Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/1049
Tipo: Tese
Título: Métodos de inoculação e variabilidade de Colletotrichum graminicola em milho
Título(s) alternativo(s): Methods of inoculation and variability of Colletotrichum graminicola in corn
Autor(es): Parreira, Douglas Ferreira
Primeiro Orientador: Zambolim, Laércio
Primeiro coorientador: Cota, Luciano Viana
Segundo coorientador: Costa, Rodrigo Véras da
Primeiro avaliador: Paula Júnior, Trazilbo José de
Segundo avaliador: Kasuya, Maria Catarina Megumi
Terceiro avaliador: Silva, Dagma Dionisia da
Abstract: Entre as doenças que atacam a cultura do milho, a antracnose do milho causada por Colletotrichum graminicola (Ces.) G.W. Wils é considerada uma das mais importantes no Brasil, principalmente nas áreas onde se utiliza o sistema de plantio direto sem a adoção da rotação de culturas. A doença afeta todas as partes da planta, entretanto, é comumente constatada no campo nas formas de mancha foliar e de podridão do colmo. Considerando que os levantamentos de variabilidade dos organismos, se ocorrem ou não patótipos capazes de suplantar os genes de resistência utilizados, a padronização de metodologias de inoculação e avaliação, permitindo que os resultados obtidos em diferentes regiões possam ser comparados e utilizados nos alinhamentos dos programas de melhoramento genético, são de extrema importância. O presente trabalho abordou 3 frentes, na primeira delas foi feito o desenvolvimento e a validação de uma metodologia para a inoculação em colmos de milho, concluindo que a metodologia TICS palitos imersos em suspensão de esporos com inoculação na fase de pendoamento (VT) e avaliando 30 dias após a inoculação; a segunda frente estudou a variabilidade de 95 isolados com os marcadores ISSR onde foi encontrada uma grande variabilidade entre os isolados mas sem uma estruturação geográfica ou da parte da planta de onde o isolado foi retirado; a terceira frente de trabalho consistiu no desafio de uma série de 10 híbridos comerciais contra 165 isolados em condições de campo, seguindo os procedimentos da primeira etapa, desses resultados identificamos 3 padrões de severidade distintos, alguns isolados de cada padrão foram selecionados para sequenciamento da região ITS. Os isolados se agruparam com a espécie tipo de C. graminicola confirmando a espécie dos isolados, um isolado avirulento se agrupou com C. truncatum e C. capsici . A série diferencial não foi robusta, somente o híbrido 2B710 apresentou resistência à parte dos isolados, devendo ser mantidos em series futuras os híbridos 2B710 como material resistente, 2B587 ou DKB390 como padrão de suscetibilidade na colonização do entrenó e Attack ou BRS1035 como padrões de susceptibilidade no número de entrenós infectados. Esse é o primeiro estudo apresentando fortes evidências quanto à existência de patótipos de C. graminicola no Brasil, na fase de colmo da doença.
Among all maiz´s diseases, anthracnose caused by Colletotrichum graminicola (Ces.) G.W. Wils is considered one of most important in Brazil especially where the no tillage system doesn´t have a proper crop rotation. The disease attacks the whole plant but it more common as leaf spot and stem rot. It is very important to standardize the methodology for inoculation and evaluation of results as its use in Genetic programs to allow comparison between different regions, once there is no much clue if patotypes are capable of supplant the resistant genes used. The research developed was addressed to different experimentation where the first focused on the validation of a methodology for inoculation in maiz´s stalk finding TICS toothpicks immersed in spore suspension one more appropriated inoculating at tasseling stage (VT) with evaluation 30 days after inoculation; the second one studied the variability of 95 isolate with ISSR markers showing a considerable differences between them although with no geographic or plants´ infected parts traceability; the third and the last was designed to challenge 10 different commercial hybrids against 165 isolates at field condition, following the first experiment procedure where 3 distinct pattern were identified, some isolates from each one were selected to be sequenced at the ITS. All the isolates grouped with C. graminicola species confirmed isolates species, but one avirulent grouped with C. truncatum and C. capsici. The hybrid 2B710 presented distinct resistance, 2B587 or DKB390 were selected as the susceptible one at its internode compared with Attack or BRS1035 being it considered the standard for susceptibly based on internode infected. This is the first study proving strong evidences of patotype existence of C. graminicola in Brazil at disease´s stalk stage.
Palavras-chave: Antracnose
Podridão do colmo
ITS
ISSR
Anthracnose
Stem rot
ITS
ISSR
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA::FITOSSANIDADE::FITOPATOLOGIA
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Etiologia; Epidemiologia; Controle
Programa: Doutorado em Fitopatologia
Citação: PARREIRA, Douglas Ferreira. Methods of inoculation and variability of Colletotrichum graminicola in corn. 2012. 79 f. Tese (Doutorado em Etiologia; Epidemiologia; Controle) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2012.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/1049
Data do documento: 29-Jun-2012
Aparece nas coleções:Fitopatologia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf1,69 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.