Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/1203
Tipo: Tese
Título: Qualidade de goiabas ensacadas e manejadas com diferentes produtos fitossanitários, sob manejo orgânico
Título(s) alternativo(s): Quality of guava packed and managed using different phytosanitary products under organic management
Autor(es): Pinheiro, Sarita Socorro Campos
Primeiro Orientador: Freitas, Gilberto Bernardo de
Primeiro avaliador: Ribeiro Junior, José Ivo
Segundo avaliador: Minim, Valéria Paula Rodrigues
Terceiro avaliador: Santos, Ricardo Henrique Silva
Quarto avaliador: Araújo, Roberto Fontes
Abstract: A cultura da goiabeira apresenta sérios problemas fitossanitários, geralmente controlados pelo uso intensivo de agrotóxicos, muitos dos quais não são registrados para este fim. O uso crescente e indiscriminado de agrotóxicos tem colocado em risco a saúde de consumidores e produtores rurais, além de provocar sérios problemas ambientais. Diante destas constatações, os consumidores têm optado por alimentos mais saudáveis, por exemplo, os alimentos orgânicos, produzidos sem a utilização de agrotóxicos ou de outras substâncias prejudiciais à saúde. No cultivo orgânico da goiabeira, vários princípios e práticas sustentáveis de produção têm sido utilizados no manejo de insetos-praga e patógenos, especialmente no controle da mosca-das-frutas e ferrugem. As medidas adotadas até então não têm sido suficientes para manter a população de pragas em níveis que não resultem em danos econômicos. Neste sentido, desenvolveu-se o presente trabalho no pomar da Universidade Federal de Viçosa, no período de março de 2004 a dezembro de 2005. Foram avaliadas as qualidades física, química e visual (comercial) de frutos de goiabeiras ubmetidas a tratamentos com diferentes produtos fitossanitários: calda de bokashi (Cb), calda de bokashi e extrato de Ruta graveolens (CbAr), calda bordalesa e extrato de Ruta graveolens (BAr), caldas bordalesa/sulfocálcica e ácido pirolenhoso (BSAp), caldas bordalesa/sulfocálcica e extrato de Ruta graveolens (BSAr), caldas bordalesa/sulfocálcica e óleo de nim (BSN), tebuconazol e triclorfon (AG), além de uma testemunha que não recebeu tratamento (T). Os frutos das plantas que receberam os diferentes tratamentos fitossanitários foram ensacados com três tipos de embalagens (saco de papel encerado - SPE, saco de polipropileno transparente microperfurado SPTM e sacola plástica branca tipo camiseta SPB) e em dois estádios de desenvolvimento (diâmetro: 1,0-1,5 e 2,0-2,5 cm), constituindo um fatorial 3 x 2, dentro de cada tratamento fitossanitário. Esses experimentos foram instalados segundo o delineamento inteiramente casualizado, com três repetições e dez frutos por unidade experimental. Constatou-se que: 1) os tratamentos fitossanitários alternativos não alteraram significativamente as qualidades física, química e visual dos frutos, apesar de contribuírem para redução da infestação dos frutos por moscasdas- frutas e gorgulho; 2) o tipo de embalagem e, principalmente, o diâmetro dos frutos no momento do ensacamento afetaram a qualidade física dos frutos, tendo os frutos ensacados com diâmetro entre 2 e 2,5 cm apresentado qualidade física superior e os ensacados com sacola plástica branca apresentado ligeira perda de qualidade física; e 3) a sacola plástica branca foi mais eficiente na proteção dos frutos contra moscas-das-frutas e proporcionou melhor qualidade visual aos frutos.
Guava fruit culture presents serious phytosanitary problems usually controlled by the intensive use of chemicals, many of which have not been approved for this purpose. The growing and indiscriminate use of agro chemicals has put the health of consumers and farmers at risk, besides causing serious environmental problems. Faced by these facts, consumers have opted for healthier products, such as organic foods produced without the use of agrochemicals or other substances harmful to health. In organic guava cultivation, several sustainable production principles and practices have been applied to insect/pest and pathogen management, especially to control fruit fly and rust. The measures adopted so far have not been sufficient to maintain the pest population at levels not resulting in economic damage. Thus, this work was carried out at the orchard of the Universidade Federal de Viçosa (UFV), from March 2004 to December 2005, to evaluate the physical, chemical and visual (commercial) qualities of guava fruit submitted to treatments using different phytosanitary products: bokashi extract (Cb), bokashi extract and Ruta graveolens extract (CbAr), Bordeaux mixture and Ruta graveolens (BAr) Bordeaux mixture/lime sulfur and pyroligneous extract (BSAp), Bordeaux mixture/lime sulfur and Ruta graveolens (BSAr) extract, Bordeaux mixture/lime sulfur and Neem oil (BSN), tebuconazole and trichlorfon (AG), besides a non-treated control (T).The plant fruits submitted to the phytosanitary treatments were packed in three different types of packaging: (waxed paper bag WPB, transparent microperfurated polypropylene bag TMPB, and white plastic bag WPB) and under two developmental stages (diameter: 1.0-1.5 and 2.0-2.5 cm), constituting a 3 x 2 factorial, within each phytosanitary treatment. The experiments were set up in a completely randomized design with three repetitions and 10 fruits per experimental unit. It was concluded that: 1) the alternative phytosanitary treatments did not significantly alter the physical, chemical, and visual qualities of the fruits, although contributing to reduce fruit fly infestation and Conotrachelus psidii MARSHAL; 2) packaging type and especially, fruit diameter at packing, affected the physical quality of the fruits with diameter between 2 and 2.5 cm, which presented superior physical quality and that of fruit packed in white plastic bags, which presented slight physical quality loss; and 3), white plastic bags were more efficient in protecting against fruit fly and provided the guava fruit better visual quality.
Palavras-chave: Goiaba
Qualidade
Mosca-das-frutas
Controle
Agricultura orgânica
Defensivos vegetais
Guava
Quality
Fruit fly
Control
Organic farming
Pesticides
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA::FITOTECNIA
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Plantas daninhas, Alelopatia, Herbicidas e Resíduos; Fisiologia de culturas; Manejo pós-colheita de
Programa: Doutorado em Fitotecnia
Citação: PINHEIRO, Sarita Socorro Campos. Quality of guava packed and managed using different phytosanitary products under organic management. 2006. 106 f. Tese (Doutorado em Plantas daninhas, Alelopatia, Herbicidas e Resíduos; Fisiologia de culturas; Manejo pós-colheita de) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2006.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/1203
Data do documento: 28-Abr-2006
Aparece nas coleções:Fitotecnia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf524,54 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.