Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/1209
Tipo: Tese
Título: Respostas ecofisiológicas e produtivas de plantas juvenis de macaúba em consórcio com braquiária
Título(s) alternativo(s): Ecophysiological and productivity responses of juvenile macauba in consortium with brachiaria
Autor(es): Souza, Elma dos Santos
Primeiro Orientador: Motoike, Sérgio Yoshimitsu
Primeiro coorientador: Kuki, Kacilda Naomi
Segundo coorientador: Cecon, Paulo Roberto
Primeiro avaliador: Guimarães, Adriana Corrêa
Segundo avaliador: Pereira, Eduardo Gusmão
Terceiro avaliador: Queiroz, Domingos Sávio
Abstract: Acrocomia aculeata, popularmente conhecida como macaúba, destaca-se pela sua grande capacidade de produção de óleo, tanto para produção de biodiesel, como para outros setores industriais, além do aproveitamento integral dos subprodutos que agrega valor a esta palmeira. A espécie apresenta grande rusticidade e plasticidade ecológica sendo possível cultivála em sistemas agroflorestais como o silvipastoril. Entretanto, para a comprovação da compatibilidade da macaúba com a prática silvipastoril é necessário a investigação dos aspectos ecofisiológicos e produtivos da espécie consorciada com pastagens e em diferentes espaçamentos. Desta forma, os objetivos foram avaliar o efeito dos espaçamentos de plantas juvenis de macaúba consorciada com braquiária sobre a umidade do solo, índice de área foliar, radiação fotossinteticamente ativa, nas variáveis de trocas gasosas, em especial a eficiência na assimilação de CO2, no crescimento, produção de biomassa e acúmulo de carbono. O experimento foi realizado na Estação Experimental de Araponga, pertencente à Universidade Federal de Viçosa, localizada no município de Araponga MG. Mudas de macaúba foram plantadas em cinco espaçamentos consorciados com braquiária. As avaliações foram realizadas em épocas distintas de disponibilidade hídrica. Nas condições que foram desenvolvidas este estudo, pode-se concluir que a umidade do solo não foi influenciada pelos espaçamentos de plantas juvenis de macaúba consorciadas com braquiária. A passagem de radiação fotossinteticamente ativa para o sub-bosque, também não foi afetada e a produção de matéria seca da braquiária manteve-se satisfatória. O índice de área foliar das plantas juvenis de macaúba não foi afetado pelos diferentes espaçamentos. Em relação aos parâmetros de trocas gasosas, os valores médios absolutos em ambas as épocas, indicam que o processo assimilatório de CO2 é contínuo e suficiente para assegurar o desenvolvimento e crescimento das plantas de macaúba, apesar de na estação seca ocorrer um decréscimo significativo da fotossíntese líquida. As variáveis de crescimento, biomassa, acúmulo de carbono e CO2 assimilado não foram afetadas negativamente pelos espaçamentos de plantas juvenis de macaúba consorciadas com braquiária demonstrando aporte contínuo de carbono ao longo do período de análise. Portanto, o consórcio de plantas juvenis de macaúba com braquiária é viável, uma vez que não foram observados efeitos que possam restringir o crescimento e desenvolvimento dos dois componentes vegetais. A escolha do espaçamento para um plantio racional dependerá do objetivo da prática agrícola. Adicionalmente a implantação da macaúba em sistemas agroflorestais apresentou considerável potencial para o sequestro de carbono, tornando seu cultivo uma atividade ambientalmente sustentável.
Acrocomia aculeata, popularly known as macauba, stands out for its significant capacity to produce oil, usable in both biodiesel and other industrial sectors. In addition there is the possibility of integral use of the fruit´s by-products that adds value to this palm. The species is very rustic and presents great ecological plasticity, which enables it to be used in agroforestry systems, such as silvopastoral. However, to prove the compatibility of macauba palm with silvopastoral practices is necessary to investigate the species ecophysiological aspects and productivity under this association and on different spacing. Thus, the objectives of this work were to evaluate the effect of the silvopastoral system, with brachiaria grass as the pasture component and juvenile macauba, under different spacing, as the arboreal component on: soil moisture, leaf area index, photosynthetic active radiation, gas exchange variables, growth, biomass production and carbon assimilation and accumulation. The experiment was conducted at the Araponga Experimental Station / UFV, in the municipality of Araponga - MG. Macauba plantlets were planted in five spacing in consortium with brachiaria. Evaluations were performed at different periods of natural water availability, rainy and drought seasons. The results pointed out that the soil moisture was not affected by plant spacing in a macauba-brachiaria association. The passage of photosynthetic active radiation to the understory was also not affected and dry matter production of Brachiaria remained satisfactory in all space treatments. The leaf area index was not affected by different spacing. In relation to gas exchange parameters, the absolute mean values in both seasons, indicated that the CO2 assimilatory process is continuous and sufficient to ensure the development and growth of macauba plants, although in the dry season there was a significant decrease of net photosynthesis. Growth variables, biomass, carbon accumulation and CO2 assimilation were not adversely affected by the spacing of juvenile macauba plants in consortium with brachiaria, which demonstrates continuous carbon sequestration over the period of analysis. Thus, up to the end of the of the analyses, the consortium of juvenile macauba plants with brachiaria was a feasible practice, since no effects were observed that may restrict the growth and development of both plant components. The choice of spacing between palm plants, for the silvopastoral system, depends on the purpose of agricultural practice. Additionally, the utilization of macauba in agroforestry systems showed considerable potential for carbon sequestration, making its cultivation environmentally sustainable.
Palavras-chave: Acrocomia aculeata
Silvipastoril
Assimilação de CO2
Sazonalidade hídrica
Espaçamentos
Acrocomia aculeata
Silvopastoral
Assimilation of CO2
Water seasonality
Spacings
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA::FITOTECNIA
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Plantas daninhas, Alelopatia, Herbicidas e Resíduos; Fisiologia de culturas; Manejo pós-colheita de
Programa: Doutorado em Fitotecnia
Citação: SOUZA, Elma dos Santos. Ecophysiological and productivity responses of juvenile macauba in consortium with brachiaria. 2013. 112 f. Tese (Doutorado em Plantas daninhas, Alelopatia, Herbicidas e Resíduos; Fisiologia de culturas; Manejo pós-colheita de) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2013.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/1209
Data do documento: 16-Ago-2013
Aparece nas coleções:Fitotecnia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf3,21 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.