Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/5008
Tipo: Dissertação
Título: Alterações da matriz extracelular na pele de cães com leishmaniose visceral naturalmente infectados
Título(s) alternativo(s): Extracellular matrix alterations in skin of dogs with visceral leishmaniasis naturally infected
Autor(es): Melo, Ferdinan Almeida
Primeiro Orientador: Viloria, Marlene Isabel Vargas
Primeiro avaliador: Fonseca, Cláudio César
Segundo avaliador: Salcedo, Joaquín Hernán Patarroyo
Terceiro avaliador: Silva, Ana Lúcia Abreu
Quarto avaliador: Bevilacqua, Paula Dias
Abstract: O objetivo deste estudo foi investigar as alterações da matriz extracelular em pele de cães naturalmente infectados por Leishmania chagasi. Foram selecionados 40 cães naturalmente infectados com L. chagasi provenientes de São Luís-MA, agrupados de acordo com a sintomatologia clínica: 20 cães sintomáticos com lesões cutâneas (Grupo I), 20 oligossintomáticos com lesões cutâneas (grupo II) com sorologia positiva para Leishmania pela RIFI e por ELISA e 20 cães sorologicamente negativos para leishmaniose (grupo III), não infectados. Foram realizadas biopsias de pele para análises das alterações histológicas através da técnica de Hematoxilina e Eosina (HE), análises do sistema colágeno pela técnica Picrus Sirius Red e Reticulina de Gordon & Sweets. O sistema elástico foi avaliado pela técnica de Verhoeff. Utililizou-se a Imunoperoxidase Indireta para detecção de Leishmania no tecido cutâneo. As fibras adesivas fibronectina (FN) e laminina (LN) foram detectadas através da técnica de imunohistoquímica com o uso dos anticorpos monoclonais anti-fibronectina e antilaminina, respectivamente. As médias da reatividade sorológica dos animais medida pelo ELISA foram: 0,44 ± 0,21, para o grupo I; 0,23 ± 0,08 para o grupo II e 0,037 ± 0,007, grupo III, com cut-off=0,09, resultados estatisticamente significativos. As maiores freqüências de sinais clínicos apresentados pelos cães do grupo I e II foram: emagrecimento, alopecia generalizada, dermatite furfurácea, úlceras localizadas e generalizadas, pelagem opaca e onicogrifose, sendo que estes sinais clínicos têm sido alvos de grandes discussões na literatura, observados tanto em infecções naturais como em experimentais. As alterações histológicas observadas na pele dos cães dos grupos I e II foram hiperqueratose que variava de acentuada a discreta, acantose geralmente acentuada, vacuolização da camada basal. Na derme observou-se um infiltrado inflamatório difuso constituído principalmente por neutrófilos, linfócitos, macrófagos e em alguns casos, mastócitos associados à presença do parasita. Comprovou-se a predominância do colágeno do tipo III na pele dos cães do grupo I (79,5 ± 10,0), enquanto nos animais do grupo II os colágenos do tipo I e do tipo III foram observados em proporções variáveis, resultados considerados estatisticamente significativos. A presença do colágeno do tipo III foi confirmada pela técnica da Reticulina de Gordon & Sweets. As fibras elásticas dos grupos I e II apresentavam-se mais desuniformes e espessas quando comparadas as do grupo III. A expressão da fibronectina e da laminina foi reduzida na pele dos animais infectados, estando associada à presença de parasitas. Estes resultados demonstram a intensa degradação dos constituintes da MEC da pele causadas por Leishmania.
The objective of this study was to investigate the extracelular matrix changes in skin of dogs naturally infected by Leishmania chagasi. Fourty dogs were selected naturally infected with L. chagasi come from São Luis-MA, contained in agreement with the clinical symptoms, 20 symptomatic dogs with cutaneous lesions (group I), 20 oligosymptomatic with cutaneous lesions (group II) with positive serologically for Leishmania by Indirect Immunofluorescence Assay (IFAT) and by enzyme-linked immunosorbence assay (ELISA), and 20 dogs negative for leishmaniasis (group III), dogs not infected. Skin biopsies were accomplished for analyses of the histological alterations by technique of Hematoxylin and Eosin (HE), analyses of the collagen system for technical Picrus Sirius Red and Reticulin of Gordon & Sweets. The elastic system was evaluated by the technique of Verhoeff. Indirect Immunoperoxidase for detection of Leishmania in the cutaneous tissue. The fibers adhesive fibronectin (FN) and laminin (LN) they were detected by immunohistochemical technique with the use of the monoclonal antibodies anti-fibronectin and anti-laminin, respectively. The averages of the reactivity serologycal of the animals measure for ELISA were: 0,44 ± 0,21, for the group I; 0,23 ± 0,08 for the group II and 0,037 ± 0,007, group III, with cutoff=0,09, results were significant statistically. The largest frequencies of clinical signs presented by the dogs of the group I and II were: weight loss, generalized alopecia, dermatitis, located and widespread ulcers, opaque coat and onychogryphosis, clinical signs have been objectives of great discussions in the literature, observed so much in natural infections as in experimental. The histological alterations observed in the skin of the dogs of the groups I and II were hiperqueratose that varied of accentuated at discreet, acantosys generally accentuated, vacuolization of the basal membrane. In the derme it was observed an infiltrated inflammatory diffuse constituted mainly by neutrophils, lynphocytes, macrophages and in some cases, mast cell associated to the presence of the parasite. It was proven the prevalence of the collagen of the type III in the skin of the dogs of the group I (79,5 ± 10,0), while in the animals of the group II the collagens of the type I and of the type III was observed in variable proportions, results considered statistically significant. The presence of the collagen of the type III was confirmed by the technique of Reticulin of Gordon & Sweets. The elastic fibers of the groups I and II seemed more disforms and thicken when compared the one of the group III. The expression of the fibronectin and of the laminin it was reduced in the skin of the infected animals, being associated to the presence of parasites. These results demonstrate the intense degradation of the extracelular matrix in the skin caused by Leishmania.
Palavras-chave: Cão
Doenças
Matriz extracelular
Leishmaniose visceral
Dogs
Extracellular matrix
Visceral leishmaniasis
Diseases
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::MEDICINA VETERINARIA::PATOLOGIA ANIMAL
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Biotecnologia, diagnóstico e controle de doenças; Epidemiologia e controle de qualidade de prod. de
Programa: Mestrado em Medicina Veterinária
Citação: MELO, Ferdinan Almeida. Extracellular matrix alterations in skin of dogs with visceral leishmaniasis naturally infected. 2005. 93 f. Dissertação (Mestrado em Biotecnologia, diagnóstico e controle de doenças; Epidemiologia e controle de qualidade de prod. de) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2005.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/5008
Data do documento: 3-Fev-2005
Aparece nas coleções:Medicina Veterinária

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf1,35 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.