Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/1195
Tipo: Tese
Título: Análise morfológica e fitoquímica da fava d anta (Dimorphandra mollis Benth.)
Título(s) alternativo(s): Morphologic analysis and phytochemistry of fava d anta (Dimorphandra mollis Benth.)
Autor(es): Dôres, Rosana Gonçalves Rodrigues das
Primeiro Orientador: Casali, Vicente Wagner Dias
Primeiro coorientador: Finger, Fernando Luiz
Segundo coorientador: Cecon, Paulo Roberto
Primeiro avaliador: Martins, Ernane Ronie
Segundo avaliador: Leite, João Paulo Viana
Abstract: O Brasil possui a flora arbórea mais diversificada do mundo, no entanto, a falta de diretrizes técnicas e de conscientização ecológica na sua exploração tem acarretado prejuízos ambientais irreparáveis. Com a expansão da fronteira agrícola nas regiões de Cerrado muitas espécies arbóreas encontram-se ameaçadas de extinção, entre elas, Dimorphandra mollis Benth., planta medicinal conhecida popularmente como fava d anta. Sua importância fármaco-agronômica é devido à presença nos frutos de flavonóides rutina (quercetina-3-rutinosídio), isoquercetina, quercetina e do carboidrato ramnose. Cerca de 50% da produção mundial de rutina é proveniente da D. mollis, perfazendo a receita anual de 12 milhões de dólares. Assim, estudaram-se os aspectos histoquímicos, germinativos, morfológicos, fisiológicos e fitoquímicos em folhas e frutos de fava d anta em amostras de campo e amostras cultivadas com preparados homeopáticos. Fez-se análise histoquímica em folhas de D. mollis e D. gardneriana, estabelecendo sítios de produção de compostos fenólicos (flavonóides e taninos) e estudaram-se os preparados homeopáticos (Sulphur 6 e 12 CH; Phosphorus 6 e 12 CH; Kali phosphoricum 12 CH; Carbo vegetabilis 12 CH; Cyrtopodium 1 D; Água destilada Testemunha 1; Água destilada 6 e 12 CH; Etanol 70% - Testemunha 2; Etanol 6 e 12 CH; Rutina 6 e 12 CH; D. mollis fungi 6 e 12 CH; D. mollis frutis 6 e 12 CH; Caryocar brasiliensis 6 e 12 CH), na superação de dormência, germinação de sementes de D. mollis e atividade da PAL, produção de compostos fenólicos (taninos e flavonóides), por doseamento espectrofotométrico e HPLC em folhas e frutos de D. mollis, com quatro repetições. Os dados foram submetidos a testes de média (Tukey e Dunnett) e a análises de variância e regressão. Os modelos foram escolhidos baseados na significância dos coeficientes de regressão utilizando-se o teste de t , adotando-se o nível de 10% de probabilidade no coeficiente de determinação (r2 = SQ Regressão/ SQ Época) e no fenômeno estudado. Concluiu-se que nas reações histoquímicas de caracterização de D. mollis e gardneriana detectaram-se lipídios totais, lipídios ácidos, compostos fenólicos; pectinas e terpenóides. Os tratamentos homeopáticos Phosphorus 6 CH e Etanol 70% foram mais eficientes na promoção da embebição, Phosphorus 6 CH e Rutina 12 CH forneceram condições mais adequadas à germinação e os isoterápicos (D. mollis fungi 6 e 12 CH) diminuíram a contaminação em sementes de D. mollis. Os preparados homeopáticos Sulphur 12 CH, Água destilada (Testemunha), Etanol 6 CH e D. mollis fungi 12 CH permitiram maior crescimento em altura e em espessamento do caule (diâmetro). Na quantificação das variáveis massa fresca, massa seca e percentual de água foi mais eficaz o tratamento Água destilada 6 CH. Os resultados de análise quantitativa da PAL estão de conformidade com os maiores teores de compostos fenólicos, principalmente nos tratamentos Sulphur 12 CH e Phosphorus 12 CH. Os preparados homeopáticos D. mollis fungi 6 CH e o medicamento Carbo vegetabilis 12 CH favoreceram aumento da síntese de flavonóide rutina. A criação de cooperativas de coleta/ beneficiamento utilizando extração aquosa ou metanólica de frutos e de folhas de D. mollis, agregará valor sócio-econômico, favorecendo o agro-extrativismo sustentável, o manejo adequado e a conscientização da população/ coletores da importância da biodiversidade do Cerrado.
Brazil possesses the more diversified flora of the world, however, the absence of direction techniques and of ecological awareness in its exploration it has caused irreparable damages in ambient. With the expansion of the agricultural frontier in the regions of Cerrado many species of plants, they meet threatened of extinguishing, between them, Dimorphandra mollis Benth., known in folk medicinal as fava d'anta. Its agronomic and pharmaceutical importance is due to presence in the fruits of flavonoids rutin (quercetin-3-rutinoside), isoquercetin, quercetin and of carbohydrate rhamnose. About 50% of the world-wide production of rutina it is proceeding from the D. mollis, making the annual prescription of 12 millions of dollars. Thus, the histochemistry, germination, morphologic, physiological and phytochemistry aspects had been studied in leaves and fruits of fava d'anta in samples of field and samples cultivated with homeopathic preparations. Histochemistry analysis in leaves of D. gardneriana and D. mollis was made to detect local of storage of phenolics compounds (flavonoids and tannins) and had studied the homeopathycs preparations (Sulphur 6 and 12 CH; Phosphorus 6 and 12 CH; Kali phosphoricum 12 CH; Carbo vegetabilis 12 CH; Cyrtopodium 1 D; Distilled water - Witness 1; Distilled water 6 and 12 CH; Ethanol 70% - Witness 2; Ethanol 6 and 12 CH; Rutina 6 and 12 CH; D. mollis fungi 6 and 12 CH; D. mollis frutis 6 and 12 CH; Caryocar brasiliensis 6 and 12 CH), in the overcoming of dormancy, germination of seeds of D. mollis and activity of the PAL, phenolics compounds production (tannins and flavonoids) for spectrophotometric doseament and HPLC in leaves and fruits of D. mollis, with four repetitions. The values had been calculated and the data had been submitted the tests of average (Tukey and Dunnett) and the analyses of variance and regression. The models had been chosen based in the significance of the regression coefficients, using themselves the test of "t", adopting the level of 10% of probability in the coefficient of determination (r2 = SQ Regression/SQ Time) and in the studied phenomenon. It was concluded that in the histochemistry reactions of characterization of D. mollis and D. gardneriana had been detected lipids totals, acid lipids, phenolics compounds; pectins and terpenoids. The homeopathycs treatments Phosphorus 6 CH and Etanol 70% had been more efficient in the promotion of the embebition, Phosphorus 6 CH and Rutina 12 CH had supplied more adequate conditions to the germination and the isoterápicos (D. mollis fungi 6 and 12 CH) had diminished the contamination in seeds of D. mollis. The homeopathycs preparations Sulphur 12 CH, Distilled water (Witness), Ethanol 6 CH and D. mollis fungi 12 CH had allowed to greater growth in height and diameter of caulis. In the quantification of the variables cool and dry mass, and, percentile of water, was more efficient the treatment Distilled Water 6 CH. The results of quantitative analysis of the PAL are conformity with biggest phenolics compounds, mainly in the treatments homeopathycs Sulphur 12 CH, Phosphorus 12 CH, Carbo vegetabilis 12 CH and the preparation D. mollis fungi 6 CH had favored increase of the synthesis of flavonoid rutin. The creation of cooperatives improvement using watery or methanolic extrats of fruits and leaves of D. mollis, will add partner-economic value, favoring the agro extrativism , the adequate handling and pasture sustainable the awareness collecting/ population of the importance of the biodiversity of the Cerrado .
Palavras-chave: Homeopatia
Germinação
Rutina
Dimorphandra mollis
Morfologia
Plantas medicinais
Homeopathy
Germination
Rutin
Dimorphandra mollis
Morphology
Medical plants
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA::FITOTECNIA
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Plantas daninhas, Alelopatia, Herbicidas e Resíduos; Fisiologia de culturas; Manejo pós-colheita de
Programa: Doutorado em Fitotecnia
Citação: DÔRES, Rosana Gonçalves Rodrigues das. Morphologic analysis and phytochemistry of fava d anta (Dimorphandra mollis Benth.). 2007. 396 f. Tese (Doutorado em Plantas daninhas, Alelopatia, Herbicidas e Resíduos; Fisiologia de culturas; Manejo pós-colheita de) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2007.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/1195
Data do documento: 13-Fev-2007
Aparece nas coleções:Fitotecnia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
01 - capa_abstract.pdf119,22 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir
02 - introducao_pag 63.pdf897,22 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir
03 - capitulo 1.pdf1,21 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir
04 - capitulo 2.pdf2,84 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir
05 - capitulo 3.pdf498,14 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir
06 - capitulo 4.pdf1,3 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir
07 - referencias bibliograficas.pdf188,45 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.