Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/3959
Tipo: Dissertação
Título: Efeito de formulações de nim na sobrevivência de operárias de Apis mellifera
Título(s) alternativo(s): Effect of neem formulations on the survival of Apis mellifera workers.
Autor(es): Amaral, Rodrigo Lopes
Primeiro Orientador: Venzon, Madelaine
Primeiro coorientador: Siqueira, Maria Augusta Lima
Segundo coorientador: Guedes, Raul Narciso Carvalho
Primeiro avaliador: Martins Filho, Sebastião
Segundo avaliador: Martins, Gustavo Ferreira
Abstract: A polinização é uma atividade ameaçada pelo uso indiscriminado de pesticidas, os quais podem ter efeitos letais sobre as abelhas, principalmente as operárias forrageiras, devido ao seu maior contato com os pesticidas, mas também sobre as larvas, caso o pesticida seja transportado para dentro da colmeia. Pesticidas botânicos supostamente apresentam vantagem sobre os sintéticos e podem ser usados como alternativa viável no controle de pragas acarretando menos prejuízos à entomofauna benéfica. O nim, Azadirachta indica, se destaca dentre estes pesticidas botânicos por sua eficiência no controle de pragas. Neste trabalho foi avaliado o efeito do nim na sobrevivência de operárias forrageiras e de larvas de Apis mellifera. Foram testados três inseticidas à base de nim, Organic Neem (1,7 g i.a./L), Azamax® (12 g i.a./L) e Neemseto (2,4 g i.a./L), misturados à dieta de operárias forrageiras. Abelhas tratadas com Organic Neem não apresentaram diferenças significativas na sua sobrevivência assim como aquelas tratadas com as menores concentrações de Azamax®. Abelhas que receberam a maior concentração de Azamax® (480 mg i.a./L) e Neemseto (96 mg i.a./L) tiveram sua sobrevivência reduzida. No caso de Neemseto essa menor sobrevivência pode ser explicada pela presença de outros compostos além da azadiractina, como salanina e nimbina. Já para Azamax® pode ser devido ao alto teor de azadiractina contido na formulação. Em larvas foi testado apenas o Azamax® nas concentrações de 60 mg i.a./L e 120 mg i.a./L misturadas à dieta artificial oferecida,. A mortalidade das larvas tratadas foi de 100% e nenhuma larva conseguiu atingir o estágio de pupa. Foi observado baixo consumo de alimento evidenciando ação fagoinibidora do nim. Azadiractina em baixas concentrações não se mostrou prejudicial a adultos de A. mellifera, porém mostrou ser altamente tóxica às larvas. Altas concentrações de azadiractina e a presença de outros componentes, como salanina e nimbina, na formulação dos inseticidas podem ter sido a causa da alta toxicidade a abelhas adultas.
Pollination is an activity threatened by the indiscriminate use of pesticides, which can lead to lethal effects on bees, especially in forager adults due to their contact with pesticides, but also on larvae if the pesticides are carried back to the nest. Botanical pesticides supposedly have advantage over synthetics, and can be used as a viable alternative to control pests causing minor damage to beneficial insects. The neem tree, Azadirachta indica, stands out among these botanical pesticides, because of its efficiency in pest control. On this basis, we evaluated the effect of neem on the survival of forager adults and of larvae of Apis mellifera. We tested three neem based insecticides, Organic Neem (1,7 g a.i./L), Azamax® (12 g a.i./L) and Neemseto (2,4 g a.i./L) mixed to the adult diets. Organic Neem-treated bees showed no significant differences in their survival as well as those treated with lower concentrations of Azamax®. Bees that received the highest concentration of Azamax® (480 mg a.i./L) and of Neemseto (96 mg a.i./L) had their survival reduced. In the case of Neemseto this lower survival can be explained by the presence of other compounds besides azadirachtin. For Azamax® can be due to the high content of azadirachtin contained in the formulation. Two concentrations of Azamax®, 60 mg a.i./L e 120 mg a.i./L were tested in larvae, mixed to their diets. The mortality of treated larvae was 100% and none achieved the pupa stage. We observed low intake of food showing antifeedant action of neem. Azadirachtin at low concentrations was not harmful to adults of A. mellifera, but proved to be highly toxic to the larvae. High concentrations of azadirachtin and the presence of other components, such as nimbin and salanin, in the formulation of the insecticides may have seen the cause of the high toxicity to adult bees.
Palavras-chave: Apis mellifera
Nim
Toxidade
Pesticida
Apis mellifera
Neem
Toxicity
Pesticides
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA::FITOSSANIDADE::ENTOMOLOGIA AGRICOLA
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Ciência entomológica; Tecnologia entomológica
Programa: Mestrado em Entomologia
Citação: AMARAL, Rodrigo Lopes. Effect of neem formulations on the survival of Apis mellifera workers.. 2011. 30 f. Dissertação (Mestrado em Ciência entomológica; Tecnologia entomológica) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2011.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/3959
Data do documento: 28-Fev-2011
Aparece nas coleções:Entomologia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf468,65 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.