Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/22514
Tipo: Dissertação
Título: Óleo de capim limão, Cymbopogon flexuosus como anestésico para tetra negro, Gymnocorymbus ternetz
Lemongrass oil, Cymbopogon flexuosus as anesthetic for black tetra, Gymnocorymbus ternetzi
Autor(es): Caldas, Débora Werneck
Abstract: Os manejos de captura, biometria, classificação e transporte desencadeiam respostas de estresse em peixes, como o aumento de cortisol, hiperglicemia, hiperlactacemia, aumento da ventilação branquial, distúrbios iônicos e metabólicos e redução da pigmentação da pele. A redução das repostas de estresse pode ser alcançada por boas práticas de manejo e pela utilização de aditivos na água como probióticos, sequestradores de amônia, sal comum e anestésicos/sedativos. Os anestésicos sintéticos são eficazes durante os manejos da criação e o transporte de peixes porém, podem causar perda de muco, irritação de brânquias e córneas, além da difícil obtenção e do custo relativamente alto. Dessa forma, é necessário avaliar produtos naturais, como óleos essenciais derivados de plantas, que sejam eficazes, seguros e redutores das respostas de estresse em peixes. Dentre óleos essenciais com potencial para serem usados como anestésico para peixes destaca-se o capim limão, Cymbopogon flexuosus, em função de suas propriedades ansiolítica, calmante e anestésica. O tetra negro, Gymnocorymbus ternetzi é uma espécie ornamental que, quando submetida aos manejos de rotina na criação de peixes apresenta respostas de estresse, evidenciadas pela redução da pigmentação da pele e consequente redução do valor de mercado. Com o objetivo de avaliar a eficácia e segurança do óleo de capim limão como anestésico para tetra negro foram realizados três experimentos. O primeiro experimento foi realizado para avaliar a eficácia do óleo de capim limão como anestésico, sendo mensurados os tempos de indução e recuperação da anestesia. Os peixes foram individualmente submetidos às concentrações de 0; 25; 50; 75; 100; 150 e 200mg/L de óleo de capim limão na água, além de um controle positivo com álcool etílico absoluto (3.600 mg/L). Após a indução à anestesia foi realizada biometria dos peixes (peso e comprimento) para simular situação de estresse que os peixes são comumente expostos durante os manejos de rotina na criação. O segundo experimento foi realizado para avaliar a segurança do óleo de capim limão durante exposição curta (5 min) em que os peixes foram individualmente expostos às mesmas concentrações do primeiro experimento. O terceiro experimento foi realizado para avaliar a segurança do óleo de capim limão por exposição prolongada (24h), em que foram utilizadas as concentrações de 5; 10; 20; 30; 40; 50; 60 e 70 mg/L. O tempo de indução à anestesia apresentou redução dose dependente, com a menor concentração estimada que induz anestesia profunda de 68 mg/L. O tempo de recuperação da anestesia não foi influenciado pelas concentrações de óleo de capim limão avaliadas. A glicose sanguínea após a anestesia apresentou redução dose dependente, o que indica provável efeito redutor das respostas de estresse. Durante exposição curta, o óleo de capim limão causou 20% de mortalidade dos peixes na concentração de 100 mg/L e 100% a partir da concentração de 150 mg/L. Durante exposição prolongada o óleo de capim limão causou mortalidade de 100% dos peixes em concentrações a partir de 10 mg/L. Portanto, o óleo de capim limão é eficaz como anestésico para tetra negro, e seguro em concentrações de até 75 mg/l durante exposição curta e 5 mg/L durante exposição prolongada. Concentrações a partir de 150 mg/L podem ser utilizadas para eutanásia de peixes.
Capture, biometry, sorting and transport can cause stress responses in fish, such as cortisol increasement, hyperglycemia, hyperlactaemia, branchial ventilation increasement, ionic and metabolic disorders and reduction of skin pigmentation. Reducing stress responses can be achieved by good management practices and the use of additives in the water, such as probiotics, ammonia removal, common salt and anesthetics / sedatives. Synthetic anesthetics are effective during fish farming and transport, but can cause mucus loss, irritation of gills and corneas, are also high cost and difficult to obtain. In this way, it is necessary to evaluate natural products, such as essential oils extracted from plants, that are effective, safe and reducer of stress responses in fish. Among essential oils with potential to be used as an anesthetic for fish, lemongrass, Cymbopogon flexuosus, stands out due to its anxiolytic, calming and anesthetic properties. The black tetra, Gymnocorymbus ternetzi is an ornamental fish species that, when exposed to routine management in fish farming, presents stress responses evidenced by the reduction of skin pigmentation and consequent reduction of market value. In order to evaluate the efficacy and safety of lemongrass oil as an anesthetic for black tetra, three experiments were conducted. The first experiment evaluated the efficacy of lemongrass oil as an anesthetic, and the induction and recovery times of anesthesia were measured. Fish were individually submitted to concentrations of 0; 25; 50; 75; 100; 150 and 200mg/L of lemongrass oil in the water, and a positive control with absolute ethyl alcohol (3,600 mg/L). After induction to anesthesia, fish biometry (weight and length) was performed to simulate the stress situation that fish are commonly exposed during routine management at fish farming. The second experiment evaluated the safety of lemongrass oil during short exposure (5 min) in which fish were individually exposed to the same concentrations of the first experiment. The third experiment evaluated the safety of lemongrass oil by prolonged exposure (24h), using concentrations of 5; 10; 20; 30; 40; 50; 60 and 70 mg/L. The time of induction to anesthesia showed dose-dependent reduction, with the lowest estimated concentration inducing deep anesthesia of 68 mg/L. The recovery time of anesthesia was not influenced by the concentrations of lemongrass evaluated. Blood glucose after anesthesia showed dose-dependent reduction, indicating possible reducing effect of stress responses. During short exposure, lemongrass oil caused 20% fish mortality at 100 mg/L and 100% at 150 mg/L. During prolonged exposure the lemongrass oil caused 100% mortality of the fish in concentrations starting at 10 mg/L. Therefore, lemongrass oil is effective as an anesthetic for black tetra, and safe in concentrations up to 75 mg/L during short exposure and 5 mg/L during prolonged exposure. Concentrations from 150 mg/L can be used for fish euthanasia.
Palavras-chave: Gymnocorymbus ternetzi
peixes ornamentais
Mortalidade
Anestesicos
Oleos vegetais
Cymbopogon flexuosus
CNPq: Psicultura
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Citação: CALDAS, Débora Werneck. Óleo de capim limão, Cymbopogon flexuosus como anestésico para tetra negro, Gymnocorymbus ternetzi. 2018. 23 f. Dissertação (Mestrado em Biologia Animal) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2018.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.locus.ufv.br/handle/123456789/22514
Data do documento: 29-Mai-2018
Aparece nas coleções:Biologia Animal

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdftexto completo419,94 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.