Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/5611
Tipo: Dissertação
Título: Avaliação de fontes de enxofre em suplementos proteinados para bovinos
Título(s) alternativo(s): Evaluation of sulfur sources in protein supplements for bovines
Autor(es): Silva, Cássio José da
Primeiro Orientador: Pereira, José Carlos
Primeiro coorientador: Leonel, Fernando de Paula
Segundo coorientador: Vieira, Ricardo Augusto Mendonça
Primeiro avaliador: Lana, Rogério de Paula
Segundo avaliador: Cunha, Daniel de Noronha Figueiredo Vieira da
Abstract: Objetivou-se avaliar a utilização de diferentes fontes de enxofre em suplementos proteinados para bovinos. Os experimentos foram realizados na Unidade de Ensino, Pesquisa e Extensão em Gado de Corte e no Laboratório de Nutrição Animal do Departamento de Zootecnia, na Universidade Federal de Viçosa. No primeiro experimento avaliou-se a resposta de novilhos mestiços alimentados com feno de capim Brachiaria dictyoneura, variando-se a fonte de enxofre no suplemento proteinado, sendo: enxofre elementar 70S; enxofre elementar 98S; sulfato de cálcio (Gesso hidratado); sulfato de cálcio (Gesso anidro) e sulfato de amônio, sobre o consumo e a digestibilidade aparente dos nutrientes, pH e amônia (N-NH3) ruminal, perfil de aminoácidos na digesta abomasal, degradabilidade da fibra e taxa de passagem de partículas, mantendo-se uma relação nitrogênio:enxofre de 11:1. Utilizou-se cinco novilhos mestiços Holandês/Zebu fistulados no rúmen e no abomaso, distribuídos em um quadrado latino 5 X 5. O experimento constou de cinco períodos com duração de 16 dias cada um, sendo os dez primeiros para adaptação e os demais para a coleta de dados. No segundo experimento objetivou-se avaliar a produção de proteína microbiana “in vitro” em função de diferentes relações entre sulfato de cálcio e enxofre elementar em líquido ruminal proveniente de um novilho de corte em crescimento e de uma vaca em lactação. As diferentes fontes de enxofre no suplemento não afetaram (P>0,05) os consumos de matéria seca do feno e do suplemento proteinado, proteína bruta (PB), fibra em detergente neutro corrigido para cinzas e proteína (FDNcp), matéria orgânica (MO), carboidratos não fibrosos (CNF), extrato etéreo (EE) e nutrientes digestíveis totais (NDT), os coeficientes de digestibilidade da FDNcp e da PB, o pH ruminal e a concentração de amônia no rúmen. Neste estudo os perfis de degradação da FDN obtidos foram interpretados utilizando o modelo e as estimativas dos parâmetros da cinética de passagem de partículas ajustando os dados a diferentes modelos bicompartimentais (G1G1, G2G1, G3G1, G4G1, G5G1 e G6G1). Os modelos G2G1, G3G1, G5G1, G4G1 e G3G1 mostraram-se mais eficientes na determinação das estimativas dos parâmetros de cinética de passagem de partículas para os tratamentos: enxofre elementar 70S, enxofre elementar 98S, sulfato de cálcio (Gesso hidratado), sulfato de cálcio (Gesso anidro) e sulfato de amônio, respectivamente. A degradação ruminal da fibra sofreu pouca influência da fonte de enxofre utilizada. As concentrações dos aminoácidos disponíveis na digesta abomasal (g/kg MS) não diferiram (P>0,05) entre as dietas avaliadas. A disponibilidade dos aminoácidos avaliados na digesta abomasal não variou e seu perfil não dependeu das fontes de enxofre presente nas dietas. No segundo experimento não foram verificadas diferenças nos teores de proteína microbiana “in vitro” para as relações avaliadas (P>0,05). As fontes de enxofre avaliadas podem ser utilizadas na formulação de suplementos para bovinos de corte, mantendo-se a relação nitrogênio:enxofre de 11:1.
The scope of this work was to evaluate the use of different sulfur sources in protein supplements for bovines. The experiments were carried out at the Unit of Teaching, Research and Extension on Beef Cattle and Laboratory of Animal Health in the Department of Animal Science at the Federal University of Viçosa, MG, Brazil. In the first experiment, crossbred calves were fed with Brachiaria dictyoneura grass hay, with different sulfur sources in the protein supplement: 70S elemental sulfur; 98S elemental sulfur; calcium sulfate (hydrated gypsum); calcium sulfate (anhydrous gypsum) and ammonium sulfate. The calf response to the different sulfur sources was evaluated by means of the nutrient intake and apparent digestibility, ruminal pH and N-NH3, amino acid profile in the abomasal digesta, fiber degradability and particle flow-rate. An 11:1 nitrogen:sulfur ratio was used. Five Holstein/Zebu male calves fistulated in the rumen and abomasum were used distributed in a 5 x 5 Latin square. The experiment had five 16-day periods, in which the first ten days were used as the adaptation period and the other days were used for collecting the data. The scope of the second experiment was to evaluate the “in vitro” microbial protein production regarding the different ratios of calcium sulfate and elemental sulfur in the ruminal liquid of a beef cattle calf at growing stage and a lactating cow. The different sulfur sources in the supplement did not affect (P>0.05) the intakes of hay dry matter and protein supplement, crude protein (CP), neutral detergent fiber corrected for ash an protein (NDFap), organic matter (OM), nonfiber carbohydrate (NFC), ether extract (EE) and total digestible nutrients (TDN), digestibility coefficients of NDFap and CP, ruminal pH and the ruminal ammonia concentration. In this study, the degradation profiles of NDF achieved were interpreted according to the solid transit kinetics parameters model and estimations. The data was adjusted to different double-compartment models (G1G1, G2G1, G3G1, G4G1, G5G1 and G6G1). The models G2G1, G3G1, G5G1, G4G1 and G3G1 showed to be, respectively, more efficient on determining the estimations of the following treatments: 70S elemental sulfur, 98S elemental sulfur, calcium sulfate (hydrated gypsum), calcium sulfate (anhydrous gypsum) and ammonium sulfate. The sulfur source used influenced slowly the ruminal fiber degradation. The concentration of available amino acids in the abomasal digesta (g/kg DM, where DM is dry matter) did not change (P>0.05) in the evaluated diets. The availability of the amino acids evaluated in the abomasal digesta did not vary and their profile did not depend on the sulfur sources found in the diets. In the second experiment, differences in the rates of “in vitro” microbial protein for the evaluated ratios were not found (P>0.05). The sulfur sources evaluated may be used to formulate beef cattle supplements, as long as an 11:1 nitrogen:sulfur ratio is used.
Palavras-chave: Bovino
Enxofre
Nutrição animal
Suplementos proteinados
Bovine
Sulfur
Animal nutrition
Protein supplements
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::ZOOTECNIA::NUTRICAO E ALIMENTACAO ANIMAL
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Genética e Melhoramento de Animais Domésticos; Nutrição e Alimentação Animal; Pastagens e Forragicul
Programa: Mestrado em Zootecnia
Citação: SILVA, Cássio José da. Evaluation of sulfur sources in protein supplements for bovines. 2008. 85 f. Dissertação (Mestrado em Genética e Melhoramento de Animais Domésticos; Nutrição e Alimentação Animal; Pastagens e Forragicul) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2008.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/5611
Data do documento: 29-Jul-2008
Aparece nas coleções:Zootecnia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf1,1 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.