Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/4859
Tipo: Dissertação
Título: A emergência de Abril em O Nome das Coisas (1977), de Sophia de Mello Breyner Andresen
Título(s) alternativo(s): The emergency of April in O Nome das Coisas (1977), by Sophia de Mello Breyner Andresen
Autor(es): Machado, Rodrigo Corrêa Martins
Primeiro Orientador: Roani, Gerson Luiz
Primeiro avaliador: Maffei, Luís Claudio de Sant'anna
Segundo avaliador: Souza Júnior, José Luiz Foureaux de
Terceiro avaliador: Lopes, Elisa Cristina
Abstract: Este trabalho de dissertação tem como principal objetivo investigar a relação existente entre poesia, memória e História na obra O Nome das Coisas (1977) de Sophia de Mello Breyner Andresen. Tal obra figura dentre os principais escritos de reflexão concernentes ao período ditatorial português, à Revolução responsável pelo fim do Governo totalitário em Portugal - a Revolução dos Cravos bem como ao período posterior a estes acontecimentos. Para a realização deste trabalho, nos baseamos em uma análise de caráter teórico-crítico, da qual destacamos os principais estudiosos que nos forneceram apoio teórico para a realização da investigação proposta: A. Cândido, O. Paz, Aristóteles, L. C. Lima, T. Adorno, A. Berardinelli, H. Friedrich, M. Hamburguer, P. Valéry, A. Bosi, L. Hutcheon, P. Burke, G. Duby, P. Ricouer, L. Secco, K. Maxwell, R. Barthes, J. G. Merquior, M. Halbwachs, E. Bosi, L. R. Pereira, C. C. Rocha, C. Guirardo, H. Malheiro, dentre outros. Delimitados o corpus a ser investigado, bem como o material teórico em que nos apoiamos para analisá-lo, a etapa posterior constitui-se da análise dos poemas de O Nome das Coisas (1977). Como pudemos vislumbrar, a própria Sophia Andresen dividiu a obra em questão em três capítulos correspondentes aos anos de escrita dos poemas, a saber, I 1972 73 , II 74-75 e III . Por sua vez, cada um desses capítulos corresponde a momentos históricos distintos e importantes para Portugal, que dizem respeito à passagem do regime totalitário, desmantelado pela Revolução dos Cravos, para a democracia. Sendo assim, os poemas andresenianos trazem importantes reflexões acerca dos anos finais da ditadura salazarista, da Revolução de Abril, como também dos desdobramentos que essa insurreição teve e ainda possui em terras lusitanas. Faz-se necessário ressaltar que o eu lírico andreseniano revela não somente os desejos, angústias, euforias e decepções de um sujeito particular, uma vez que aquilo que é revelado através dos poemas analisados diz respeito também a toda uma população que vivenciou um ambiente dominado por um governo totalitário e sonhou com a liberdade que uma Revolução poderia proporcionar-lhes.
The present dissertation aims principally to investigate the existing relashionship between poetry, memory and History in the title O nome das coisas (1977) written by Sophia de Mello Breyner Andresen. Such book is situated among the most important writings of reflections concerning the Portuguese dictatorial period, the Revolution responsible for the ending of the totalitarian government in Portugal The Carnation Revolution and also the period posterior to these happenings. For the ccomplishment of the present work, we based our studies in an analysis of theoretical character, of which we highlight the main researches who provided critical support to the realization of the proposed investigation: A. Cândido, O. Paz, Aristóteles, L. C. Lima, T. Adorno, A. Berardinelli, H. Friedrich, M. Hamburguer, P. Valéry, A. Bosi, L. Hutcheon, P. Burke, G. Duby, P. Ricouer, L. Secco, K. Maxwell, R. Barthes, J. G. Merquior, M. Halbwachs, E. Bosi, L. R. Pereira, C. C. Rocha, C. Guirardo, H. Malheiro, among others. We delimited the corpus being investigated, as well as the theory on which we leaned to analyse it, the next phase was the analyses of the poems presented in O Nome das Coisas (1977). As we could glimpse, Sophia Andressen herself divided her book in three chapters corresponding to the years of writing of each group of poems, i.e., I 1972 73 , II 74-75 e III . In turn, each of these chapters correspond to distinct and important historical moments for Portugal, which concern the transition from the totalitarian regime, dismantled by The Carnation Revolution, to the democracy. Thus, the poems made by Andresen bring up important reflections upon the final years of the Salazarist dictatorship, of April Revolution, as well as the consequences of this insurrection had and still has in lusitanian lands. It is necessary to emphasize that the lyrical I reveals not only the desires, fears, euphoria and disappointments of a particular subject, since what is revealed through the poems analyzed also concerns an entire population who experienced an environment dominated by a totalitarian government and dreamed of the freedom that a revolution could provide them.
Palavras-chave: Sophia de Mello Breyner Andresen
História Portuguesa
Poesia Portuguesa
Memória
Sophia de Mello Breyner Andresen
Portuguese History, Portuguese Poetry, Memory
CNPq: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LETRAS
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Estudos Linguisticos e Estudos Literários
Programa: Mestrado em Letras
Citação: MACHADO, Rodrigo Corrêa Martins. The emergency of April in O Nome das Coisas (1977), by Sophia de Mello Breyner Andresen. 2012. 173 f. Dissertação (Mestrado em Estudos Linguisticos e Estudos Literários) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2012.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/4859
Data do documento: 29-Out-2012
Aparece nas coleções:Letras

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf736,25 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.