Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/5272
Tipo: Dissertação
Título: Impacto das mudanças climáticas na produtividade de eucalipto em duas regiões do Brasil
Título(s) alternativo(s): Climate change impacts on the eucalyptus yield in two areas in Brazil
Autor(es): Evangelista, Raquel Couto
Primeiro Orientador: Ribeiro, Aristides
Primeiro coorientador: Orsini, José Antonio Marengo
Segundo coorientador: Neves, Júlio César Lima
Primeiro avaliador: Costa, Luiz Cláudio
Segundo avaliador: Leite, Fernando Palha
Abstract: As florestas plantadas de eucalipto são as maiores e mais produtivas do Brasil, a alta taxa de crescimento e o ciclo curto são típicos destes sistemas de produção de madeira, portanto torna-se essencial que práticas operacionais e de manejo sejam desenvolvidas para garantir retorno econômico e assegurar a longo-prazo a sustentabilidade destas plantações. A tentativa de estimar o potencial produtivo de uma região, por meio de modelos de crescimento baseados em processos fisiológicos, permite a avaliação dos riscos da variação climática e a identificação de novas áreas aptas ao plantio florestal. Cenários de mudanças climáticas associados a modelos de crescimento baseados em processos, podem ser úteis para identificar os riscos de conseqüências negativas na produtividade futura de florestas plantadas, podendo assim, mitigar os impactos das mudanças climáticas e avaliar meios de adaptação. Desta forma, este trabalho teve como objetivo avaliar os impactos das mudanças climáticas na produção florestal de eucalipto, por meio do modelo de crescimento 3-PG, em duas regiões produtoras: Região I - norte do Espírito Santo e sul da Bahia; e Região II - centro-leste de Minas Gerais. Foram utilizados como dados de entrada de clima no modelo 3-PG, dois cenários de mudanças climáticas (A2 e B2) do modelo climático global CCSR/NIES, para três períodos futuros: 2011-2040, 2041-2070 e 2071-2100. Para avaliar os resultados simulados da produtividade futura, utilizou-se como período base a climatologia do banco de dados do CRU, obtendo assim, a produtividade “atual”. Conforme as anomalias geradas, pela diferença entre os valores dos cenários futuros e da climatologia, observou-se aumento nos valores de temperatura máxima e mínima nas duas regiões estudadas e decréscimo nos valores de precipitação em ambas as regiões. Comprovou-se neste estudo, que as variações futuras na temperatura e precipitação provocaram redução na produtividade de eucalipto nas duas regiões analisadas, sendo que na região do norte do Espírito Santo e sul da Bahia essa redução chegou a 39,7% em 2071-2100 no cenário A2, e no centro-leste de Minas Gerais a redução chegou a 41,7% em 2071-2100 também no cenário A2. Diante dos resultados, concluiu-se que as plantações de eucalipto podem sofrer impactos em sua produtividade, devido às mudanças climáticas, principalmente no que diz respeito às variações na temperatura e na precipitação.
The planted eucalyptus forests are the bigger and the most productive in Brazil. The high growth rate and the short cycle are intrinsic to this wood production system, making essential the development of management and operational practices that guarantee the economic feed-back and the sustainability of these crops. Attempt to estimate the productive potential of an area, by using growth models based on physiologic methods, permits the risk evaluation of climate changes and identification of new areas capable to grow forests. Climate changes scenarios associated to growth models based on processes can be useful to identify the risks of negative consequences on the future yield of planted forests, and consequently, reduce the impacts of climate changes and evaluate adaptation ways. Thereby, this study had the goal to evaluate climate changes on the forest production of eucalyptus through the growth model 3-PG in two productive areas: Area I - north Espirito Santo and south Bahia; and Area II – mid-east Minas Gerais. Two climate change scenarios (A2 and B2) from the global climatic model CCSR/NIES, for three future periods (2011-2040, 2041-2070 e 2071- 2100) were used to feed the model 3-PG with climate data. To evaluate the simulated results of the future yield, was used as a base period the data bank climatology of the CRU, obtaining by that, the current yield. According to the anomalies generated, by the difference between the future scenarios values and the climatology, was observed the rising on the maximum and minimum temperature values on the two studied areas and the decrease of rainfall values in both areas. Has been proved in this study also that, the future variations on temperature and rainfall have caused a reduction on the eucalyptus yield in both analyzed areas, being the reduction on north Espirito Santo and south Bahia of 39,1% in 2071 – 2100 on A2 scenario, and on mid-east Minas Gerais 36,9% in 2071-2100 also on A2 scenario. Through the results was concluded that the eucalyptus crops can suffer impacts on their yields due to climate changes, mainly referring to temperature and rainfall variations.
Palavras-chave: Mudanças climáticas
Climatologia
Eucalipto
Crescimento
Modelos matemáticos
Climate change
Climatology
Eucalyptus
Growth
Mathematical models
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Agrometeorologia; Climatologia; Micrometeorologia
Programa: Mestrado em Meteorologia Agrícola
Citação: EVANGELISTA, Raquel Couto. Climate change impacts on the eucalyptus yield in two areas in Brazil. 2006. 62 f. Dissertação (Mestrado em Agrometeorologia; Climatologia; Micrometeorologia) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2006.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/5272
Data do documento: 11-Ago-2006
Aparece nas coleções:Meteorologia Agrícola

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf1,87 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.