Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/3148
Tipo: Dissertação
Título: Métodos de amostragem e de determinação do teor de umidade da madeira em tora
Título(s) alternativo(s): Sampling and determination of moisture content methodsin roundwood
Autor(es): Donato, Danilo Barros
Primeiro Orientador: Carvalho, Ana Márcia Macedo Ladeira
Primeiro coorientador: Carneiro, Angélica de Cássia Oliveira
Segundo coorientador: Vital, Benedito Rocha
Primeiro avaliador: Santos, Rosimeire Cavalcante dos
Segundo avaliador: Castro, Renato Vinícius Oliveira
Abstract: Apesar da crescente demanda de utilização da madeira em tora por várias empresas do setor florestal, ainda são poucos os estudos das técnicas que visam à determinação do teor de umidade de forma rápida e precisa em campo, além de estudos que permitem estabelecer o número ótimo de toras a serem amostradas como forma de representar o teor de umidade real da madeira empilhada no campo, ou até mesmo nos pátios das fábricas. O presente trabalho teve como objetivos comparar duas metodologias de amostragem (amostragem casual simples e a amostragem casual estratificada), com o propósito de determinar o número ótimo de amostras de madeira em tora para obter o teor de umidade da população, e avaliar diferentes alternativas de coleta de amostras e métodos para determinar o teor de umidade da madeira em tora, comparando-os com o método estabelecido pela norma da ABNT-NBR14929. Foram amostradas aleatoriamente, de um lote de 250 st de madeira, 144 toras distribuídas em quatro classes de diâmetro. Em seguida, determinou-se o teor de umidade dessas amostras, e a partir desses valores foram calculadas as estimativas populacionais pela amostragem casual simples (ACS) e pela amostragem casual estratificada (ACE), estabelecendo assim o número ótimo de toras (n) a serem amostradas. O número de toras de madeira amostradas pela ACS para cada erro admissível 5, 10, 15 e 20% foi, respectivamente, 214, 55, 25 e 14; para a ACE (proporcional) foi 141, 35, 16 e 9; e para ACE (ótima) foi 136, 34, 15 e 8. As alternativas de coleta de amostras e a determinação do teor de umidade da madeira em tora foram obtidas utilizando uma balança analisadora do teor de umidade, quando na coleta das amostras foram utilizadas uma furadeira elétrica portátil e um trado manual, coletando as amostras em forma de serragem. Também foram utilizados os medidores elétricos do tipo capacitivo e resistivo. Devido a eventuais distorções entre os resultados encontrados por esses métodos, em comparação com o método ABNT-NBR14929, foram estabelecidos um fator de correção e um modelo de regressão para fazer os ajustes. Concluiu-se que o método de amostragem mais indicado para este estudo, considerando o mesmo erro admissível, foi a ACE, e que desde que se utilize um fator de correção ou um modelo de regressão, os métodos de determinação do teor de umidade da madeira aqui testados são adequados para avaliar a umidade da madeira em tora de maneira rápida, eficiente e com menor custo, quando comparados ao método da ABNT-NBR14929.
Even with the rising demand of roundwood utilization by many forestry companies, there are only a few studies of technics that search for the moisture content in a fast and precise way on the field, in addition to studies that could establish the optimum number of roundwood to be used as samples as a way to represent the real moisture content of piled wood in the field or even in the factory courtyard. So, the present paper pursued comparing two content sampling methods (Simple Casual Samping and Stratified Casual Sampling) to determine the optimum number of roundwood samples to obtain the moisture content of the population, evaluate the sample collecting and moisture content determination of roundwood and comparing them to the ABNT-NBR14929 norm.The samples were random collect from a 250 stwoodlot, 144 roundwood in four classes of diameter. Later, the moisture content of those samples were measured and from this values the population estimates by simple casual sampling (ACS) and by stratified casual sampling (ACE) were calculated, determining the optimum number of roundwood (n) to be sampled. For results of the number of roundwood to be sampled by ASC for each acceptable error 5; 10; 15; 20% were respectively 214; 55; 25 and 14 and for ACE (proportional) the number of roundwood to be sampled was 141; 35; 16; 9 and for ACE (Neymam) this number was 136; 34; 15 and 8 roundwood. The alternatives of sample collecting and moisture content determination in roundwood were measured using a moisture content analyzing scale; the samples were collected with a portable drill and a manual auger, collecting the samples in sawdust form. Capacitive and resistive electrical meters were also used. Because of eventual distortions among the results found by this methods in comparison with theABNT-NBR14929 method, a correction factor and a regression model were established to make the adjusts. It was concluded that the more suggested sampling method for this study, considering the acceptable error, was the ACE. And if a correction factor or a regression model is used, the moisture content determination methods of the wood are appropriated for determining the moisture content in roundwood in a fast, efficient and less costly way way than the ABNT-NBR14929 method.
Palavras-chave: Erro admissível
Perfil de umidade
Diâmetro e comprimento da tora
Fatores de correção
Permissible error
Profile moisture
Diameter and length of the roundwood
Correction factors
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::RECURSOS FLORESTAIS E ENGENHARIA FLORESTAL::TECNOLOGIA E UTILIZACAO DE PRODUTOS FLORESTAIS
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Manejo Florestal; Meio Ambiente e Conservação da Natureza; Silvicultura; Tecnologia e Utilização de
Programa: Mestrado em Ciência Florestal
Citação: DONATO, Danilo Barros. Sampling and determination of moisture content methodsin roundwood. 2013. 71 f. Dissertação (Mestrado em Manejo Florestal; Meio Ambiente e Conservação da Natureza; Silvicultura; Tecnologia e Utilização de) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2013.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/3148
Data do documento: 17-Jul-2013
Aparece nas coleções:Ciência Florestal

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf1,15 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.