Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/549
Tipo: Tese
Título: Efeito da hidrólise ácida e sulfitação de taninos de Eucalyptus grandis W. Hill ex Maiden e Anadenanthera peregrina Speg., nas propriedades dos adesivos
Título(s) alternativo(s): Effect of the acid hydrolysis and sulphitation of tannins of Eucalyptus grandis W. Hill ex Maiden and Anadenanthera peregrina Speg in the adhesive properties
Autor(es): Carneiro, Angélica de Cássia Oliveira
Primeiro Orientador: Vital, Benedito Rocha
Primeiro avaliador: Lucia, Ricardo Marius Della
Segundo avaliador: Silva, José de Castro
Terceiro avaliador: Oliveira, José Tarcisio da Silva
Quarto avaliador: Carvalho, Ana Márcia Macedo Ladeira
Abstract: O objetivo principal deste estudo foi avaliar o efeito da hidrólise ácida e da sulfitação sobre as propriedades e a resistência dos adesivos de taninos extraídos a partir da casca de Eucalyptus grandis e Anadenanthera peregrina (angico-vermelho). Os taninos foram hidrolisados e sulfitados, empregando-se quatro valores de pH, dois tipos de ácido e três tempos de reação na presença ou ausência de sulfito de sódio. Após a produção dos adesivos, determinaram-se as propriedades adesivas de cada tratamento. Foram produzidas 384 juntas, constituídas de duas lâminas de Eucalyptus grandis, coladas com adesivos à base de taninos, para avaliar a resistência da linha de cola. Para produzir os adesivos tânicos adicionaram-se 10% de formaldeído sobre a massa seca de sólido dos mesmos. As resistências ao cisalhamento e à falha na madeira foram determinadas de acordo com a norma ASTM 2339-93. Determinou-se o peso molecular dos taninos, através da técnica de cromatografia de permeação em gel. Os parâmetros cinéticos foram obtidos através da calorimetria diferencial exploratória. Foram produzidas, também, 15 chapas de aglomerado, com partículas de Pinus, com dimensões aproximadas de 40 x 40 x 1 cm, com densidade média de 0,7 g/cm³, constituindo um total de cinco tratamentos, com três repetições. Foram empregadas 8% de formulações adesivas contendo taninos hidrolisados de angico-vermelho e adesivo à base de uréia-formaldeído sobre a massa seca de partículas. As propriedades físicas e mecânicas dos painéis foram determinadas em conformidade com a norma ASTM D-1037-93. Os resultados dos testes mecânicos foram comparados com os valores mínimos estabelecidos pela norma ANSI/A 208.1-1993 (Wood Particleboard), e os resultados dos testes de absorção de água e inchamento em espessura foram comparados com os valores máximos estabelecidos pela norma DIN 68m761 (1)-1961. As propriedades dos adesivos foram modificadas com a hidrólise e sulfitação dos taninos. O tempo de reação não influenciou, de forma significativa, as propriedades. A redução do pH da hidrólise dos taninos diminuiu a viscosidade e aumentou o tempo de gelatinização e o tempo de trabalho dos adesivos. O peso molecular dos taninos foi reduzido com a hidrólise e com a sulfitação dos taninos. Em relação aos parâmetros cinéticos, os resultados mostram que a energia de ativação, a entalpia e a temperatura de cura dos adesivos foram reduzidas pela hidrólise e pela sulfitação dos taninos, no entanto apresentaram banda larga de polimerização. A resistência ao cisalhamento de juntas produzidas com os adesivos tânicos foi aumentada com a hidrólise e a sulfitação dos taninos, o que, conseqüentemente, reduziu a viscosidade dos adesivos. Os valores médios observados para a resistência ao cisalhamento foram próximos àqueles observados para o adesivo comercial de uréia-formaldeído. Verificou-se que a resistência mecânica das chapas de aglomerados produzidas com o adesivo à base de taninos de angico-vermelho, com exceção do módulo de elasticidade, ultrapassou os valores mínimos requeridos pela norma ANSI/A1-280/93. A absorção de água e inchamento em espessura, após 2 e 24 horas de imersão, de todas as chapas excederam o valor máximo estabelecido.
The main objective of this study was to evaluate the effect of acid hydrolysis and of sulphitation on the properties and strength of joints made with adhesives from tannins extracted from barks of Eucalyptus grandis and Anadenanthera peregrina. The tannins were hydrolysed and sulphited using four pH values, two types of acid and three reaction times in the presence or absence of sodium sulphite. After the production of the adhesives, the adhesive properties of each treatment were evaluated. A total of 384 joints composed by two veneers of Eucalyptus grandis glued with tannic adhesives were produce to evaluated the glued line strength. An amount of 250 g/m2 of adhesive in double face was applied. To produce the tannic adhesives, 10% of formaldehyde was added to the dry solid mass of the tannins. Shearing strength of the joints of the wood was determined according to the ASTM 2339-93 standard. The tannins molecular weights were determined using the chromatographic techniques of gel permeability. The kinetic parameters were obtained using exploratory differential calorimetry. In adition, 15 particleboards made from particles of Pinus elliottii were produced with sizes about 40 x 40 x 1 cm, with an average density of 0,70 g/cm3 constituting a total of five treatments with three repetitions. An amount of 8% of adhesive formulations was used, containing hydrolysed tannins of Anadenanthera peregrina and of urea-formaldehyde, based on the dry mass of the particles. The physical and mechanical properties of the boards were determined according to the ASTM D-1037-93 standard. The results of the mechanical tests were compared to the minimum values established by the ANSI/A 208.1-1993 standard (Wood Particleboard), and the results of the water absorption and swelling in thickness tests were compared to the maximum values established by the DIN 68m761 (1)-1961 standard. Adhesive properties were changed by hydrolysis and sulphitation of the tannins. The reaction time did not significantly influence their properties. Reduction of pH during tannins hydrolysis reduced the viscosity and increased the gel processing time and the adhesives working time. The tannins molecular weight was reduced with their hydrolysis and sulphitation, due to breakage of interflavonoid links. In relation to the kinetic parameters, the results show that activation energy, enthalpy and curing temperature of the adhesives were reduced by the hydrolysis and the sulphitation of the tannins; nevertheless, they showed a large band of polymerization. The shearing strength of the tannic adhesives was increased by the hydrolysis and sulphitation of the tannins; this was mainly due to rupture of interflavonoid links that consequently reduced adhesives viscosity. The mean values observed for shearing strength were close to those observed with the commercial adhesive made from urea-formaldehyde. It was observed that the mechanical properties of the particleboards produced with the adhesive based on the tannins of Anadenanthera peregrina, with the exception of the module of elasticity, surpassed the minimum values established by the ANSI/A1-280/93 standard. The water absorption and swelling in thickness, after 2 and 24 hours of immersion of all the boards, exceeded the established maximum value.
Palavras-chave: Taninos
Adesivos
Chapas de madeira
Propriedades físicas
Propriedades mecânicas
Tannins
Adhesives
Particleboard
Physical properties
Mechanical properties
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::RECURSOS FLORESTAIS E ENGENHARIA FLORESTAL::TECNOLOGIA E UTILIZACAO DE PRODUTOS FLORESTAIS
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Manejo Florestal; Meio Ambiente e Conservação da Natureza; Silvicultura; Tecnologia e Utilização de
Programa: Doutorado em Ciência Florestal
Citação: CARNEIRO, Angélica de Cássia Oliveira. Effect of the acid hydrolysis and sulphitation of tannins of Eucalyptus grandis W. Hill ex Maiden and Anadenanthera peregrina Speg in the adhesive properties. 2006. 182 f. Tese (Doutorado em Manejo Florestal; Meio Ambiente e Conservação da Natureza; Silvicultura; Tecnologia e Utilização de) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2006.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/549
Data do documento: 30-Jan-2006
Aparece nas coleções:Ciência Florestal

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf3,16 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.