Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/4983
Tipo: Dissertação
Título: Enteroparasitas em populações usuárias de diferentes sistemas de abastecimento de água em Viçosa-MG
Título(s) alternativo(s): Enteroparasites in populations utilizing different systems of water supply in Viçosa-MG
Autor(es): Oliveira, Adriana Aguiar
Primeiro Orientador: Bevilacqua, Paula Dias
Primeiro avaliador: Bastos, Rafael Kopschitz Xavier
Segundo avaliador: Salcedo, Joaquín Hernán Patarroyo
Terceiro avaliador: Heller, Léo
Quarto avaliador: Pinto, Paulo Sérgio de Arruda
Abstract: As doenças relacionadas com a água são importantes problemas de saúde pública no Brasil e em diversas partes do mundo. Dentre estas, destacam-se as parasitoses intestinais ou enteroparasitoses, por se associarem freqüentemente a quadros de diarréia crônica e desnutrição, acometendo, principalmente, as faixas etárias mais jovens. O presente trabalho objetivou realizar pesquisa sobre enteroparasitas no município de Viçosa em três cortes populacionais de crianças menores de sete anos de idade, buscando associar o achado positivo a fatores socioeconômicos e de saneamento local e à condições sanitárias do domicílio. Adicionalmente, os resultados positivos para protozoários intestinais foram analisados considerando a qualidade da água distribuída por diferentes sistemas de abastecimento e a presença de Giardia e Cryptosporidium em amostras de água bruta e tratada. A pesquisa de enteroparasitas, em amostras de fezes, foi realizada através da técnica de sedimentação espontânea em água, e a pesquisa de cistos de Giardia e oocistos de Cryptosporidium, em amostras de água, pela técnica de concentração por floculação com carbonato de cálcio e visualização por imunofluorescência direta (IFD). Também foi realizada pesquisa de Giardia e Cryptosporidium em amostras fecais por concentração com formalina e acetato de etila e visualização por IFD. A avaliação da qualidade da água distribuída foi realizada a partir da análise de dados secundários fornecidos pelos responsáveis pelos sistemas de abastecimento, considerando os parâmetros coliformes, turbidez e cloro residual livre. A prevalência média geral de enteroparasitas encontrada foi de 37,2% e 15,4%, 51,4% e 38,2%, para os grupos 1, 2 e 3, respectivamente. O grupo 2 apresentou 5,81 vezes mais chances de resultado positivo para enteroparasitas que o grupo 1; para o grupo 3, essa chance foi de 3,40 vezes. Os organismos identificados foram Ascaris lumbricoides (15,2%), Entamoeba coli (12,6%), Giardia lamblia (8,4%), ancilostomídeos (1,0%), Entamoeba histolytica (1,0%) e Strongyloides stercoralis (0,5%). Não foram encontradas associações estatisticamente significativas para as variáveis sexo , faixa etária , freqüenta creche ou escola , embora tenha sido observada tendência crescente da prevalência média nos grupos 2 e 3 com o aumento da idade e a maior prevalência média de protozoários entre as crianças que freqüentavam creche ou escola, além de maior prevalência média de helmintos entre as que não freqüentavam. Também não se verificou associação com variáveis de saneamento local e condições sanitárias do domicílio. A variável renda familiar esteve associada ao resultado positivo para enteroparasitas, sendo que os estratos sem renda , 1 a 3 SM e =ou< 1 SM apresentaram as maiores chances de resultados positivos, 12,5, 6,11 e 5,38, respectivamente. A pesquisa de Giardia e Cryptosporidium em 103 amostras fecais, pela técnica de IFD, identificou 9,7% de amostras positivas para Giardia e nenhuma amostra positiva para Cryptosporidium. Nas amostras de água bruta foram identificadas amostras positivas nos meses de dezembro/2002 e fevereiro/2002 (11,25 e 30,0 cistos/L) para Giardia e dezembro/2002 a abril/2002 (3,75 a 20,02 oocistos/L) para Cryptosporidium. Não foram detectadas amostras positivas para protozoários na água tratada distribuída pelos sistemas de abastecimento utilizados pela população estudada. A partir da pesquisa de protozoários e da avaliação dos dados do controle da qualidade da água desses sistemas, concluiu-se que a água distribuída se apresentou adequada ao padrão de potabilidade (coliforme, turbidez e cloro residual livre) expresso na legislação brasileira (Portaria MS no 1.469/2000). Considerando a água distribuída pelos sistemas de abastecimento do município, seu papel como veículo na transmissão de protozoários intestinais parece não ter sido relevante nas condições estudadas. Outros mecanismos de transmissão (pessoa a pessoa e consumo de hortaliças contaminadas) podem, possivelmente, apresentar papel mais significativo na manutenção dos ciclos de transmissão desses agentes nessa população.
Water related diseases are important problems of public health in Brazil and worldwide. Amongst these, intestinal parasitoses or enteroparasitoses are distinguished because they are frequently associated to chronic diarrhea and malnutrition, striking mainly younger age groups. The objective of this work was to investigate enteroparasites in the municipal district of Viçosa in three population sectors of children under seven years old, associating positive findings to socioeconomic and local sewerage factors and to sanitary dwelling conditions. Additionally, positive results for intestinal protozoa were analyzed considering quality of water distributed by different supply systems and presence of Giardia and Cryptosporidium in samples of treated and nontreated water. Enteroparasites investigation in feces samples was carried out through water spontaneous sedimentation technique and the investigation of Giardia cysts and Cryptosporidium oocysts, in samples of water through concentration by calcium carbonate flocculation and direct immunofluorescence (IFD) visualization. Investigation of Giardia and Cryptosporidium in feces samples using concentration with formalin and ethyl acetate and visualization by IFD. The evaluation of the distributed water quality was performed by analyzing secondary data supplied by people in charged of the supply systems, considering the parameters coliforms, turbidity and free residual chlorine. The average prevalence of enteroparasites was 37.2 % and 15.4%, 51.4%, and 38.2% for groups 1, 2 and 3, respectively. Group 2 presented 5.81 times more likely of positive finding for enteroparasites than grupo1; for group 3 the chance was 3.40 times. Organisms identified were Ascaris lumbricoides (15.2 %), Entamoeba coli (12.6 %), Giardia lamblia (8.4 %), ancylostoma (1.0 %), Entamoeba histolytica (1.0 %) and Strongyloides stercoralis (0.5 %). No statistically significant associations were found for variables gender , age group , nursery or school attendance , although an increasing tendency of the mean prevalence has been observed in groups 2 and 3 with increasing age and larger mean prevalence of protozoa among children attending school or nursery, as well as larger mean prevalence of helminthes among those not attending. Also, no association was verified with the variables local sewerage and sanitary dwelling conditions. The variable family income was associated to positive finding for enteroparasitas with the strata without income , 1 to 3 MW , and =or< 1 MW presented the largest chances of positive results, 12.5, 6.11, and 5.38, respectively. The investigation of Giardia and Cryptosporidium in 103 feces samples, using IFD technique, identified 9.7 % of positive samples for Giardia and no positive sample for Cryptosporidium. Positive samples were identified in nontreated water samples in December/2002 for Giardia and February/2002 (11.25 and 30.0 cysts/L) and December/2002 to April/2002 (3.75 to 20.02 oocysts/L) for Cryptosporidium. Positive samples for protozoa were not detected in the treated water distributed by the supply systems and used by the population studied. Results of protozoa investigation and evaluation of water quality control data in these systems led to the conclusion that the water supplied met the drinkability standards (coliform, turbidity and free residual chlorine) expressed in the Brazilian legislation (Law no 1.469/2000 MS). In the conditions of this study, the role of the water distributed by the city s supply systems as vehicle in intestinal protozoa transmission does not seem to have been important. Other transmission mechanisms (person to person and polluted vegetables consumption) might present a more significant role in the maintenance of the transmission cycles of those agents in the population.
Palavras-chave: Parasitologia veterinária
Helminto
Controle
Cryptosporidium
Giardia
Água
Poluição
Veterinary parasitology
Helminths
Control
Cryptosporidium
Giardia
Water polution
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::MEDICINA VETERINARIA::MEDICINA VETERINARIA PREVENTIVA::SANEAMENTO APLICADO A SAUDE DO HOMEM
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Biotecnologia, diagnóstico e controle de doenças; Epidemiologia e controle de qualidade de prod. de
Programa: Mestrado em Medicina Veterinária
Citação: OLIVEIRA, Adriana Aguiar. Enteroparasites in populations utilizing different systems of water supply in Viçosa-MG. 2004. 131 f. Dissertação (Mestrado em Biotecnologia, diagnóstico e controle de doenças; Epidemiologia e controle de qualidade de prod. de) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2004.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/4983
Data do documento: 16-Abr-2004
Aparece nas coleções:Medicina Veterinária

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf601,28 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.