Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/4112
Tipo: Dissertação
Título: Ser jovem e ser agricultor: a agricultura familiar como perspectiva e projeto de vida para filhas e filhos de agricultores do município de Anchieta-ES
Título(s) alternativo(s): Being young and farmer: family farming as a perspective and design of life for sons and daughters of farmers in the municipality of Anchieta-ES
Autor(es): Battestin, Simone
Primeiro Orientador: Dias, Marcelo Miná
Primeiro coorientador: Castro, Elisa Guaraná de
Segundo coorientador: Coelho, France Maria Gontijo
Primeiro avaliador: Alcântara, Fernanda Henrique Cupertino
Segundo avaliador: Alves, Daniela Alves de
Abstract: Este estudo apresenta os resultados de uma pesquisa sobre as perspectivas e projetos de vida de jovens rurais do município de Anchieta-ES, inferindo sobre seus desdobramentos nos processos de sucessão na agricultura familiar, tendo por base as mudanças sócioeconômicas ocorridas no interior da família e município como um todo. A falta de autonomia no grupo familiar, nos momentos de decisão quanto ao quê produzir, como comercializar e, principalmente, no acesso à renda própria ou individual, somados ao estigma construído de uma suposta inferioridade em relação ao urbano, tem contribuído para que os jovens rurais projetem na cidade referências de melhores condições de vida. Tomando por base essa complexidade e se apoiando num marco teórico pautado nas Ciências Sociais e Humanas, esse trabalho se propôs a compreender a dinâmica de um grupo que, enquanto categoria social, está inserido numa realidade em mudança. Para tal, apropriou-se de métodos da pesquisa qualitativa, principalmente o uso de grupos participantes aplicado a jovens rurais de todo o município, confrontando as informações aí obtidas com dados secundários e diversas etnografias sobre o tema. Objetivou-se contribuir modestamente, a partir de um estudo localizado, com conhecimentos sobre o futuro da agricultura baseada no regime de economia familiar e possíveis contribuições para a permanência produtiva dos jovens nos espaços rurais. Ver-se-á que os jovens rurais de Anchieta-ES possuem desejos dos mais variados, confirmando que as relações familiares e extrafamiliares, o trabalho, infraestrutura, políticas de esporte, cultura, lazer e educação, bem como, a ampliação de seu espaço de sociabilidade, aproximando o rural e o urbano, são fatores que influenciam na elaboração, reelaboração e, futuramente, concretização de seus projetos de vida.
This study presents the results of research projects and the prospects of life of rural youth in the municipality of Anchieta, ES, inferring on their unfolding in the processes of succession in family farming, based on family and the city socioeconomic changes occurring as a whole. The lack of autonomy in the family, in moments of decision about what to produce and market, and in particular, access to income or the individual, together built the stigma of a supposed inferiority in relation to urban areas has contributed to the young rural town in the reference design of better conditions of life. Building on this complexity and to support a theoretical framework based on Social and Human Sciences, this work is proposed to understand the dynamics of a group that, while social category is inserted in a changing reality. For this, appropriate methods are qualitative research, especially the use of focus groups, applied to the rural youth from across the city, confronting the information it obtained from secondary data and several ethnographies on the subject. The objective was to contribute modestly, from a found study, with knowledge about the future of agriculture based economy of the family and possible contributions to the productivity of young people stay in rural areas. It will be seen that young rural from Anchieta-ES have more varied wishes, confirming that the extra-family relationships and family, work, infrastructure, policies, sports, culture, recreation and education, as well as the expansion of its space of sociability, connecting the rural and urban, are factors that influence the elaboration, reconstruction and in the future, in completion their projects of life.
Palavras-chave: Jovem rural
Projetos de vida
Agricultura familiar
Rural young
Life projects
Family farming
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA::EXTENSAO RURAL
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Instituições sociais e desenvolvimento; Cultura, processos sociais e conhecimento
Programa: Mestrado em Extensão Rural
Citação: BATTESTIN, Simone. Being young and farmer: family farming as a perspective and design of life for sons and daughters of farmers in the municipality of Anchieta-ES. 2009. 218 f. Dissertação (Mestrado em Instituições sociais e desenvolvimento; Cultura, processos sociais e conhecimento) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2009.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/4112
Data do documento: 30-Jul-2009
Aparece nas coleções:Extensão Rural

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf1,18 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.