Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/5159
Tipo: Dissertação
Título: Associação de fungos nematófagos dos gêneros Duddingtonia, Monacrosporium e Arthrobotrys no controle biológico de nematoides gastrintestinais de pequenos ruminantes
Título(s) alternativo(s): Association of Nematophagous fungi of Duddingtonia, Monacrosporium and Arthrobotrys genus in the biological control of gastrointestinal nematodes of small ruminants
Autor(es): Silveira, Wendeo Ferreira da
Primeiro Orientador: Araújo, Jackson Victor de
Primeiro coorientador: Braga, Fábio Ribeiro
Primeiro avaliador: Oliveira, Leandro Licursi de
Segundo avaliador: Carvalho, Rogério Oliva
Abstract: As nematodioses gastrintestinais causadas principalmente pelos gêneros: Trichostrongylus spp., Cooperia spp., Oesophagostomum spp, Strongyloides spp e Haemonchus spp. são um entrave para a criação de pequenos ruminantes (caprinos e ovinos). O controle destes parasitos tem sido realizado com drogas antihelmínticas, porém há muitos relatos do aparecimento de resistência. Nesse contexto, a utilização de fungos nematófagos, surge como uma alternativa viável no combate aos nematoides gastrointestinais. Os isolados de fungos nematófagos Duddigtonia flagrans (AC001), Monacrosporium thaumasium (NF34), Arthrobotrys robusta (I31) e A. conoides (I40) foram utilizados de forma associada (AC001+I31) e (NF34+I40) com o objetivo de avaliar in vitro a viabilidade da associação de fungos nematófagos após a passagem pelo trato gastrintestinal de caprinos. Para tal, foram utilizadas associações de fungos nematófagos acima na concentração de 1x106 conídios e clamidósporos/ kg de peso vivo (PV), administrado em dose única por via oral. Posteriormente foi avaliada a viabilidade das associações dos isolados fúngicos (AC001 + I31) e (NF34 + I40) em péletes de matriz de alginato de sódio no controle biológico de nematoides de ovinos criados a campo. Neste sentido, foram avaliados o número de larvas infectantes de nematoides gastrintestinais recuperadas nas pastagens nas distancias de 0 a 20 cm do bolo fecal e de 20 a 40 cm do bolo fecal, contagem do número de ovos por grama de fezes (OPG) nos grupos tratados e controle, prevalência dos gêneros de estrongilideos recuperados nas coproculturas, hematócrito e contagem de proteínas totais no sangue. Estruturas fúngicas associadas foram capazes de passar pelo trato gastrintestinal de caprinos e reduzir o número de Larvas infectantes (L3) de nematoides gastrintestinais in vitro. Para a associação entre os isolados AC001 e I31, houve diferenças entre o grupo tratado e controle nos horários de 12h (P< 0,01) e 48h (P< 0,05), com percentagem de redução L3 nematoides gastrintestinais de 53% e 68% respectivamente. Já para a associação entre os isolados NF34 e I40, diferenças (P< 0,01) foram observadas nos tempos de 24, 48 e 72 horas, com percentagem de redução de larvas de 56%, VIII 61% e 48% respectivamente. A associação entre os isolados AC001 e I31 em matriz de alginato de sódio não foi capaz de reduzir a contagem de ovos por grama de fezes (OPG) de ovinos criados a campo. Por outro lado, a associação entre os isolados NF34 e I40 nas mesmas condições demonstrou diferença (P< 0,01) no OPG em relação ao grupo controle. Houve diferença (P< 0,05) entre o número de L3 recuperadas na distância de 0-20 cm do bolo fecal, com maior prevalência dos gêneros Haemonchus ssp., Cooperia spp., Trichostrongylus spp.e Oesophagostomum spp. Os resultados demonstraram que as associações dos isolados de fungos nematófagos AC001+I31 e NF34+I40 podem ser utilizadas como forma de controle biológico de nematoides gastrintestinais de pequenos ruminantes tanto em condições laboratoriais quanto a campo.
The gastrointestinal nematodes caused mainly by the genus: Trichostrongylus spp., Cooperia spp., Oesophagostomum spp, Strongyloides spp and Haemonchus spp. are a deadlock to raise small ruminants (caprine and ovine). The control of these parasites has been done by anti-helminthic drugs, however there are many reports about the occurrence of resistance. In this context, the use of nematophagous fungi, come as a viable alternative in the fight against gastrointestinal nematodes. The isolated of nematophagous fungi of the genus Duddigtonia flagrans (AC001), Monacrosporium thaumasium (NF34), Arthrobotrys robusta (I31) and A. conoides (I40) were used in an associated form (AC001+I31) and (NF34+I40) aiming to evaluate in vitro the viability of association of nematophagous fungi after passing through the gastrointestinal tract of goats. In order to do so, it was used association of nematophagous fungi above the concentration of 1x106 conidium and chlamidospore / kg of live weight (LW), given in a single dose. And after, evaluate the viability of the associations of fungi isolated (AC001 + I31) and (NF34 + I40) in pellet matrix of sodium alginate in the biological control of nematodes of sheeps under field conditions. Therefore, were evaluated number of infective larvae recovered in distances 0-20 cm and 20-40 cm from the fecal matter, Egg counts per gram of faeces (EPG), in groups treated and control, prevalence of genus strongyilis recovered in fecal cultures, hematocrit and total protein count in the blood. Fungi structures associated were capable of passing through the gastrointestinal tract of goats and reduce the number of infected larvae (L3) of gastrointestinal nematodes in vitro. For the association among the isolates AC001 and I31, there were differences between the treated group and the control of the interval of 12h (P< 0,01) and 48h (P< 0,05), L3 percentage of reduction in gastrointestinal nematodes of 53% and 68% respectively. On the other hand, the association of the isolates NF34 and I40), differences (P < 0,01) were observed in the interval of 24, 48 and 72 hours, with percentage reduction of larvae of 56%, 61% and 48% respectively. The association among the isolated AC001 and I31 in matrix of sodium alginate was X not able to reduce the counting of eggs by grams of feces (EPG) of sheeps under fields conditions. On the other hand, the association among the isolates NF34 and I40 in the same conditions showed a difference (P< 0,01) in EPG compared to the control group. There was a difference (P< 0,05) between the number of L3 recovered in the distance of 0-20 cm from fecal pats, with a higher predominance of the genus Haemonchus ssp., Cooperia spp., Trichostrongylus spp.and Oesophagostomum spp. The results showed that the associations of the isolated of nematophagous fungi AC001+I31 and NF34+I40 can be used as a way of biological control of gastrointestinal nematodes of small ruminants at lab conditions as well as field conditions.
Palavras-chave: Controle biológico
Fungos nematófagos
Ovinos
Biological control
Nematophagous fungi
Sheep
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::MEDICINA VETERINARIA
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Biotecnologia, diagnóstico e controle de doenças; Epidemiologia e controle de qualidade de prod. de
Programa: Mestrado em Medicina Veterinária
Citação: SILVEIRA, Wendeo Ferreira da. Association of Nematophagous fungi of Duddingtonia, Monacrosporium and Arthrobotrys genus in the biological control of gastrointestinal nematodes of small ruminants. 2013. 76 f. Dissertação (Mestrado em Biotecnologia, diagnóstico e controle de doenças; Epidemiologia e controle de qualidade de prod. de) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2013.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/5159
Data do documento: 29-Jul-2013
Aparece nas coleções:Medicina Veterinária

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf1,1 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.