and a sample of the ground in the center of each plot was collected (0.30 x 0.25 x 0.05 m) for the evaluation in greenhouse, of the number of individuals and the identification of the species of the emerged seedling, during 6 months. For the analysis of the natural regeneration layer, 40 permanent plots of 3 x 3m were allocated in the restoration place, at intervals of 10 m between plots. All the woody tree individuals with circumference at 1.30m of height less than 15 cm were identified. Moreover, the diameter at ground level and the height of the ones were measured. Five stratus with different distances of a forest fragment were considered in order to evaluate the influence of a secondary forest fragment besides the studied area in the floristic composition of seed bank and regeneration of the area. These stratus were: Stratus 1- zero meters; Stratus 2 - 10 meters; Stratus 3 - 20 meters; Stratus 4 - 30 meters and the Stratus 5 - 40 meters. The average and the standard deviation were perfomed for the variable density of the individuals, number of species, coefficient of dispersion, succession category and life habit and made a comparison among the stratus using the variance analysis (ANOVA) and Tukey s test at 5% level. At sampling area were found 540 living trees of 700 planted (22.86% of mortality), belonging to 45 species and 18 families. The species with the highest importance values (VI) were Solanum lycocarpum (14.7%) and Schinus terebinthifolius (10.8%). The species S. terebinthifolius, S. lycocarpum and Joannesia princeps, contributed 30.36% crown cover. The average height of planted species ranged from 0.40 m to 3.90 m. Seed bank in the soil, there were 394 weed seedlings (131 seedlings m-2), belonging to 11 families and 31 species. The richest family was Asteraceae (8 species). The seed bank showed H' = 2.41 and J' = 0.704. Survey in the natural regeneration stratus was sampled 66 individuals belonging to 20 species and 12 families, with a density of 1.833 individuals ha-1. The richest families were Asteraceae (4 species), Fabaceae (3) and Solanaceae (3). There is a higher proportion of dispersal zoochory (60%) to the species and a higher proportion of dispersal anemochory (56%) for number of individuals. Regarding the category of succession, there is a greater proportion of the category of the pioneers for species (60%), and for number of individuals (81.8%). The species with the highest VI were Trema micrantha, Vernonanthura divaricata and Baccharis dracunculifolia, with 63.95% of the total VI and 57.58% of the individuals sampled. The regeneration layer presented H' = 2.35 and J' = 0.786. Regarding the habit of living among the stratus, there was a predominance of tree species in stratus 1 (0.01 < p < 0.05). For the individuals average distributed in different succession groups, there was a significant difference (0.01 < p < 0.05) among stratus with stratus 1 showing higher average number of pioneers. Regarding dispersion syndrome, distribution of the average number of species and individuals natural regeneration, it significantly (0.01 < p < 0.05) greater proportion syndrome zoochory the stratus 1. There was a good species diversity used for planting restoration of the mined area, already provide benefits to the area in restoration with land cover through their hearts. The soil seed bank of the restoration site had a high density of herbaceous species, but with species best adapted to the initial conditions of restoration that has degraded by mining. The density of individuals and species richness in natural regeneration stratus may be related to the short time of area restoration, proximity to grazing areas, low potential seed rain and seed bank.
Palavras-chave: Restauração pós-mineração
Bauxita
Post-mining restoration
Bauxite
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::RECURSOS FLORESTAIS E ENGENHARIA FLORESTAL::CONSERVACAO DA NATUREZA
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Manejo Florestal; Meio Ambiente e Conservação da Natureza; Silvicultura; Tecnologia e Utilização de
Programa: Mestrado em Ciência Florestal
Citação: SILVA, Kelly de Almeida. Evaluation of restoration area post-mining bauxite, city of Descoberto, MG. 2013. 103 f. Dissertação (Mestrado em Manejo Florestal; Meio Ambiente e Conservação da Natureza; Silvicultura; Tecnologia e Utilização de) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2013.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/3137
Data do documento: 29-Jul-2013
Aparece nas coleções:Ciência Florestal

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf2,87 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.