Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/7720
Tipo: Dissertação
Título: Efeitos das emissões de uma usina de alumínio em três espécies vegetais do Parque Estadual do ltacolomi - MG
Effects of emissions from an aluminum plant in three plant species of the ltacolomi State Park - MG
Autor(es): Gomees, Thamires Fernanda
Abstract: O Parque Estadual do Itacolomi (PEI-MG), situado entre os municípios de Ouro Preto e Mariana, MG, recebe imissões de poluentes, dentre eles o Flúor (F), de uma fábrica de alumínio próxima ao PEI. O flúor, dentre os poluentes atmosféricos, é o que apresenta maior fitotoxicidade. Assim, é de extrema importância que se desenvolvam estudos no PEI visando a preservação das espécies vegetais, visto que estudos anteriores evidenciaram sinais de contaminação por F na flora local. Diante desta problemática, o presente trabalho teve como objetivo monitorar três espécies de plantas presentes no PEI: Byrsonima variabilis (Malpighiaceae), Myrceugenia alpigena (Myrtaceae) e Eremanthus erythropappus (Asteraceae), a fim de avaliar as alterações causadas pelas emissões da usina nessas espécies, especilamente o F, por meio de um biomonitoramento passivo. As excursões ao PEI foram realizadas mensalmente por um período de nove meses para coleta de dados em quatro locais no PEI: Ponto 1 (“capela”); Ponto 2 (“trilha para o pico”); Ponto 3 (“antenas”); Ponto 4 (“próximo à portaria”). Em cada excursão foram avaliadas, em cada ponto, as variáveis ambientais: velocidade do vento (m s-¹) , temperatura (ºc), umidade relativa (%), e altitude (m). O surgimento de sintomas visuais nas folhas foi monitorado e foram coletadas folhas sem sintomas visuais (cloroses e necroses) para estudos anatômicos em microscopia de luz, e microscopia eletrônica de varredura (MEV). Foi realizada a quantificação de flúor na matéria seca das folhas nos meses de julho e novembro, e a detecção de morte celular, com o uso do Azul de Evans. Foi realizada também a quantificação do teor de nutrientes no solo e nas folhas das plantas. As três espécies monitoradas apresentam teor de F em todos os pontos monitorados no PEI, sendo que M. alpigena foi a espécie que apresentou maior acúmulo deste elemento. Os pontos 3 e4 foram os mais representativos dentre os pontos monitorados em julho e novembro, sendo também os pontos mais próximos da fonte emissora, além de estarem mais expostos à incidência de ventos. Ressalta-se, ainda, que o ponto 3 é o ponto de maior altitude. Nos pontos 3 e 4, as espécies apresentam danos mais severos, como células com paredes danificadas, retração de protoplasto, e alterações nos tricomas. Em microscopia eletrônica de varredura pode-se também observar danos na estrutura de tricomas e estômatos, além de erosão de cera epicuticular. O teste para morte celular com Azul de Evans foi positivo para as três espécies estudadas. As folhas das espécies estudadas e os solos analisados dos diferentes pontos apresentaram quantidades excessivas dos elementos ferro (Fe) e manganês (Mn). A anatomia de B. variabilis e E. erythropappus conferiu em uma maior proteção a absorção de F, o que não foi registrado para M. alpigena, que apresentou maior acúmulo de F. As três espécies monitoradas no presente estudo, não apresentaram sintomas visuais, mas mostraram ser importantes organismos biosensores de poluição por F.
The ltacolomi State Park (ISP), located between the municipalities of Ouro Preto and Mariana, Minas Gerais state, Brazil, receives imissions of pollutants such as fluoride from an aluminum smelter located near the park. Among atmospheric pollutants, fluoride is the most phytotoxic one. Thus, it is of great importance to conduct studies on the ISP aiming at preserving plant species therein, since previous studies have shown signs of fluoride contamination in the local flora. In view of this environmental problem, the present work aimed to monitor three plant species in ISP: Byrsonima variabilis (Malpighiaceae), Myrceugenia alpigena (Myrtaceae) and Eremanthus erythropappus (Asteraceae), in order to assess the alterations caused on these species by the smelter emissions, especially fluoride, by means of a passive biomonitoring. Field trips to ISP were made on a monthly-basis throughout a nine-month period for data collection on four sites within the park: points 1 (”capela”), 2 (”trilha para o Pico”), 3 (”antenas”) and 4 (”proximo a portaria”). In each field trip the following environmental variables were evaluated in each site: wind speed (m 5'1), temperature (°C), relative humidity (%) and altitude (m). The appearance of visual symptoms on leaves was monitored, and leaves without visual symptoms (i.e. chloroses and necroses) were collected for anatomical studies under light microscopy and scanning electron microscopy (SEM). Fluoride was quantified in leaf dry matter of samples from July through November, and cell death events were detected using Evans Blue. Nutrient quantification was performed in soil and leaf samples. The three monitored species showed fluoride contents in all monitored sites, M. alpigena having presented the highest accumulation. Points 3 and 4 were the most representative ones among all monitored sites in July and November; they were also the nearest sites to the emission source and were more exposed to the incidence of winds. It should also be noted that point 3 is the highest one. On points 3 and 4, the species showed more severe damage, such as cells with damaged cell walls, protoplast retraction, and alterations in trichomes. Under SEM, damage to trichome and stomata structure could be observed, as well as epicuticular wax erosion. The Evans Blue test for cell death was positive for all three species. Leaves of all three studied species and the analyzed soil samples from the studied sites showed excessive amounts of iron and manganese. The anatomy of B. variabilis and E. erythropappus conferred them a higher protection against fluoride absorption; this was not reported for M. alpigena, which showed higher fluoride accumulation. The three species that were monitored in the present studied did not show visual symptoms, but proved to be important biosensor organisms of fluoride pollution.
Palavras-chave: Plantas
Plantas - Efeito de flúor
Byrsonima variabilis
Myrceugenia alpigena
Eremanthus erythropappus
Azul de Evans
CNPq: Botânica
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Citação: GOMES, Thamires Fernanda. Efeitos das emissões de uma usina de alumínio em três espécies vegetais do Parque Estadual do ltacolomi - MG. 2015. 41 f. Dissertação (Mestrado em Botânica) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2015.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.locus.ufv.br/handle/123456789/7720
Data do documento: 27-Mar-2015
Aparece nas coleções:Botânica

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdftexto completo1,51 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.