Locus  

Osmocondicionamento e tolerância ao estresse térmico na germinação de sementes de girassol

Show simple item record

dc.contributor.advisor Dias, Denise Cunha Fernandes dos Santos
dc.creator Barros, Tiago Teixeira Viana Barros
dc.date.accessioned 2018-04-11T17:03:14Z
dc.date.available 2018-04-11T17:03:14Z
dc.date.issued 2017-07-27
dc.identifier.citation BARROS, Tiago Teixeira Viana Barros. Osmocondicionamento e tolerância ao estresse térmico na germinação de sementes de girassol. 2017. 47 f. Dissertação (Mestrado em Fitotecnia) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2017. pt-BR
dc.identifier.uri http://www.locus.ufv.br/handle/123456789/18696
dc.description.abstract A técnica de condicionamento osmótico é empregada visando diminuir o período entre a semeadura e a emergência de plântulas em campo, bem como favorecer o desempenho das sementes frente às condições de estresse. Nesse contexto, o objetivo do estudo foi avaliar a tolerância ao estresse térmico durante a germinação de sementes de girassol osmocondicionadas com diferentes níveis de vigor. Para isso, foram utilizados três lotes de sementes de girassol do cultivar Helio 250. Inicialmente, as sementes foram avaliadas pelos testes de germinação e de vigor para caracterização dos lotes. Em seguida, foram osmocondicionadas com PEG 6000 a -2,0 MPa, a 15 °C por 8 h e submetidas aos testes de qualidade fisiológica e atividade enzimática em três temperaturas: 15 °C (sub ótima), 25 °C (ótima) e 35 °C (supra ótima). Pelos testes de qualidade fisiológica, os lotes 1, 2 e 3 foram classificados em três níveis diferentes de vigor, sendo alto, médio e baixo vigor, respectivamente. O condicionamento osmótico favoreceu o desempenho das sementes do lote de menor vigor quanto à germinação e emergência de plântulas em todas as temperaturas avaliadas. Houve efeito positivo na velocidade de germinação das sementes dos lotes de médio e baixo vigor, avaliada pela primeira contagem de germinação e índice de velocidade de emergência, em todas as temperaturas. O comprimento de plântulas não foi afetado pelo condicionamento osmótico, ao passo que houve efeito positivo na massa seca de plântulas em todas as temperaturas nos lotes de melhor qualidade fisiológica. De maneira geral, as atividades das enzimas antioxidantes (SOD, CAT, POX e APX) aumentaram com o condicionamento osmótico, efeito observado principalmente nas sementes de menor vigor, nas temperaturas sub e supra ótima. O condicionamento osmótico das sementes de girassol foi eficiente para melhorar o desempenho do lote de menor vigor sob temperatura sub e supra ótima, favorecendo o aumento da atividade das enzimas do sistema antioxidante. pt-BR
dc.description.abstract Priming technique is used to reduce the period between sowing and emergence of seedlings in field, as well improve the performance of seeds under stress conditions. The objective of the study was to evaluate the thermal stress tolerance during the germination of osmoprimed sunflower seeds with different level of vigor. Three lots of sunflower seeds of Helio 250 cultivar were used. Firstly, seeds were evaluated by germination and vigor tests to characterize lots. Then, they were primed with PEG 6000 -2,0 MPa at 15 °C for 8 h and submitted to physiological quality tests and enzymatic activity evaluations under three temperatures: 15 °C (sub optimal), 25 °C (optimum) and 35 °C (supra optimal). Based on the physiological quality tests, lots 1, 2 and 3 were classified into three different levels of vigor, such as high, medium and low vigor, respectively. Priming improved the germination and seedling emergence of the lower vigor seeds at all evaluated temperatures. There was a positive effect on seed germination and speed of the germination for medium and low vigor seed lots, evaluated by the first count germination and emergence speed index at all temperatures. Seedling length was not affected by priming while there was a positive effect of priming on seedling dry weight at all temperatures in the lots of higher physiological quality. In general, activity of antioxidative enzymes (SOD, CAT, POX and APX) increased with priming and this effect was observed mainly in seeds of lower vigor, in sub and supra optimal temperatures. Priming of sunflower seeds was efficient to improve the performance of the lower vigor lot under sub and supra optimal temperature, promoting increases in the activity of antioxidant system enzymes. en
dc.description.sponsorship Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico pt-BR
dc.language.iso por pt-BR
dc.publisher Universidade Federal de Viçosa pt-BR
dc.rights Acesso Aberto pt-BR
dc.subject Sementes - Condicionamento osmótico pt-BR
dc.subject Estresse abiótico pt-BR
dc.subject Helianthus annuus pt-BR
dc.title Osmocondicionamento e tolerância ao estresse térmico na germinação de sementes de girassol pt-BR
dc.title Osmopriming and tolerance to thermal stress on germination of sunflower seeds en
dc.type Dissertação pt-BR
dc.subject.cnpq Fitotecnia pt-BR
dc.creator.lattes http://lattes.cnpq.br/3773162594720846 pt-BR
dc.degree.grantor Universidade Federal de Viçosa pt-BR
dc.degree.department Departamento de Fitotecnia pt-BR
dc.degree.program Mestre em Fitotecnia pt-BR
dc.degree.local Viçosa - MG pt-BR
dc.degree.date 2017-07-27
dc.degree.level Mestrado pt-BR


Files in this item

This item appears in the following Collection(s)

  • Fitotecnia [884]
    Teses e dissertações defendidas no Programa de Pós-Graduação em Fitotecnia

Show simple item record

Search DSpace


Browse

My Account