Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/12631
Tipo: Artigo
Título: Thinning effect on plant growth of pruned eucalypt clone
Autor(es): Ramos, Diego Correa
Reis, Geraldo Gonçalves dos
Reis, Maria das Graças Ferreira
Leite, Helio Garcia
Stocks, Jonathan James
Lima, Ana Paula Leite de
Faria, Ronan Soares de
Abstract: A pruned stand of eucalypt clone underwent five thinning treatments with the removal of different proportion of the planted trees, at different ages: a) 0% - unthinned, b) 35% at 55 months, c) 35% at 81 months, d) 70% at 81 months, removing sprouts in the thinned plant stumps and, e) 70% at 81 months, without coppice sprouts removal. By the age of 141 months, the Weibull distribution showed higher number of trees in the smallest diameter classes for the unthinned treatment. The 70% thinning, with thinned coppice sprouts removal, presented higher number of individuals in the largest diameter classes. Height and yield were the smallest with the removal of 70% of the trees at 81 months, maintaining coppice sprouts. The afterthinning periodic annual increment was greater by thinning 35% of the trees at 55 months resulting in greater number of trees in the largest diameter classes as compared to the other treatments. Yield was higher for the unthinned treatment. The results of this study indicated that thinning 70% of the trees at the age of 81 months, with coppice sprout removal, could be recommended to obtain trees of larger diameter for multiproduct.
Um povoamento desramado de eucalipto foi submetido a cinco tratamentos de desbaste, com remoção de diferentes proporções das árvores plantadas e idades: a) 0% não desbastado, b) 35% aos 55 meses, c) 35% aos 81 meses, d) 70% aos 81 meses, removendo a brotação nas cepas desbastadas e e) 70% aos 81 meses, sem remoção da brotação. Aos 141 meses, segundo a distribuição de Weibull, houve maior número de árvores nas menores classes de diâmetro, no tratamento sem desbaste, e quando ocorreu o desbaste de 70%, com remoção dos brotos das cepas desbastadas, houve maiores frequências nas maiores classes de diâmetro. A altura e a produção de madeira foram menores com o desbaste de 70% aos 81 meses, sem remoção da brotação. O incremento periódico anual pós-desbaste foi maior com o desbaste aos 55 meses de 35% das árvores, resultando em grande número de árvores nas maiores classes de diâmetro, em comparação com os demais tratamentos. A produção de madeira foi maior no tratamento sem desbaste. Os resultados deste estudo indicaram que a remoção de 70% das árvores na idade aproximada de 81 meses, com remoção da brotação, pode ser recomendada para obter árvores de maior diâmetro, visando multiprodutos.
Palavras-chave: Forest yield
Diameter distribution
Eucalypt clone
Editor: Revista Árvore
Tipo de Acesso: Open Access
URI: http://dx.doi.org/10.1590/S0100-67622014000300012
http://www.locus.ufv.br/handle/123456789/12631
Data do documento: 11-Mar-2014
Aparece nas coleções:Artigos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
v38n3a12.pdftexto completo285,13 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.