Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/4566
Tipo: Dissertação
Título: Diversidade genética de linhagens elites de soja quanto a resistência a doenças
Título(s) alternativo(s): Genetic diversity of elite soybean lines for resistance to disease
Autor(es): Batista, Renata Oliveira
Primeiro Orientador: Sediyama, Tuneo
Primeiro coorientador: Cruz, Cosme Damião
Segundo coorientador: Oliveira, Aluízio Borém de
Primeiro avaliador: Capucho, Alexandre Sandri
Abstract: Diante dos danos causados por patógenos na cultura da soja, linhagens com genes de resistência a doenças são cada vez mais requeridas. Com este trabalho objetivou-se estimar a diversidade genética entre 32 linhagens elites de soja de ciclo precoce indicadas para a região central do Brasil com base na reação à mistura de isolados de Cercospora sojina, oídio, raças 15 e 23 de C. sojina, Heterodera glycines, Meloidogyne javanica e M. incognita e identificar aquelas resistentes com potencial para serem usadas em futuros cruzamentos visando a piramidação de genes e resistência múltipla. Os ensaios foram desenvolvidos em casa de vegetação do Programa Melhoramento Genético de Soja, no Departamento de Fitotecnia da Universidade Federal de Viçosa (UFV). Seis experimentos foram realizados utilizando como padrões as testemunhas Conquista, Bossier, Valiosa RR (experimento 1); Conquista, Bossier, Valiosa RR e FT-Cristalina (experimentos 2 e 3); Lee 74, Hartwig e FT-Cristalina (experimento 4) e Conquista (experimentos 5 e 6). Em todos os experimentos as unidades experimentais foram constituídas por um vaso e cada repetição por uma planta. O experimento 1 foi realizado com a mistura de isolados de C. sojina das raças 2, 4, 7, 9, 15, 17 e 23. Linhagens suscetíveis foram naturalmente infestadas a partir de plantas infectadas com oídio dispostas em meio a linhagens. Os experimentos 2 e 3 foram conduzidos separadamente com os isolados das raças 15 e 23 de C. sojina, respectivamente. O experimento 4 foi realizado com solo previamente infestado com a raça 3 do Nematóide de Cisto da Soja (NCS). As doenças foliares foram avaliadas quanto à severidade de acordo com as escalas diagramáticas de MOREIRA (1990) e PEREIRA (2001) para C. sojina e oídio, respectivamente. Quanto as doenças radiculares, foi feita a contagem de fêmeas (NCS) e galhas de cada sistema radicular. Os dados foram submetidos a análise de variância pelo teste F e ao agrupamento de médias pelo teste de Scott-knott a 5% de probabilidade. A dissimilaridade entre as linhagens foi obtida pela Distância Euclidiana Média Padronizada e o agrupamento destas pelos métodos UPGMA (Upweighted Pair Group Media Average) e Tocher. A contribuição relativa de cada caráter foi estimada, bem como os componentes principais com a dispersão gráfica das linhagens em relação a estes. Por fim, foi determinada a correlação entre os caracteres e realizada análise de repetibilidade das avaliações de doenças foliares. Dentre as 32 linhagens em estudo foram identificadas 22, 10, 20, 27, 2, 7 e 9 resistentes a Mistura de isolados de C. sojina, oídio, raça 15 de C. sojina, raça 23 de C. sojina, NCS, M. javanica e M. incognita, respectivamente. Houve diversidade genética entre as linhagens estudadas com base na reação a doenças sendo possível agrupá-las quanto a resistência a doenças foliares e radiculares em grupos distintos. Embora não tenha sido verificada nenhuma linhagem com resistência a todas as doenças avaliadas, foi possível observar que a diversidade entre elas possibilita a piramidação de genes e resistência múltipla a partir de progênies recombinantes. Para isso, os genitores devem ser devidamente escolhidos com base na complementaridade desses genótipos quanto a reação a doenças.
Analyzing the damages caused by pathogens of soybean, lines with resistance genes are increasingly required. The objectives of this work were to estimate the genetic diversity among 32 elite breeding lines of soybean from early maturity and recommended to the central region of Brazil based on the reaction to mixture isolated of Cercospora sojina, oidium, C. sojina races 15 and 23, Heterodera glycines, Meloidogyne javanica and M. incognita and identify resistant breeding lines with potential to be used in future crosses to pyramid the resistance genes and multiple resistance. The experiments were conducted in a greenhouse of the Soybean Breeding Program, in Fitotecnia Department, Federal University of Viçosa (UFV). Six experiments were performed using standards as witnesses Conquista, Bossier, Valiosa RR (experiment 1); Conquista, Bossier, Valiosa RR and FT-Cristalina (experiments 2 and 3), Lee 74, FT-Cristalina and Hartwig (experiment 4) and Conquista (experiments 5 and 6). In all experiments the experimental unit was composed for a vase and the repetition for a plant. The experiment 1 was performed with a mixture of isolates of C. sojina races 2, 4, 7, 9, 15, 17 and 23. Susceptible lines were naturally infested with infected plants with oidium arranged through the lines. Experiments 2 and 3 were conducted separately with isolates of races 15 and 23 of C. sojina, respectively. Experiment 4 was conducted with soil previously infested with race 3 of Soybean Cyst Nematode (SCN). The leaf diseases were evaluated for severity according to the diagrammatic scales of MOREIRA (1990) and PEREIRA (2001) for C. sojina and oidium, respectively. For root diseases was counted females (NCS) and galls of each root. The data were subjected to analysis of variance by F test and grouping of means by Scott-Knott test at 5% probability. The dissimilarity between the lines were obtained through the Average Standardized Euclidean Distance and the clustering of the lines by the methods UPGMA (Upweighted Pair Group Media Average) and Tocher. The relative contribution of each character was estimated as well as the main components with the graphic dispersion of the lines in relation to them. Finally, it was determined correlation between the characters and analysis of repeatability of the data of leaf diseases. Among the 32 breeding lines were identified 22, 10, 20, 27, 2, 7 and 9 resistant to mixture of isolates of C. sojina, oidium, race 15 of C. sojina, race 23 C. sojina, NCS, M. javanica and M. incognita, respectively. There was genetic diversity between lines based on the reaction to diseases and was possible to group them with resistance to leaf and root diseases in different groups. Although not verified any resistance line to all diseases evaluated, it was observed that the diversity between them allows the pyramiding of resistance genes and multiple resistance with recombinant progeny across the intercrossed of them. For this, the parents should be properly chosen based on the complementarity of these genotypes for reaction to diseases.
Palavras-chave: Soja
Diversidade
Doenças
Soybean
Diversity
Disease
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA::FITOTECNIA
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Plantas daninhas, Alelopatia, Herbicidas e Resíduos; Fisiologia de culturas; Manejo pós-colheita de
Programa: Mestrado em Fitotecnia
Citação: BATISTA, Renata Oliveira. Genetic diversity of elite soybean lines for resistance to disease. 2012. 115 f. Dissertação (Mestrado em Plantas daninhas, Alelopatia, Herbicidas e Resíduos; Fisiologia de culturas; Manejo pós-colheita de) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2012.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/4566
Data do documento: 17-Fev-2012
Aparece nas coleções:Fitotecnia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf1,49 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.