Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/3194
Tipo: Dissertação
Título: Florística e estrutura horizontal de uma Floresta Estacional Semidecidual Montana Mata do Juquinha de Paula, Viçosa, MG
Título(s) alternativo(s): Floristic composition and horizontal structure of a Montane Semideciduous Seasonal Forest Juquinha de Paula s Forest, Viçosa, MG
Autor(es): Silva, Nívea Roquilini Santos
Primeiro Orientador: Martins, Sebastião Venâncio
Primeiro avaliador: Souza, Agostinho Lopes de
Segundo avaliador: Meira Neto, João Augusto Alves
Terceiro avaliador: Silva, Alexandre Francisco da
Quarto avaliador: Silva, Elias
Abstract: O presente estudo teve como objetivo a caracterização da vegetação e análise da estrutura da comunidade arbórea ao longo de uma toposseqüência em um fragmento de Floresta Estacional Semidecidual Montana localizado no município de Viçosa, Zona da Mata mineira (20º45 S e 42º55 W). O clima da região é tropical de altitude, com verões chuvosos e invernos frios e secos, Cwb pelo sistema de Köppen. Para o levantamento florístico e fitossociológico foram lançados cinco faixas compostas de quatro parcelas retangulares contíguas de 10 x 25 m, espaçados de 80 m, ao longo de um gradiente topográfico, partindo da toposseqüência baixada, em área ciliar, até o topo. Nas parcelas, foram amostrados todos os indivíduos arbustivo-arbóreos com circunferência do caule a 1,30 m de altura (CAP) igual ou superior a 15,0 cm. A composição florística constou de 127 espécies, pertencentes a 80 gêneros e 41 famílias. As famílias mais ricas em espécies foram: Lauraceae, com onze espécies, Euphorbiaceae, Annonaceae e Mimosaceae, com oito espécies, e Myrtaceae, com sete espécies. Considerando Leguminosae como uma única família (sistema de Engler apud Joly, 1977), esta ocuparia a primeira posição em riqueza florística. Os gêneros mais ricos foram: Casearia, Ocotea, e Inga. Na fitossociologia, foram amostrados 1.275 indivíduos arborescentes e 118 mortos em pé. As famílias mais importantes, em ordem decrescente de VI, foram: Euphorbiaceae, Annonaceae, Mimosaceae, Lauraceae e Myrtaceae. As espécies que mais se destacaram em valor de importância foram: Mabea fistulifera Mart., Xylopia sericea St. Hil., Piptadenia gonoacantha (Mart.) Macbr., Xylopia brasiliensis Spreng. e Lacistema pubescens Mart. As árvores mortas responderam por 21% do VI, o que provavelmente resultou do isolamento do fragmento e da infestação por cipós. A análise de solos revelou fertilidade baixa, apresentando discreta melhora nas parcelas localizadas na baixada, o que se explica por ser este um ambiente de acúmulo na topografia em questão. Tanto a análise de similaridade florística quanto a análise de correspondência canônica (CCA) mostraram a formação de dois grupos, um com as parcelas mais ao topo e outro com as da baixada, enquanto as parcelas da encosta mostraram-se mais dispersas, evidenciando um ambiente de transição entre os extremos topográficos. As parcelas do topo responderam aos fatores edáficos argila e alumínio, apresentando menor diversidade florística, o que sugere seletividade de espécies na colonização dos ambientes de topo na região. Nesse ambiente, Mabea fistulifera, Xylopia sericea e Maprounea guianensis destacaram-se com valores elevados de densidade, apresentando, portanto, potencial para utilização em projetos de restauração florestal das partes mais altas do relevo na Zona da Mata mineira.
This research aimed characterise the floristic composition and tree community structure throughout a toposequence in a Semideciduous Seasonal Forest patch in the municipality of Viçosa, Minas Gerais State, Brazil (20º45 S and 42º55 W). The climate in the region is Cwb by Köppen system. Sampling was carried out by the plot method, where five groups of four contiguous 10 x 25 m sample units, along a topographic gradient, on 80 m intervals, starting in the lowland streamside area toward the top. All trees into the sample units, which had the trunk perimeter at breast height (PBH) equal or superior to 15 cm, were measured, identified and grouped in sucessional classes. The specimen were distributed in 127 species, belonging to 80 genus and 41 botanical families. The richest families were Lauraceae, Euphorbiaceae, Annonaceae, Mimosaceae and Myrtaceae. Using the Engler classification system the family Leguminosae would be the first in species number. The richest genus were Casearia, Ocotea and Inga. Phytosociology registered 1275 alive and 118 dead and upright trees. Euphorbiaceae, Annonaceae, Mimosaceae, Lauraceae and Myrtaceae presented the greatest importance value. Mabea fistulifera Mart., Xylopia sericea St. Hil., Piptadenia gonoacantha (Mart.) Macbr., Xylopia brasiliensis Spreng. and Lacistema pubescens Mart. presented the greatest values of relative frequency, dominance and density. The dead trees sum 21% of the importance value, which may be related to liana woods infestation and fragment isolation. Soil analysis reveal very low fertility, being a few better in the lowland streamside area, because it s favourable place to accumulate nutrients. Both floristic similarity and canonical correspondence analysis (CCA) present two groups, one with the sample units on the top and other with in the streamside area. The sample units in the slope present scattered, showing a transition environment. Top sample units were related to argyle and aluminium, which got a lower floristic diversity. Therefore, the species that growing on this area possibly are top selective. The results of the present research showed that species like Mabea fistulifera, Xylopia sericea, Maprounea guianensis can be used to forest reclamation projects on higher relief areas in the Zona da Mata of Minas Gerais State.
Palavras-chave: Floresta estacional semidecidual montana
Composição florística
Comunidades vegetais
Solos florestais
Sítios florestais
Montane semideciduous seasonal forest
Floristic composition
Plant communities
Forest soils
Forest sites
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::RECURSOS FLORESTAIS E ENGENHARIA FLORESTAL::MANEJO FLORESTAL
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Manejo Florestal; Meio Ambiente e Conservação da Natureza; Silvicultura; Tecnologia e Utilização de
Programa: Mestrado em Ciência Florestal
Citação: SILVA, Nívea Roquilini Santos. Floristic composition and horizontal structure of a Montane Semideciduous Seasonal Forest Juquinha de Paula s Forest, Viçosa, MG. 2002. 83 f. Dissertação (Mestrado em Manejo Florestal; Meio Ambiente e Conservação da Natureza; Silvicultura; Tecnologia e Utilização de) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2002.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/3194
Data do documento: 8-Mar-2002
Aparece nas coleções:Ciência Florestal

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf1,02 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.