Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/1441
Tipo: Tese
Título: Ultrassonografia testicular na avaliação andrológica de touros da raça nelore e composto montana tropical
Título(s) alternativo(s): Testicular ultrasonography in breeding soundness evaluation in nelore and montana tropical compound bulls
Autor(es): Pinho, Rogério Oliveira
Primeiro Orientador: Guimarães, José Domingos
Primeiro coorientador: Costa, Deiler Sampaio
Segundo coorientador: Guimarães, Simone Eliza Facioni
Primeiro avaliador: Ribeiro Filho, José Dantas
Segundo avaliador: Costa, Eduardo Paulino da
Terceiro avaliador: Siqueira, Jeanne Broch
Quarto avaliador: Torres, Ciro Alexandre Alves
Abstract: O objetivo deste trabalho foi estudar o padrão de ecogenicidade testicular de touros jovens em diferentes estádios de maturidade sexual, além da relação da ecotextura testicular e do grau de comprometimento provocado por lesões fibróticas, com a qualidade seminal de touros adultos da raça Nelore e Composto Montana Tropical. Foram utilizados 405 touros jovens (entre 21 e 33 meses de idade) e 402 touros adultos (de 2,8 a 11,1 anos de idade) da raça Nelore, 52 touros jovens (de 22 a 33 meses de idade) e 109 touros adultos (entre 2,9 e 11,8 anos) da raça Composto Montana Tropical. Os animais foram avaliados por exame andrológico e classificados como aptos e inaptos à reprodução pelos aspectos físicos e morfológicos do sêmen. Todos os animais foram a avaliação ultrassonográfica dos testículos, formando imagens em planos longitudinais, na face caudal dos testículos esquerdo e direito e as imagens foram transferidas ao computador com o auxílio do software &#8220;Image J&#8221;, captando a média da intensidade de pixels de cada imagem das regiões testiculares, em uma escala de valores em pixels variando de 0 (anecóico, imagem negra) a 255 (hiperecóico, imagem branca). Para os touros adultos foi atribuído um escore de pontos de fibrose testicular, de 0 a 6, a fim de quantificar os padrões, dimensões e freqüência das lesões fibróticas, onde: 0) nenhum ponto de fibrose observado no parênquima testicular; 1) 1 a 10 pontos de fibrose espalhados pelo parênquima testicular; 2) 11 a 30 pontos de fibrose espalhados pelo parênquima testicular; 3) 31 a 50 pontos de fibrose espalhados pelo parênquima testicular; 4) 51 a 100 pontos de fibrose espalhados pelo parênquima testicular; 5) mais de 100 pontos de fibrose espalhados pelo parênquima testicular; 6) áreas de fibrose de formas variadas acompanhadas por pontos de fibrose. A freqüência de animais jovens aptos à reprodução ficou em 68,7 e 30,8% para touros da raça Nelore e Composto Montana Tropical, respectivamente, enquanto que para os touros adultos observou-se médias maiores, de 91,3 e 87,2% para touros da raça Nelore e Composto Montana Tropical, respectivamente. Em relação à intensidade de pixels, o parênquima testicular dos touros avaliados demonstrou possuir um padrão homogêneo e moderadamente ecogênico, com intensidade de pixels dos touros jovens variando de 102,0 a 105,1 para os animais da raça Nelore e 94,0 a 95,7 em touros da raça Composto Montana Tropical. Nos animais adultos a amplitude ficou de 89,9 a 95,8 em touros da raça Nelore e de 92,4 a 95,3 nos touros da raça Composto Montana Tropical. Não houve correlação das características estudadas com os valores de intensidade de pixels das imagens estudadas (p > 0,05). Em se tratando de animais adultos, os escores de ponto de fibrose testicular demonstraram baixa correlação com o perímetro escrotal, volume testicular e média correlação com a idade dos animais de ambas as raças estudadas (p < 0,05) não possuindo correlação dos escores de ponto de fibrose testicular com a qualidade seminal (p > 0,05). Portanto, somente a ultrassonografia testicular empregada na faixa etária dos animais jovens do presente estudo, não permitiu a avaliação do estádio de maturidade sexual dos mesmos. A quantificação da intensidade de pixels por meio da avaliação ultrassonográfica dos testículos isoladamente não foi eficaz em determinar a aptidão reprodutiva em touros adultos. Além disso, os diversos graus de fibrose testicular não afetaram a qualidade seminal.
The objective was to study the pattern of testicular echogenicity in young bulls at different sexual maturity stages and the relationship between testicular echotexture and degree of commitment caused by fibrotic lesions with semen quality of adult Nelore and Montana Tropical Compound bulls. There were used 405 young (aged between 21 and 33 months) and 402 adult Nelore bulls (2.8 to 11.1 years of age), 52 young (22 to 33 months of age) and 109 adult Montana Tropical Compound bulls (2.9 to 11.8 years of age). The animals were evaluated for breeding soundness examination and classified as sound and unsound for breeding by physical and morphological semen aspects. All animals underwent ultrasound examination of the testes, forming images in longitudinal planes on the caudal face of left and right testis and the images were transferred to computer with the software "Image J", capturing the average pixel intensity of each testicular region image, on a scale of pixel values ranging from 0 (anechoic, black image) to 255 (hyperechoic, white image). Additionally, a testicular fibrosis points score, ranged from 0 to 6 was assigned, to quantify the patterns, size and frequency of fibrotic lesions, where: 0) no fibrosis points observed in the testicular parenchyma; 1) 1 to 10 fibrosis points around the testicular parenchyma; 2) 11 to 30 fibrosis points around the testicular parenchyma; 3) 31 to 50 fibrosis points around the testicular parenchyma; 4) 51 to 100 fibrosis points around the testicular parenchyma; 5) over than 100 fibrosis points around the testicular parenchyma; 6) fibrosis areas in various shapes accompanied by fibrosis points. The frequency of young animals sound for breeding was 68.7 and 30.8% for Nelore and Montana Tropical Compound bulls, respectively, while for adult bulls higher averages were observed with 91.3 and 87.2% for Nelore and Montana Tropical Compound bulls, respectively. Regarding pixel intensity, the testicular parenchyma of evaluated bulls has shown a homogeneous and moderately echogenic pattern, with pixel intensity of young bulls ranging from 102.0 to 105.1 for Nelore bulls and 94.0 to 95.7 for Montana Tropical Compound bulls. In adult animals the range was 89.9 to 95.8 in Nelore bulls and 92.4 to 95.3 in Montana Tropical Compound bulls. There was no correlation between studied characteristics and pixel intensity values of the studied images (p > 0.05). Regarding adult bulls the testicular fibrosis points scores showed low correlation with scrotal circumference, testicular volume and medium correlation with animals age of both breeds (p < 0.05) having no correlation of fibrosis points scores with testicular sperm quality (p > 0.05). Therefore, only the testicular ultrasound used for young animals at the age of the present study does not allow evaluation of the level of sexual maturity of themselve. Quantification of pixel intensity through testis ultrasound evaluation was not effective in determining the reproductive capability of adult bulls. Moreover, the varying degrees of testicular fibrosis did not affect sperm quality.
Palavras-chave: Ecotextura testicular
Qualidade seminal
Touros
Ultrassonografia
Testicular echotexture
Sperm quality
Bulls
Ultrasonography
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::MEDICINA VETERINARIA::REPRODUCAO ANIMAL
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Biotecnologia, diagnóstico e controle de doenças; Epidemiologia e controle de qualidade de prod. de
Programa: Doutorado em Medicina Veterinária
Citação: PINHO, Rogério Oliveira. Testicular ultrasonography in breeding soundness evaluation in nelore and montana tropical compound bulls. 2010. 127 f. Tese (Doutorado em Biotecnologia, diagnóstico e controle de doenças; Epidemiologia e controle de qualidade de prod. de) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2010.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/1441
Data do documento: 8-Out-2010
Aparece nas coleções:Medicina Veterinária

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf440,45 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.