Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/7052
Tipo: Dissertação
Título: Potencial agroclimático para o desenvolvimento da cultura do cafeeiro no estado do Espírito Santo
Agroclimatic potential for the development of coffee culture in the state of Espirito Santo
Autor(es): Luppi, Alixandre Sanquetta Laporti
Abstract: O Espírito Santo é o segundo maior Estado produtor de café do Brasil, com cerca de 25% da produção nacional e o maior produtor do café conilon do país, ocupando uma área de aproximadamente 329.700 ha em 33.456 propriedades. Devido à importância da cafeicultura, novas tecnologias de avaliação de áreas propícias ao plantio do café, devem ser constantemente atualizadas de modo a tornar-se cada vez mais uma ferramenta capaz de manipular as funções que representam os processos ambientais em diversas regiões de forma simples e eficiente, permitindo economia de recursos e tempo. O zoneamento agroclimático é um instrumento de orientação e suporte técnico para tomada de decisão na agricultura, disponibilizando informações que podem auxiliar no planejamento de uma determinada região de interesse. Mesmo sabendo que o zoneamento é uma técnica consagrada que proporciona a determinação de áreas aptas, restritas e inaptas para o desenvolvimento das culturas, são raros os trabalhos científicos que objetivam traçar uma metodologia para espacializar áreas com potencial agroclimático para o desenvolvimento das culturas agrícolas. Diante do exposto objetivou-se com o presente trabalho definir áreas com potencial agroclimático para o desenvolvimento do cafeeiro no estado do Espírito Santo. Para a cultura do café conilon o mês de fevereiro apresentou maior potencial agroclimático, enquanto o mês de março apresentou menor potencial agroclimático, já para a cultura do café arábica o mês de janeiro apresentou maior potencial agroclimático, enquanto o mês de março apresentou menor potencial agroclimático. A média anual do potencial agroclimático do Estado para o cultivo do café conilon é de 25,02% das áreas com alto potencial, 74,81% com médio potencial e 0,15% com baixo potencial agroclimático. A média anual do potencial agroclimático do Estado para o cultivo do café arábica é de 20,84% das áreas com alto potencial, 75,50% com médio potencial e 3,65% com baixo potencial agroclimático. Diante dos resultados, o Estado apresenta maior potencial agroclimático compatível com as necessidades agroclimáticas do café conilon. O mapeamento das áreas com potencial agroclimático para a cultura do cafeeiro foi coerente com a produção e rendimento real dessa cultura no estado do Espírito Santo.
The State of Espírito Santo is the second largest coffee producer in Brazil, with approximately 25% of domestic production and the largest conilon producer occupying an area of approximately 329,700 ha in 33,456 properties. Due to the importance of this field, novels technologies to evaluate the proper areas to carry out the coffee planting must be constantly updated as a tool to manipulate the functions, that represent the environmental processes in various regions, simply and effectively, enabling resources and time saving. The agro-climatic’s zoning is an instrument of guidance and technical support for making decision in agriculture, providing information that can assist in the planning of a specific region of interest. Even knowing that zoning is a well known technique that provides the determination of appropriate, restricted and inappropriate areas for crop development, few scientific studies have aimed to outline a methodology for spatialize areas with agro-climatic potential for development of agricultural crops. Therefore, the objective of this study was to define areas with agro- climatic potential for the development of coffee in the State of Espírito Santo. The conilon coffee showed higher agro-climatic potential in February and lower in March, regarding the Arabica coffee the higher agro-climatic potential was in January and the lower in March. The annual average of agro-climatic potential for growing conilon showed 25.02% of the areas with high potential, 74.81% with medium potential and 0.15% with low agro-climatic potential. The annual average of agro-climatic potential for growing Arabica coffee showed 20.84% of the areas with high potential, 75.50% with medium potential and 3.65% with low agro-climatic potential. The results demonstrated that the State has agro- climatic potential more suitable with the conilon’s agro-climatic demands. The mapping of the areas with agro-climatic potential for growing coffee was consistent with the production of coffee and the real income in the State of Espírito Santo.
Palavras-chave: Café - Cultivo - Espírito Santo
Meteorologia agrícola
Sistema de informação geográfica
Zoneamento agroclimático
CNPq: Agrometeorologia
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Citação: LUPPI, Alixandre Sanquetta Laporti. Potencial agroclimático para o desenvolvimento da cultura do cafeeiro no estado do Espírito Santo. 2014. 143 f. Dissertação (Mestrado em Meteorologia Agrícola) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2014.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.locus.ufv.br/handle/123456789/7052
Data do documento: 24-Fev-2014
Aparece nas coleções:Meteorologia Agrícola

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdftexto completo19,66 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.