Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/2481
Tipo: Dissertação
Título: Atividade antiviral da quercetina sobre alguns vírus de importância veterinária
Título(s) alternativo(s): Antiviral activity of the quercetin against important virus of veterinary medicine
Autor(es): Oliveira, Fernanda Souza de
Primeiro Orientador: Lamêgo, Márcia Rogéria de Almeida
Primeiro coorientador: Viloria, Marlene Isabel Vargas
Segundo coorientador: Oliveira, Tânia Toledo de
Primeiro avaliador: Salcedo, Joaquín Hernán Patarroyo
Segundo avaliador: Leite, João Paulo Viana
Abstract: A busca por novas substâncias com potencial antimicrobiano se torna crescente e se faz necessário devido, principalmente, ao desenvolvimento de resistência de agentes infecciosos às drogas atuais. Compostos naturais, dentre eles os flavonóides, tem sido uma fonte particularmente rica desses agentes anti-infectivos. O objetivo deste trabalho foi o de avaliar o potencial antiviral do flavonóide quercetina contra o Parvovírus Canino (CPV), Herpesvírus Bovino 5 (BoHV-) e Herpesvírus Eqüino 1 (EHV-1). Ensaios in vitro foram realizados, como o ensaio de Inativação Direta (AID), no qual se incubou a quercetina com o vírus antes da inoculação, ensaio End Point onde foi feito um prétratamento das células com a quercetina e o ensaio denominado de Timing of Addition, onde foi feito o tratamento das células em cada passo da infecção viral. Foi observado que a atividade antiviral da quercetina parece ser nos passos iniciais da infecção, principalmente no momento da adsorção viral. Nos ensaios com o Parvovírus Canino e o Herpesvírus Eqüino 1, a quercetina demonstrou se ligar a receptores celulares, enquanto que nos ensaios com o Herpesvírus Bovino 5, a ação da quercetina demonstrou ser na ligação a estruturas presentes no envelope viral. Nos ensaios in vivo realizados com os BoHV-5 e EHV-1, foi possível avaliar a ação direta da quercetina sobre a infectividade viral e a sua atuação em outros mecanismos de defesa do animal. A partir dos resultados encontrados neste trabalho, sugerimos que a quercetina possa atuar como um possível agente antiviral, não somente por atuar de forma direta no controle da infecção viral, mas também por meio da ativação de múltiplos processos que indiretamente promovem o controle da infecção viral pelo organismo.
The search for new substances with potential antimicrobials is growing and is necessary due, mainly, to the development of resistance of infectious agents to the current drugs. Natural compounds, among them flavonoids, have been a particularly rich source of these antimicrobial agents. The objective of this work was to evaluate the antiviral potential of flavonoid quercetin against Canine Parvovirus (CPV), Bovine Herpesvirus 5 (BoHV-5) and Equid Herpesvirus 1 (EHV-1). Assays in vitro were accomplished, as the assay inativating direct (AID), in which the quercetin was incubated with the virus before the inoculation, assay End Point in which quercetin was incubated with the cells before viral inoculation and the assay Timing of addtion, in which treatment of the cells was made in each step of infection. It was observed that the antiviral activity of quercetin seems to be in the initial steps of the viral infection, mainly at the moment of viral attachment. In the assays with Canine Parvovírus, quercetin demonstrated to bind the cellular receptors, whereas in the assays with the Herpesvirus used in this study, the performance of the quercetin demonstrated to be in the linking the structures of the viral envelope. In the assays in vivo with BoHV-5 and EHV-1, was possible to evaluate the direct action of the quercetin on the viral infectivity and its performance in other mechanisms of defense of the animal. From the results found in this work, we suggest that quercetin can act as a possible antiviral agent, not only for acting of direct form in the control of the viral infection, but also by means of the activation of multiple processes that indirectly promote the control of viral infection for the organism.
Palavras-chave: Atividade antiviral
Quercetina
Vírus
Antiviral activity
Quercetin
Virus
CNPq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::BIOQUIMICA
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Bioquímica e Biologia molecular de plantas; Bioquímica e Biologia molecular animal
Programa: Mestrado em Bioquímica Agrícola
Citação: OLIVEIRA, Fernanda Souza de. Antiviral activity of the quercetin against important virus of veterinary medicine. 2007. 138 f. Dissertação (Mestrado em Bioquímica e Biologia molecular de plantas; Bioquímica e Biologia molecular animal) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2007.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/2481
Data do documento: 7-Mai-2007
Aparece nas coleções:Bioquímica Agrícola

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf922,21 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.