Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/3240
Tipo: Dissertação
Título: Efeitos da infraestrutura nos fluxos comercias da América do Sul
Título(s) alternativo(s): Effects of the infrastructure in the trade flows of South America
Autor(es): Cruz, Fabrício Oliveira
Primeiro Orientador: Silva, Orlando Monteiro da
Primeiro coorientador: Fernandes, Elaine Aparecida
Segundo coorientador: Braga, Marcelo José
Primeiro avaliador: Leite, Carlos Antonio Moreira
Segundo avaliador: Ferreira, Marco Aurélio Marques
Terceiro avaliador: Silva, Evaldo Henrique da
Abstract: A rápida mudança na estrutura produtiva e tecnológica dos países, associada ao processo de globalização nas últimas décadas, afetaram a estrutura do comércio internacional. O comércio internacional é um forte determinante do desenvolvimento econômico afetando o crescimento econômico, redução da pobreza e das desigualdades. As mudanças socioeconômicas vivenciadas pelos países da América do Sul nos anos 1990 tornaram o comércio entre eles, mais dinâmico e a busca pela redução das barreiras ao comércio tornou-se obrigação. Uma das barreiras não tarifárias ao comércio é a infraestrutura e por isso esse estudo visa a analisar a importância da infraestrutura para o fluxo comercial entre os países da América do Sul de 2000 a 2006. As principais teorias de economia internacional explicam por que os países comercializam, contudo não determinam qual a intensidade desse comércio. A equação gravitacional é utilizada para medir a intensidade e os determinantes do comércio internacional entre um par de países. Tendo em vista que o estoque de infraestrutura é composto por um conjunto de diferentes variáveis, faz se necessário a construção de um índice que agregue de forma eficiente o conjunto dessas variáveis. Optou-se, portanto, pela utilização da análise fatorial para a construção do referido índice. Os resultados obtidos estão em sua maioria de acordo com o esperado e estatisticamente significativos. Demonstram também que o comércio entre dois países da América do Sul está mais relacionado com o tamanho da economia do parceiro comercial (país j) do que com o PIB real do próprio país (país i) e negativamente relacionado a distância entre os países. O índice de infraestrutura calculado mostrou-se condizente com o esperado, sendo que uma variação de 10% no índice de infraestrutura provoca um aumento de aproximadamente 8% no fluxo comercial. O fato de países possuírem mesma fronteira, serem membros do Pacto Andino, o grau de abertura de suas economias também tem efeito positivo sobre o fluxo comercial. Sendo assim, esse estudo tornase um indicativo para os formuladores de política pública do poder que a infraestrutura tem sobre o comércio e quais os países e setores que estão mais defasados.
The fast change in the productive and technologic countries’ structure associated with the globalization process in the last decades affected the structure of international trade. The international trade has a strong impact in the economic development and it affects the economic growth, the poverty and inequalities reduction. The socioeconomic changes faced by South Latin American countries in the 90’s turned the trade among them more dynamic and the search for the decreasing of trade barriers became an obligation. One of the non-tariff barriers in the trade is the infrastructure and for this reason this study aimed at analyzing its importance to the trade flows among the South Latin American countries from 2000 to 2006. The main economic international theories explain the reasons why the countries commercialize but they do not define its intensity. The Gravity Equation is used to measure the intensity and the international trade variables among two countries. It was necessary to create an index that could join the different variables that are part of the infrastructure stock efficiently. Thus, the factor analysis was used to create such index. The majority of results was in accordance with the expected ones and it was statistically significant. They showed that the trade between the two South Latin American countries is more related to the economy size of its commercial partner (country j) than to its real GPD (country i) and it is negatively related to the distance between them. The infrastructure index measured was close to the expected, considering that a 10% variation in this index causes an increasing of 8% in the trade flows. The fact that the countries have the same borders, being “Andine Pact” members and the degree of its economies opening also have a positive effect on the trade flows. As a final result, this study became an indicative for the government policy public makers about the importance of infrastructure in the international trade and which countries and sectors are not in the adequate international trade pattern.
Palavras-chave: Infra-estrutura
Fluxo comercial
América do Sul
Infrastructure
Trade flows
South America
CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ECONOMIA::ECONOMIA INTERNACIONAL
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Desenvolvimento econômico e Políticas públicas
Programa: Mestrado em Economia
Citação: CRUZ, Fabrício Oliveira. Effects of the infrastructure in the trade flows of South America. 2009. 81 f. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento econômico e Políticas públicas) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2009.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/3240
Data do documento: 5-Jun-2009
Aparece nas coleções:Economia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf305,13 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.