Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/4091
Tipo: Dissertação
Título: O Pântano do Cururu: trabalho, ocupação e conflitos de terra
Título(s) alternativo(s): The Cururu s Swamp: work, occupation and conflict of land
Autor(es): Silveira, Lidiane Nunes da
Primeiro Orientador: Ferreira Neto, José Ambrosio
Primeiro coorientador: Fiúza, Ana Louise de Carvalho
Segundo coorientador: Doula, Sheila Maria
Primeiro avaliador: Lima, Deborah de Magalhães
Segundo avaliador: Dias, Marcelo Miná
Abstract: Esta dissertação tem como objetivo analisar uma forma peculiar de ocupação da terra realizada por trabalhadores rurais. O que caracteriza esta ocupação de terra de maneira específica é a sua implementação a partir do trabalho de parceria, que consistiu em transformar o mato em terra, a terra em trabalho, a partir de uma perspectiva de trabalho camponês. A influência de diferentes fatores permitiu que a terra então ocupada oferecesse aos parceiros distintos horizontes de possibilidades. Para alguns, significou o trabalho e o vínculo com a terra. Para outros, a esperança de tornar- se dono da terra. O modo de vida dos parceiros também se caracterizava pelos laços de dependência com os grandes proprietários de terra da região. Estes questionaram a ocupação da terra pelos parceiros e a sua tentativa de romper com os laços de dependência, lutando pela posse dessa terra, considerada então devoluta. Instaurou-se assim um conflito que marca a sociogênese dos conflitos por terra no Brasil, e em Minas Gerais especificamente. Canais institucionalizados de luta marcaram a disputa por estas terras através da criação do Sindicato de Trabalhadores Autônomos de Piumhi aliado ao trabalho de base do Partido Comunista Brasileiro, além do apoio de setores da Igreja Católica e da Superintendência de Política Agrária (SUPRA). O contexto social analisado é o interior de Minas Gerais, na região Centro-Oeste, onde no início da década de 1960 foi construída a Usina Hidrelétrica de Furnas. Como parte das obras de infra-estrutura desta usina, foi realizada a transposição do rio Piumhi e a drenagem de um pantanal. As terras que então emergiram do Pântano foram ocupadas por parceiros da região, especificamente do município de Piumhi, através do trabalho na terra. Como o processo de ocupação e disputa pela terra ocorreu em 1960, a metodologia utilizada para apreender tal processo se baseou na historiografia e na história oral.
This thesis aims to analyze a peculiar form of land occupation made by the rural workers. This occupation is specifically characterized by its implementation as a partnership work, which turned the unused into productive land and this land into work, from a perspective of working peasant. The influence of different factors allowed that this occupied land offers different horizons of possibilities to partners. For some, meant the work and the link land. For others, hope to become the land owners. The partners livelihood is also characterized by dependency ties with regional major land owners. They questioned the land occupation by the partners and their attempt to break dependency links, fighting for the possession of this public land. It was deployed a conflict, marking the sociogênese of the Brazilian lands conflicts and those specifically in Minas Gerais State. Institutionalized channels marked the dispute for these lands through the creation of the Autonomous Workers Trade from Piumhi allied to the work basis of the Brazilian Communist Party, besides the support of Catholic Church sectors and the Superintendency of Agrarian Policy (SUPRA). The analised social context is the West-central region of the Minas Gerais State, where in the early 1960, was built Furnas hydroelectric power. As part of the plant infrastructure works, the Piumhi river transposition and the swamp drainage were made. The land that emerged in the region were occupied by partners, specifically from the Piumhi city, by the land work. As the occupation process and land dispute occurred in 1960, the methodology used to understand this process was based on oral history and historiography.
Palavras-chave: Parceiros
Ocupação de terras
Sindicalização rural
Partners
Land occupation
Rural trade unions
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA::EXTENSAO RURAL
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Instituições sociais e desenvolvimento; Cultura, processos sociais e conhecimento
Programa: Mestrado em Extensão Rural
Citação: SILVEIRA, Lidiane Nunes da. The Cururu s Swamp: work, occupation and conflict of land. 2008. 126 f. Dissertação (Mestrado em Instituições sociais e desenvolvimento; Cultura, processos sociais e conhecimento) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2008.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/4091
Data do documento: 11-Jun-2008
Aparece nas coleções:Extensão Rural

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf3,17 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.