Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/2018
Tipo: Dissertação
Título: Produção de milho-verde e grãos consorciados com leguminosas em sistemas de plantio direto orgânico
Título(s) alternativo(s): Production of sweet corn and grains intercropped with legumes in no-till organic systems
Autor(es): Alves, Estenio Moreira
Primeiro Orientador: Galvão, João Carlos Cardoso
Primeiro coorientador: Santos, Ricardo Henrique Silva
Segundo coorientador: Fontanetti, Anastácia
Primeiro avaliador: Freitas, Gilberto Bernardo de
Segundo avaliador: Barrella, Tatiana Pires
Terceiro avaliador: Lima, Rodrigo Oliveira de
Abstract: A busca por meios de produção mais sustentáveis é uma necessidade da agricultura. Os sistemas de plantio direto orgânico de milho atende diversos princípios conservacionistas do solo. Proporciona produções isentas de contaminantes, e é responsável por tornar a atividade agrícola menos dependente de insumos externos. Dentre os produtos, o grão e milho-verde são fundamentais para as cadeias produtivas de monogástricos e da alimentação humana contemplando ampla diversidade de pratos típicos da culinária brasileira. Buscando inovações que resulte em alternativas viáveis a produção. O presente trabalho teve por objetivo avaliar os efeitos do residual de adubações em diferentes níveis de composto orgânico e dos consórcios de feijão-de-porco (Canavalia ensiformis) e guandus (Cajanus cajan) com milho sobre os componentes da produção e produtividade de grãos e milho-verde em sistema de plantio direto orgânico (SPDO). O experimento foi conduzido em DBC com 6 tratamentos e 4 repetições. Os tratamentos foram: T1 Monocultivo de milho sem adubação (Residual da adubação com composto orgânico das 27 safras anteriores); T2 Monocultivo de milho, adubado com 20 m3 ha-1 de composto orgânico; T3 Monocultivo de milho, adubado com 40 m3 ha-1 de composto orgânico; T4 Consórcio de milho com feijão-de-porco, adubado com 40 m3 ha-1 de composto orgânico; T5 Consórcio de milho com guandu anão, adubado com 40 m3 ha-1 de composto orgânico e T6 Consórcio de milho com guandu arbustivo, adubado com 40 m3 ha-1 de composto orgânico. Realizou-se ANAVA aplicando-se o teste F (p<0,05) e submetido ao teste t (p<0,05) para comparação de duas médias. A distribuição do composto orgânico foi feita sobre o sulco de semeadura conforme determinado nos tratamentos imediatamente após a semeadura. Foi cultivado em SPDO, com manejo de plantas espontâneas através de roçadas. As leguminosas foram semeadas na linha do milho no mesmo dia. Na avaliação dos componentes da produção de milho-verde, não houve diferenças significativas nas variáveis avaliadas, exceto para o índice de prolificidade. Sabe-se que a segunda espiga pode comprometer a massa, diâmetro e comprimento das espigas de milho- verde, comprometendo a aceitação pelo mercado consumidor. Todavia, embora o índice de prolificidade tenha efeito significativo aos tratamentos não foi capaz de comprometer as espigas produzidas nos tratamentos. Os resultados referentes a produção de grãos revelam que a produtividade e a exportação de macronutrientes não apresentam diferenças significativas. Já a prolificidade, os teores de proteína bruta dos grãos/nitrogênio e massa de mil grãos diferiram significativamente, destacando os tratamentos consorciados com guandus. O efeito residual da adubação com composto orgânico nos sistemas fertilizados por 27 safras consecutivas mantém a produtividade de milho-verde e grãos, reduzindo a dependência por adubações orgânicas por duas safras. Conclui-se, que o SPDO não dependente de adubações anuais com composto orgânico; os consórcios não prejudicam os atributos morfológicos de espigas de milho-verde e os componentes da produção de grãos. Ressalta-se, que os consórcios com guandus proporcionam melhora na qualidade dos grãos de milho. Portanto, a consorciação beneficia o cultivo de milho em sistema de plantio direto orgânico, principalmente quando consorciado com guandus.
The search for more sustainable production ways is an agriculture need. The no-till organic corn production system meets several soil conservation principles. It provides contaminants free products, and it is responsible for making the agriculture less dependent of external inputs. The products, corn grain and sweet corn, are critical to monogastric nutrition and human nutrition, which are in a wide variety of Brazilian typical dishes. To find innovations that can led to viable alternatives of production, the aim of this study was to evaluate the residual fertilizer effects in production components, grain and sweet corn yield at different levels of organic compost and intercropping of jack bean (Canavalia ensiformis) and pigeonpea (Cajanus cajan) with corn in no-till organic crop system (NTOCS). The experiment was conducted in a randomized block design with six treatments and four replications. The treatments were: T1 maize monoculture without fertilizer (Residual fertilizing from organic compost of 27 previous crops); T2 maize monoculture, fertilized with 20 m3 ha-1 of organic compost; T3 maize monoculture, fertilized with 40 m3 ha-1 of organic compost; T4 corn and jack bean intercropped, fertilized with 40 m3 ha-1 of organic compost; T5 maize and dwarf pigeonpea intercropped, fertilized with 40 m3 ha-1 of organic compost and T6 - Maize and pigeon pea shrub intercropped, fertilized with 40 m3 ha-1 of organic compost. The ANAVA was performed using the "F" test (p <0.05) and submitted to the "t" test (p <0.05) for comparison of two means. The organic compost was distributed on planting groove as determined in treatment immediately after planting. The corn crop was conducted in NTOCS with weeds management through mowing. Legumes were planted at the corn row at the same day. In the evaluation of production components of sweet corn, there were no significant differences in the variables studied, except for the prolificacy index. It is known that the second ear can compromise the mass, diameter and length of ears of sweet corn, compromising the market acceptance. However, although the prolificacy index had significant difference between treatments, it was not able to decrease the spikes size produced in treatments. The results show that grain yield and macronutrients exportation did not differ significantly between treatments. Still, the prolificacy, crude protein content in grain and weight of one thousand grains differed significantly, highlighting that higher levels were obtained in the intercropping with pigeonpeas. The fertilizer residual effect with organic compost in systems fertilized during 27 consecutive years can maintain the sweet corn and grain yield, decreasing the dependence of organic fertilization for two seasons. It was concluded that the NTOCS did not depend on annual fertilization with organic compost; the intercropped system did not affect the morphological traits of ears of sweet corn and grain yield. It is highlighted that pigeonpeas intercropped improved quality of corn grain. Therefore, the intercropping benefits corn production in no-till organic system, especially with pigeonpeas.
Palavras-chave: Milho
Canavalia ensiformis
Cajanus cajan
Compostos orgânicos
Sistema de plantio direto
Corn
Canavalia ensiformis
Cajanus cajan
Organic compounds
Tillage system
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA::FITOTECNIA
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Agroecologia
Programa: Mestrado em Agroecologia
Citação: ALVES, Estenio Moreira. Production of sweet corn and grains intercropped with legumes in no-till organic systems. 2014. 80 f. Dissertação (Mestrado em Agroecologia) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2014.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/2018
Data do documento: 21-Fev-2014
Aparece nas coleções:Agroecologia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf873,3 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.