Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/2205
Tipo: Dissertação
Título: Socioecologia de Muriquis-do-Norte (Brachyteles hypoxanthus) no Parque Estadual Serra do Brigadeiro, MG
Título(s) alternativo(s): Socioecology of Northern Muriquis (Brachyteles hypoxanthus) in Serra do Brigadeiro State Park, MG
Autor(es): Moreira, Leandro Santana
Primeiro Orientador: Giudice, Gisele Mendes Lessa Del
Primeiro coorientador: Santos, Jorge Abdala Dergam dos
Segundo coorientador: Feio, Renato Neves
Primeiro avaliador: Chiarello, Adriano Garcia
Segundo avaliador: Hirsch, André
Abstract: Segundo o conceito de nicho ecológico, cada espécie sobrevive somente num dado conjunto de características naturais, ainda que tolere intervalos de variação em cada traço ou dimensão ambiental. Conhecer o nicho necessário à sobrevivência de um organismo, assim como as estratégias comportamentais utilizadas por indivíduos ou grupos para se ajustarem a alterações no meio ambiente é essencial para a determinação de ações conservacionistas, especialmente no caso de espécies ameaçadas. Muriquis (gênero Brachyteles) são endêmicos da Mata Atlântica, na sua porção central. A exploração indiscriminada deste ecossistema desde a descoberta do Brasil expôs os muriquis a um alto risco de extinção. Muriquis-do-norte (B. hypoxanthus) são listados nacionalmente como Criticamente em Perigo . Esta dissertação objetivou: 1) contextualizar o Parque Estadual Serra do Brigadeiro (PESB) como hábitat para uma população remanescente de muriquis-do-norte; 2) investigar duas dimensões do nicho ecológico de muriquis: o padrão fenológico arbóreo e a estrutura básica da floresta (com relação ao diâmetro e altura das árvores); e 3) investigar as estratégias de forrageamento empregadas por muriquis frente a variações na disponibilidade de recursos alimentares. Ao longo de 2 anos e 4 meses, um grupo de muriquis situado ao redor da Fazenda do Brigadeiro, norte do PESB, foi habituado e monitorado. Durante 12 meses, foi utilizado o método de scan sampling para a obtenção de dados comportamentais sobre este grupo. Foram geradas 1680 sessões de scans (420 horas de observação). Para avaliar a estrutura florestal, o padrão fenológico arbóreo e a disponibilidade de recursos alimentares, foram selecionadas e medidas 800 árvores utilizando-se a metodologia de pontos quadrantes, das quais uma média de 548 foram monitoradas por mês. Muriquis selecionaram mais árvores grandes do que seria esperado de acordo com a distribuição de tamanhos de árvores na floresta. A dieta anual do grupo foi composta por 40.9 % de frutos, 31.6 % de folhas maduras, 9.6 % de folhas novas, 3.3 % de brotos, 4.8 % de flores e botões florais e 9.9 % de outros itens. O padrão fenológico da área indicou uma produtividade de itens de forma não sincronizada (apenas frutos e flores apresentaram sincronia na abundância com a qual são disponibilizados na floresta). A principal estratégia de forrageamento utilizada por muriquis em períodos de escassez de itens preferenciais (frutos e flores) foi a flexibilidade na dieta. Fêmeas ajustaram sua dieta à disponibilidade de frutos, enquanto machos ajustaram-se à disponibilidade de partes florais. Em épocas com escassa disponibilidade de alimentos, ambos comeram mais folhas. Ao longo do ano, machos foram mais folívoros do que fêmeas. Outra estratégia significativa foi o ajuste no padrão de agrupamento entre indivíduos, sendo que fêmeas toleraram mais vizinhos a distâncias mais curtas durante períodos de alto consumo de frutos. Estratégias territoriais (ajustes nos deslocamentos diários e nas áreas de uso) não foram claramente significativas para o grupo estudado, apesar de um aumento na área de uso da estação chuvosa para a seca. O PESB abriga uma grande população remanescente de muriquis-do-norte. A flexibilidade comportamental observada nesta espécie, bem como o refinamento nas dimensões de seu nicho avaliadas aqui, permitem o delineamento de diretivas para a manutenção desta população, assim como planos de manejo para a reestruturação de outras populações. A recuperação de hábitats florestais para a conservação de muriquis deve levar em consideração os requerimentos desta espécie quanto ao tamanho das árvores, padrões fenológicos e disponibilidades de itens alimentares.
According to the ecological niche concept, each species can only survive in a set of natural characteristics, although they can tolerate variation intervals in each environmental dimension. To understand the necessary niche for the survival of an organism, as well as the behavior strategies used by individuals or groups for their adjustment to environmental alterations, is essential for the determination of conservationist actions, especially in the case of threatened species. Muriquis (genus Brachyteles) are endemic to the central portion of the Brazilian Atlantic Forest. The indiscriminate exploration of this ecosystem since the discovery of Brazil, resulted in a high extinction risk for the muriquis. Northern muriquis (B. hypoxanthus) are in the category "Critically Endangered". This dissertation aimed: 1) to characterize the Serra do Brigadeiro State Park (PESB) as a habitat for a remaining population of northern muriquis; 2) to investigate two dimensions of the ecological niche of muriquis: the pattern of arboreal phenology and the basic structure of the forest (regarding the diameter and height of the trees); and 3) to investigate the feeding strategies employed during variations in the availability of food resources. During 2 years and 4 months, a group of muriquis living close to the Brigadeiro s Farm, north of PESB, was habituated and monitored. For 12 months, the method of scan sampling was used to obtain the behavioral data of this group. Totally, 1680 scan sessions were obtained (420 hours of observations). To evaluate the forest structure and phenology, and the availability of food resources, 800 trees were selected and measured, of which each month an average of 548 was monitored. Muriquis selected more big trees than would be expected according to size distribution of trees in the forest. The annual diet of the group was composed by 40.9% of fruits, 31.6% of ripe leaves, 9.6% of new leaves, 3.3% of shoots, 4.8% of flowers and floral buds, and 9.9% of other food. The phenology pattern of the area indicated a general absence of synchronized food production; only fruits and flowers presented synchronism in the abundance with which they were made available in the forest. The main feeding strategy used by muriquis in periods of shortage of preferential foods (fruits and flowers) was a diet flexibility. Females adjusted their diet to the availability of fruits, while males to the availability of floral food. In scarce times, both ate more leaves. In an annual base, males were more folivorous than females. Another significant strategy was the adjustment in the grouping pattern, in which females tolerated a higher number of neighbors at shorter distances during periods of a high consumption of fruits. Territorial strategies (adjustments in the daily travel distances and in the home ranges used) were not significant for the studied group, although it was observed an increase in the home range from the rainy to the dry season. PESB maintains a large remaining population of northern muriquis. The behavioral flexibility observed in this species, as well as the detailed dimensions of its niche evaluated here, allow us to draw strategies for the maintenance of this population and plans for management and restoration of other muriquis populations. The restoration of forest habitats for muriquis conservation should take into account the applications of this species as for the size of the trees, phenology patterns and food availability.
Palavras-chave: Muriquis-do-Norte
Nicho ecológico
Fenologia
Forrageamento
Brachyteles hypoxanthus
Ecological niche
Phenology
Feeding
CNPq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::ECOLOGIA
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Biologia e Manejo animal
Programa: Mestrado em Biologia Animal
Citação: MOREIRA, Leandro Santana. Socioecology of Northern Muriquis (Brachyteles hypoxanthus) in Serra do Brigadeiro State Park, MG. 2008. 94 f. Dissertação (Mestrado em Biologia e Manejo animal) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2008.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/2205
Data do documento: 28-Abr-2008
Aparece nas coleções:Biologia Animal

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf2,48 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.