Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/4960
Tipo: Dissertação
Título: Diferentes tempos de exposição e meios para o transporte na taxa de maturação "in vitro" de ovócitos bovinos
Título(s) alternativo(s): Different exposition times and transportation media on "in vitro" maturation rate of bovine oocytes
Autor(es): Santos, Giancarlo Magalhães dos
Primeiro Orientador: Costa, Eduardo Paulino da
Primeiro coorientador: Fernandes, Carlos Antônio de Carvalho
Segundo coorientador: Paula, Tarcízio Antônio Rego de
Primeiro avaliador: Guimarães, José Domingos
Segundo avaliador: Vendramini, Orlando Marcelo
Abstract: O objetivo do presente trabalho foi avaliar e comparar a influência dos diferentes tempos de exposição e meios no transporte de ovócitos imaturos bovinos sobre a taxa de maturação in vitro. Foram utilizados 799 ovócitos imaturos, distribuídos em dez tratamentos, sendo um controle. Foram testados três meios de transporte: Talp-Hepes, segundo BAVISTER et al. (1983); Talp-Hepes modificado, acrescido de 10 µg/mL de FSH e 0,0454 mM de Piruvato de Sódio e TCM modificado sem NaHCO3, acrescido de 5,665 mM de Hepes, 0,999 mM de NaCl, 0,0412 mM de Lactato de Cálcio, 0,0454 mM de Piruvato de Sódio, 10.000 UI de Penicilina G sódica, 0,005g% de Estreptomicina, 0,4g% de BSA e 10 µg/mL de FSH. Em cada um dos meios utilizados, os ovócitos foram mantidos em placa aquecida a 38°C por um período de duas, quatro e oito horas. Após o término do tempo de exposição, os ovócitos foram submetidos a cultivo in vitro em meio TCM 199 acrescido de 10% de SVE e 10 µg/mL de FSH, em estufa de CO2, por 24 horas, para posterior avaliação da taxa de maturação nuclear. No tratamento controle, após a decantação e seleção dos ovócitos, eles foram imediatamente submetidos ao procedimento de cultivo in vitro. Observou-se que nos tratamentos com Talp-Hepes em tempos de duas, quatro e oito horas foram obtidas taxas de maturação nuclear de 84,7; 81,2 e 81,3%, respectivamente. No meio Talp-Hepes modificado foram registradas taxas de 72,2; 82,0 e 82,2%, e no meio TCM modificado, taxas de 80,0; 78,6 e 80,0%, respectivamente, para os tempos duas, quatro e oito horas. No tratamento controle, observou-se 80,1% de metáfase II. Conclui-se que os meios utilizados para o transporte dos ovócitos imaturos e o tempo decorrido da coleta até incubação para a maturação in vitro não influenciaram (P>0,05) a taxa de maturação nuclear. Deste modo, estes meios se mostram uma possível alternativa para o transporte dos ovócitos bovinos destinados à produção in vitro de embriões.
The objective of this work was to assess and compare the influence of different expositon time and transportation media on in vitro maturation of immature bovine ocytes. We used 799 immature oocytes, distributed in ten treatments, one of them, the control. Three transportation media were tested: Talp-Hepes, according to BAVISTER et al. (1983); modified Talp-Hepes, with 10 µg/mL of FSH and 0,0454 mM of Sodium Piruvate and modified TCM without NaHCO3, with 5,665 mM of Hepes, 0,999 mM of NaCl, 0,0412 mM of Calcium Lactate, 0,0454 mM of Sodium Piruvate, 10.000 UI of Sodic Penicillin G, 0,005g% of Streptomycin, 0,4g% of BSA and 10 µg/mL of FSH. In each of the used media, the oocyte were kept on a plate and heated at 38oC for two, four and eight hours. After this time, the oocytes were submitted to in vitro cultivation in TCM 199 media with 10% of SVE and 10 µg/mL of FSH, in CO2 oven, for 24 hours, for later nuclear maturation rate evaluation. In the control, after the oocyte decanting and selection, they were immediately submitted to in vitro cultivation procedure. We observed that in the Talp-Hepes treatment with two, four and eight hours, the nuclear maturation rates were 84,7; 81,2 and 81,3%, respectively. In the modified Talp-Hepes media the rates were 72,2; 82,0 and 82,2%, and the modified TCM media the rates were 80,0; 78,6 and 80,0%, respectively to two, four and eight hours. In the control we observed 80,1% in metaphase II stage. Concluding, the transportation media and the time between the collection and the incubation for in vitro maturation didn t influence (P>0,05) the nuclear maturation rate. So, these media can be a possible alternative to the bovine oocytes transportation for in vitro embryo production.
Palavras-chave: Bovinos
Ovócitos
FIV
Bovine
Oocytes
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::MEDICINA VETERINARIA::REPRODUCAO ANIMAL
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Biotecnologia, diagnóstico e controle de doenças; Epidemiologia e controle de qualidade de prod. de
Programa: Mestrado em Medicina Veterinária
Citação: SANTOS, Giancarlo Magalhães dos. Different exposition times and transportation media on "in vitro" maturation rate of bovine oocytes. 2008. 44 f. Dissertação (Mestrado em Biotecnologia, diagnóstico e controle de doenças; Epidemiologia e controle de qualidade de prod. de) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2008.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/4960
Data do documento: 14-Jul-2008
Aparece nas coleções:Medicina Veterinária

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf169,8 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.