Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/7666
Tipo: Dissertação
Título: Fitossociologia de plantas espontâneas em pomar de goiabeiras pastejado por ovinos e comércio de carne ovina na Zona da Mata mineira
Phytosociology of volunteer plants grazed by sheep in guava orchard and the sheep meat trade in Zona da Mata, Minas Gerais
Autor(es): Cruz, José Victor Hosken
Abstract: Em áreas de topografia acidentada, como ocorre em grande parte da Zona da Mata mineira, agricultura e pecuária convencionais têm falhado em garantir níveis de renda suficientes aos agricultores. Neste contexto, surge a alternativa de integrar pecuária à agricultura, com objetivo de obter benefícios mútuos e maximizar a renda. Em Minas Gerais, as pesquisas de consorciação lavoura-pecuária tiveram início na década de 1970, com o objetivo de aproveitar, como pasto, as plantas espontâneas em sub- bosque de Eucalyptus sp. Considerando a importância econômica do café na Zona da Mata mineira, em 2006 iniciaram pesquisas, com o objetivo de mensurar a possibilidade da integração ovinocultura a cafeicultura. Outra possibilidade é a integração de ovinos a pomares em idade produtiva. A integração da ovinocultura à fruticultura pode ser uma alternativa para diversificação de atividades para o agricultor. No entanto, o consórcio da ovinocultura e cultivos perenes é complexo devido à diversidade dos componentes botânicos envolvidos e à variabilidade dos sistemas de produção. Em um primeiro momento, buscou-se, neste estudo, identificar e observar o comportamento das espécies de plantas espontâneas presentes em um pomar de goiabeiras, conduzido em sistema agroecológico, consorciado com ovinos, no município de Rio Pomba, MG, e analisar o preço da carne ovina no varejo por um período de 14 meses no município de Viçosa. O pomar de goiabeiras foi dividido em dois piquetes com área de 0,1341 ha cada. Em cada piquete foi introduzido um lote com quatro ovelhas adultas deslanadas por um período de 21 dias. Foi realizado levantamento florístico, fitossociológico e mensuração da massa das espécies espontâneas presentes em cada piquete, nos meses de abril, maio e junho de 2015, antes e após a introdução do lote de ovelhas. Foram identificadas 15 espécies pertencentes a sete famílias botânicas. As famílias com maior representatividade foram Poaceæ, com cinco espécies (33%), e Astereceæ com quatro espécies (27%). No piquete 1, as espécies que apresentaram redução de massa foram Commelina benghalencis (95,66%), Synedrellopsis grisebachii (23,42%) e Brachiaria mutica (3,24%), enquanto que, no piquete 2 foram Cyperus esculentos e Cyperus rotundus (65,43%), Panicum maximum (43,83%) e Galinsoga parviflora (14,60%). O pastejo de ovelhas em pomar de goiabeiras causou o aumento do IR (%), de seis espécies espontâneas, das quais quatro são Poaceæ, indicando possível dominância desta ao longo do tempo. Como segundo propósito neste trabalho, observou-se o interesse comercial pela carne ovina através de sua oferta no município de Viçosa, MG. Foram identificados, por meio da metodologia “bola de neve”, os estabelecimentos varejistas que comercializavam carne ovina em Viçosa. Os preços da carne ovina, os cortes cárneos disponíveis e a origem dos mesmos foram coletados mensalmente entre novembro de 2013 e dezembro de 2014. Estes dados foram analisados por estatística descritiva utilizando o Software Excel® 2010. Foram identificados seis estabelecimentos que comercializavam carne ovina, dos quais quatro eram açougues (66,7%) e dois supermercados (33,3%). Estes dispunham, ao todo, de dez cortes cárneos. As frequências de observação (n=265) dos cortes ao longo do período foram, em ordem decrescente, pernil com osso (29,4%), costela com osso (23,8%), paleta (19,2%), lombo com pescoço (13%), picanha com alcatra (1,9%), contrafilé (5,7%), pescoço (5,7%), carré francês (0,4%) e pernil sem osso (0,4%). Os preços variaram, excluindo o carré francês observado uma única vez com preço atípico de R$92,00/kg, de R$12,98/kg (costela com osso) R$39,98/kg (pernil sem osso) com média R$20,37±4,65/kg. Entre novembro e dezembro de 2013 e o mesmo período de 2014, pernil (11,6%), paleta (9,6%), costela (7,1%), lombo com pescoço (5,5%) e carcaça inteira/meia carcaça (2,3%), aumentaram o preço médio, no entanto contrafilé e pescoço não variaram o preço médio. Por fim, propõe-se a continuidade deste estudo com entrevistas estruturadas a fruticultores nos munícipios de Tocantins e Rio Pomba e de observações da mobilização de produtores rurais com vistas a organização de produzir ovinos no município de Viçosa e região.
In areas of hilly topography, as occurs in great part of Zona da Mata of Minas Gerais state, both the conventional agriculture and the livestock have failed to ensure suitable income to farmers. In this context, the integration of livestok and agriculture emerges as an alternative to provide mutual benefits and maximize net income. In Minas Gerais, the researches on crop-livestock cultivation initiated in the 70s utilizing the spontaneous vegetation under Eucaliptus sp. cultivation as pasture. Considering the economic importance of coffee in the Zona da Mata of Minas Gerais, in 2006 initiated research, with the objective of measuring the ability of the sheep industry integration to coffee production. The integration of sheep breeding to the fruit-culture can be an alternative to diversify farmer’s activities. However, the consortium of sheep and perennial crops is complex due to the diversity of botanical components and the variability of production systems involved. The first step for this work was taken to identify and observe the presence and behavior of spontaneous plant species in an orchard of guava trees, conducted under agroecological system, consorted with sheep, in Rio Pomba-MG municipality. Then, analyze the price of sheep meat at retail for a period of 14 months in another municipality, Viçosa-MG. The orchard of guava trees was divided into two smaller areas (separated by pickets) with area of 0,1341ha. In every picket area were introduced four adult hairsheep females over a period of 21 days. A floristic survey was carried out followed by measurement of the mass of the spontaneous species present, in the months from April to June 2015, before and after the introduction of the sheeps. It was identified 15 species belonging to seven botanical families. The families with higher representativeness were Poaceæ, with five species (33%), and Astereceæ with four species (27%). For the picket area 1, the species that showed mass reduction were Commelina benghalencis (95.66%), Synedrellopsis grisebachii (23.42%) and Brachiaria mutica (3.24%). As for the picket area 2 were found Cyperus esculentos and Cyperus rotundus (65.43%), Panicum maximum (43.83%) and Galinsoga parviflora (14.60%). The sheep grazing in the orchard of guava trees caused the increase of importance value (%), being six spontaneous species, of which four were Poaceæ that indicates possible dominance of this specie over time. The second purpose in this work aimed to evaluate the commercial interest for sheep meat through its offer in local market of Viçosa, MG. The "snowball" methodology was used to identify retailers trading meat sheep in Viçosa. Data on sheep meat prices, meat cuts types available and the source of production were collected monthly from November 2013 to December 2014. These data were analyzed by descriptive statistics using Excel® 2010 Software. Six places were identified selling meat sheep, four butchers (66.7%) and two supermarkets (33.3%). In total ten different meat cuts were available. The frequency of observation (n=265) in descending order of meat cuts during the period were, leg-chump off (29.4%), rack (23.8%), foreshank (19.2%), backstrap (13%), leg cuts (1.9%), loin (5.7%), neck (5.7%), rack cap frenched (0.4%) and leg-boneless (0.4%). Prices varied, excluding the rack cap frenched observed only once with atypical R$ 92,00/kg, R$ 12,98/kg (rack) R$ 39,98/kg (leg- boneless) mean of R$ 20,37 65 kg±4,65/kg. Between November and December 2013 compared to the same period in 2014 there was an increased price for leg-boneless (11.6%), foreshank (9.6%), rack (7.1%), backstrap (5.5%) and carcass (2.3%), increased the average price, however loin and neck had no variation on average price. Finally, it is proposed the continuity of these studies with more structured interviews with fruit growers in municipalities such as Tocantins and Rio Pomba, and, observations of the rural producers mobilization foreseeing production organization for the municipality of Viçosa and region.
Palavras-chave: Agrossilvicultura
Comunidades vegetais
Manejo integrado
Ovino - Criação
Carne ovina - Zona da Mata (MG) - Comercialização
CNPq: Zootecnia
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Citação: CRUZ, José Victor Hosken. Fitossociologia de plantas espontâneas em pomar de goiabeiras pastejado por ovinos e comércio de carne ovina na Zona da Mata mineira. 2015. 92f. Dissertação (Mestrado em Agroecologia) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2015.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.locus.ufv.br/handle/123456789/7666
Data do documento: 16-Set-2015
Aparece nas coleções:Agroecologia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdftexto completo2,05 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.