Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/24590
Tipo: Dissertação
Título: À sombra da Luz. Patrimônio e usos da memória na paisagem urbana no centro de São Paulo
Onto the shadow of Luz. Patrimony and uses of memory in downtown São Paulo urban landscape
Autor(es): Nunes, Luna Brum
Abstract: A cidade de São Paulo acompanhou uma tendência mundial que se desenhou a partir das últimas décadas do século XX. Assim como outras cidades no mundo, vem passando por projetos de revalorização urbana de algumas regiões, principalmente nos chamados centros históricos. Em todas as propostas ressalta-se primeiramente a característica de “degradação” associada a sujeira, poluição, presença de população de baixo poder aquisitivo que no geral, são transeuntes, trabalhadores ambulantes e moradores. No caso da região da Luz, vários projetos surgiram desde os anos 1970, que ao identificar essa região como um espaço deteriorado também reconheceu suas potencialidades culturais. Através das pesquisas realizadas nos processos de tombamento das edificações instaladas na área, percebemos que desde então a atenção do órgão estadual que promove a preservação e defesa do patrimônio cultural, Condephaat, voltou sua atenção para o bairro e promoveu uma série de tombamentos principalmente na década de 1980. Convergiram desse modo, tombamentos, identificação da região como degradada e projetos para a revalorização do espaço no bairro da Luz, o que sugere que a memória histórica do bairro foi reconsiderada dentro da prática patrimonial, que abriu espaço para trazer as feições arquitetônicas da Luz para o critério dos tombamentos até então ignoradas pelo Instituto do Patrimônio Histórico Artístico Nacional. Nesse sentido, foi possível estudar a elaboração do patrimônio cultural e do reconhecimento desse espaço como um conjunto histórico, estudando os documentos dos processos de tombamento e paralelamente, a trajetória da prática patrimonial nacional e desse modo, foi possível entender por que o patrimônio cultural da área foi por tanto tempo ignorado no roteiro patrimonial do instituto nacional. Com um aprofundamento na história e desenvolvimento do bairro da Luz pudemos perceber como se desenrolou aceleradamente, os investimentos urbanizadores neste local principalmente a partir da segunda metade do século XX. Diversas obras aconteceram por volta deste momento visando o progresso urbano e a circulação de automóveis, essas intervenções marcaram o espaço e sua paisagem. Pudemos averiguar como as relações desenvolvidas na modernidade com o espaço do bairro em vários momentos e em alguns episódios específicos, envolveu negociação com os seus elementos urbanos e os lugares de memória, e desse modo, como a identificação do bairro se transformou.
The city of São Paulo followed a worldwide trend that was designed from the last decades of the twentieth century. Like other cities in the world, it has been undergoing urban upgrading projects in some regions, especially in the so-called historical centers. In all the proposals, the characteristic of "degradation", associated with dirt, pollution, presence of population of low purchasing power, that in general are passers-by, street workers and dwellers, is first emphasized. In the case of the Luz area, several projects have emerged since the 1970s, which, by identifying this region as a deteriorated space, also recognized their cultural potentialities. Through the research carried out in the process of listing the buildings installed in the area as heritage, we realize that since then, the attention of the Public organization wich promotes the preservation and defense of the cultural heritage, Condephaat, turned its attention to the neighborhood and promoted a series of listed heritage mainly in 1980s. Convergence of this way, landings, identification of the region as degraded and projects for the revaluation of the space in the area of Luz, which suggests that the historical memory of the neighborhood was reconsidered within the patrimonial practice. This opened space to bring the architectural features of the Luz to the criterion of the listed heritage, until then ignored by the Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN). In this sense, it was possible to study the elaboration of the cultural patrimony and the recognition of this space as a historical set, studying the documents of the processes of heritage listing and parallel, the trajectory of the national patrimonial practice and in this way, it was possible to understand why the cultural patrimony of the Area was ignored for so long in the patrimonial script of the national institute (IPHAN). With a deepening in the history and development of the Luz neighborhood, we could see how the urbanization investments in this place developed especially since the second half of the 20th century. Several works happened around this time aiming at urban progress and the circulation of automobiles, these interventions marked the space and its landscape. We were able to ascertain how the relations developed in modernity with the space of the neighborhood at various times and in some specific episodes involved negotiation with its urban elements and places of memory, and thus, how the identification of the neighborhood was transformed.
Palavras-chave: Patrimônio cultural - São Paulo (SP)
Memória
Capitais (Cidade)
CNPq: Ciências Humanas
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Citação: NUNES, Luna Brum. À sombra da Luz. Patrimônio e usos da memória na paisagem urbana no centro de São Paulo. 2017. 200 f. Dissertação (Mestrado em Patrimônio Cultural, Paisagens e Cidadania) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2017.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.locus.ufv.br/handle/123456789/24590
Data do documento: 25-Ago-2017
Aparece nas coleções:Patrimônio Cultural, Paisagens e Cidadania

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdftexto completo5,09 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.