Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/3389
Tipo: Dissertação
Título: Consumo por Idosos em Arranjos Familiares Unipessoal e Residindo com o Cônjuge: Análise de Dados da POF 2008/2009
Título(s) alternativo(s): Elderly people s consumption in single-person and living with the spouse family arangements: Analysis of POF 2008/2009 data
Autor(es): Melo, Natália Calais Vaz de
Primeiro Orientador: Teixeira, Karla Maria Damiano
Primeiro coorientador: Silva, Neuza Maria da
Segundo coorientador: Ferreira, Marco Aurélio Marques
Primeiro avaliador: Lima, Afonso Augusto Teixeira de Freitas de Carvalho
Segundo avaliador: Loreto, Maria das Dores Saraiva de
Abstract: Uma das transformações sociais mais importantes que ocorreram na sociedade nos últimos anos está relacionada ao aumento demográfico dos idosos. Com a maior longevidade e aumento de seu poder aquisitivo, os idosos têm se tornado consumidores cada vez mais assíduos, além de prezarem pela qualidade dos bens e serviços. Contudo, o consumo de bens e serviços por idosos em diferentes arranjos familiares no Brasil ainda é pouco conhecido. Assim, a escolha de realizar uma pesquisa que relaciona os arranjos familiares e o consumo se faz pela necessidade de melhor compreender as transformações sociais pelas quais a sociedade brasileira contemporânea passa. Diante desse contexto, este estudo consistiu em comparar, através dos microdados da Pesquisa de Orçamentos Familiares (POF 2008/2009), o consumo de bens e serviços pelos idosos que moravam sozinhos e por aqueles que residiam com o cônjuge, a partir de variáveis socioeconômicas e geográficas. A pesquisa teve caráter quantitativo, descritivo, com corte transversal e utilizou-se de microdados da POF (2008-2009) realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Como universo de análise, tevese os arranjos familiares de idosos que constituíam unidades domésticas unipessoais ou que residiam com o cônjuge de todas as regiões do país. Os dados foram extraídos utilizando-se o software STATA e analisados estatisticamente através do SPSS. Os resultados permitiram constatar que a maioria dos idosos estudados eram jovens , ou seja, possuíam idade entre 60 a 69 anos, brancos, residiam na área urbana do país, possuíam o ensino fundamental e, a minoria, estava na faixa AB de renda, sendo esta proveniente, em sua maioria, de transferências. A maior parte dos idosos do arranjo unipessoal vivia no nordeste e, no caso do arranjo residindo com o cônjuge, no sudeste. O arranjo familiar residindo com o cônjuge gastava mais do que o unipessoal no que se refere aos itens de despesas com habitação, despesas diversas, lazer, transporte, alimentação dentro do domicílio, fumo, produtos de higiene e cuidados pessoais, assistência à saúde e vestuário. É válido ressaltar que dentro destes itens de despesas selecionados, os maiores gastos dos arranjos familiares estudados estavam com itens de habitação, alimentação dentro do domicílio e assistência à saúde. Em ambos os arranjos familiares, aqueles que residiam na região sul eram os que apresentavam os maiores gastos em relação às categorias de despesas analisadas, principalmente quando comparados aos residentes no nordeste do país. Apesar dos domicílios configurados nestes arranjos familiares serem a minoria pertencente à faixa de renda AB, eram eles os responsáveis pelos maiores gastos com os itens de despesas analisados. Logo, concluise que a renda total do domicílio foi o fator que teve maior influência no consumo de bens e serviços entre os arranjos familiares, uma vez que com a melhoria da renda, os idosos estão tendo um maior poder de compra, buscando, cada vez mais, investir em sua saúde e bem estar. Assim sendo, sabe-se que à medida que a população envelhece as necessidades dos consumidores mais velhos se tornam cada vez mais influentes, embora a sociedade ainda não esteja preparada para atender totalmente às necessidades desse segmento. Portanto, entender as relações de consumo desse segmento é extremamente relevante, a fim de que os bens e serviços oferecidos proporcionem satisfação e melhoria da qualidade de vida dos idosos.
One of the most important social changes that have occurred in society in recent years is related to the increase of the elderly population. With greater life longevity and increase in their purchasing power, the elderly have become increasingly frequent consumers, in addition to giving more importance to the quality of goods and services. However, the consumption of goods and services by the elderly in different family arrangements in Brazil is still little known. Thus, the choice to do a research that makes a relationship between family arrangements and consumption is made by the need to better understand the social transformations through which the contemporary Brazilian society is undergoing at the moment. Therefore this study compared, by using microdata from the Household Budget Survey (Pesquisa de Orçamentos Familiares - POF 2008/2009), the consumption of goods and services by the elderly who lived alone and those living with a spouse, from socioeconomic and geographic variables. The study was a quantitative, descriptive, cross-sectional and used microdata from POF (2008-2009) carried out by the Brazilian Institute of Geography and Statistics (IBGE). Living arrangements of elderly that were single-person households or those residing with the spouse in all regions of the country were universe of analysis. Data were extracted using the STATA software and statistically analyzed using the SPSS. Results show that the majority of the elderly were "young", i.e., they were at 60-69 years old, white, lived in urban areas of the country, had elementary school degree, and the minority, was in the AB income range , which is derived mostly from transfers. Most elderly from the single-person arrangement lived in the northeast, and those living with the spouse lived in the southeast. The residing with the spouse family arrangement spent more than the singleperson in relation to items of housing expenses, miscellaneous expenses, leisure, transportation, food within the household, tobacco, personal care items, health care and clothing. It should be highlighted that within these selected expense items, the highest expenses of the assessed family arrangements were housing items, food within the household and health care. In both family arrangements, those who resided in the southern region were those with higher expenses in relation to expenditure categories analyzed, particularly when compared to residents in the Northeast. Despite these household set in such family arrangements are a minority belonging to the AB income group, they were responsible for the higher expenses with the analyzed expenditure items. Therefore, it is concluded that the total household income was the factor that had the greatest influence on the consumption of goods and services among family arrangements, since the elderly have greater purchasing power as their income improves, and investing more and more in their health and welfare. Thus, it is known that as the population gets older, the needs of the elder consumers becomes more influential, although the society is not yet completely prepared to meet the needs of this segment. Therefore, understanding consumer relationships of this segment is extremely important, so that the offered goods and services provide satisfaction and improved quality of life for the elderly people.
Palavras-chave: Idoso
Consumo
Arranjos familiares
Elderly
Consumption
Family arrangements
CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ECONOMIA DOMESTICA
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Economia familiar; Estudo da família; Teoria econômica e Educação do consumidor
Programa: Mestrado em Economia Doméstica
Citação: MELO, Natália Calais Vaz de. Elderly people s consumption in single-person and living with the spouse family arangements: Analysis of POF 2008/2009 data. 2013. 121 f. Dissertação (Mestrado em Economia familiar; Estudo da família; Teoria econômica e Educação do consumidor) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2013.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/3389
Data do documento: 25-Jun-2013
Aparece nas coleções:Economia Doméstica

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf1,3 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.