Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/5424
Tipo: Dissertação
Título: Crescimento e eficiência do uso de água e nutrientes em eucalipto fertirrigado
Título(s) alternativo(s): Growth and nutrient and water use efficiency by Eucalypt trees under fertirrigation
Autor(es): Lourenço, Helton Maycon
Primeiro Orientador: Neves, Júlio César Lima
Primeiro coorientador: Barros, Nairam Félix de
Segundo coorientador: Leite, Hélio Garcia
Primeiro avaliador: Leite, Fernando Palha
Segundo avaliador: Silva, Ivo Ribeiro da
Abstract: O eucalipto é a essência florestal mais plantada no Brasil (em torno de 3,5 milhões ha), correspondendo à aproximadamente 70 % da área total de plantios florestais. Em ambientes tropicais, a sustentabilidade da produção florestal é governada, principalmente, pelos fluxos de água e nutrientes do solo, uma vez que, geralmente, temperatura e radiação solar não são limitantes. A limitação nutricional é freqüentemente corrigida pelo adequado manejo nutricional. O recurso água tem sido considerado como mais limitante à produtividade florestal nos trópicos. A avaliação e a compreensão de como os recursos água e nutrientes regulam a produtividade florestal é fundamental para a predição do potencial produtivo do povoamento florestal e para subsidiar aplicação das técnicas de manejo mais adequadas ao crescimento florestal. Assim, objetivou-se neste trabalho avaliar o crescimento e partição de biomassa e nutrientes; bem como as propriedades intensivas da parte aérea (folhas) e do sistema radicular (raízes finas) e a eficiência de uso dos recursos água e nutrientes minerais em função da aplicação de água, via irrigação e água mais nutrientes, via fertirrigação. Para tanto, em outubro de 2001, na região do Vale do Rio Doce -MG, foi instalado experimento composto por quatro materiais genéticos clonais de eucalipto: 57 e 2719 -? Híbridos de Eucalyptus grandis, Rio Claro; 129 &#8211; Eucalyptus grandis e 1215 - E. urophylla x E. Grandis, &#8220;Urograndis&#8221;, e três tratamentos de água e nutrientes aplicados ao solo (irrigado, fertirrigado e controle). Todas as árvores de cada parcela experimental tiveram seus diâmetro a 1,3 m de altura (dap) e altura total (Ht) monitorados por inventários florestais realizados a cada três meses a partir dos 13 meses de idade, o que possibilitou ajustar equações de regressão para cada material genético descrevendo o comportamento do dap, Ht, área basal (B) e volume de tronco (Vt) em função da idade dos plantios. Para cada parcela experimental, foram abatidas cinco árvores, escolhidas dentro de uma faixa crescente de dap. Todas as árvores abatidas tiveram seus troncos submetidos à cubagem rigorosa e seus compartimentos (folha, galho, casca e lenho) foram separados e pesados, sendo retiradas amostras para a determinação do peso seco, teor e conteúdo de nutrientes; foi retirada uma amostra adicional de folhas para a determinação da área foliar específica e índice de área foliar. Amostras de raízes finas (< 2 mm) foram retiradas de cada árvore abatida, sendo lavadas, pesadas e escaneadas, determinando-se então seu peso seco, a superfície radicular específica e índice de área radicular. A fertirrigação proporcionou maior crescimento em volume e biomassa de tronco, e a irrigação pouco afetou o crescimento da floresta. A fertirrigação também levou a maiores conteúdos de nutrientes minerais na parte área e tronco sendo a magnitude distinta de acordo com o material genético. A fertirrigação promoveu maior índice de área foliar, área radicular específica e índice de área radicular, mas pouco influenciou a área foliar específica, a qual foi mais influenciada pela classe de produtividade, tendo seu valor reduzido com o aumento do grau de dominância da árvore. Em média, a fertirrigação elevou a eficiência de uso de nutrientes para a produção de biomassa de parte aérea, tronco, folhas e raiz finas; contrariamente, a aplicação conjunta de água e nutrientes, via fertirrigação reduziu a eficiência de uso de água para a produção de biomassa de tronco. Assim conclui-se que a disponibilização de água e nutrientes altera o comportamento de crescimento e partição de biomassa e nutrientes, bem como suas eficiências de uso e as propriedades intensivas das superfícies de aquisição de recursos (folhas e raízes finas), em magnitudes distintas com o material genético.
Eucalypt is the main forest essence planted in Brazil (approximately 3.5 million ha) and represents roughly 70 % of the total forestry planting. In tropical environments, the sustainability of the forest production is primarily dictated by water and nutrient fluxes in the soil, provided temperature and solar radiation are not limiting. Nutrient limitation has often been corrected through adequate nutritional management, thus being of secondary importance for most commercial Eucalypt plantations. Water has otherwise been considered as the most limiting resource to eucalypt productivity in the tropics. The evaluation and the comprehension of how water and nutrients regulate forestry productivity are key to predict the productive potential of the forest stand and to subsidize the utilization of management practices more adequately to forestry growth. Being said this, the main objectives of the present work were to evaluated the forest growth, the biomass and nutrient partitioning, the intensive properties of leaves and fine roots and the use efficiency of water and nutrients as a function of irrigation (water) and fertirrigation (water + nutrients) treatments. The experiment was set in October 2001 in the Rio Doce River Valley, Central-Western region of Minas Gerais State, Brazil. The experiment was compounded by four clonal genetic material of eucalypt: 57 and 2719 - Rio Claro and Eucalyptus grandis hybrids; 129 - Eucalyptus grandis hybrids and 1215 - Eucalyptus urophylla x Eucalyptus grandis, "Urograndis", and three different treatments of water and nutrients (irrigation, fertirrigation and control). All trees in the experimental plot had their diameter at breast height (dbh) and total height (Ht) monitored by forest inventory, which were made every three months starting when the trees were 13 months old. With this data it was possible to fit regression equations for each eucalypt genetic material describing the behavior of dbh, Ht, basal area (B) and trunk volume (Vt) as a function of the stand age. Five trees per experimental plot representing the range in tree sizes were felled at ground level and separated into foliage, branches, stemwood and bark components. Total fresh weights were determined in the field and all tissues were subsampled for moisture, nutrient contents and dry weight determination. All trunks had their volume determined by rigorous scaling. Additional subsamples of fresh foliage were collected from each sampled tree and specific leaf area (SLA) was determined. Leaf area index (LAI) was determined using the data from SLA and total foliage biomass of each sampled tree. Fine roots (< 2 mm) were collected from each sampled tree, then, washed, scanned and dried until constant weight being achieved. Additionally, root specific area and root area index were also obtained from the plant material. The fertirrigation had positive effects on trunk growth, volume and biomass. Conversely, irrigation had no affect on stand growth. Fertirrigation also increased the nutrients content in the above ground biomass with different magnitude with regards to the genetic material besides providing a greater leaf area index, root specific area and root area index, but it had little influence on leaf specific area, which was more influenced by the productive class where it had its value reduced when the degree of dominance of the tree went up. On average, fertirrigation increased the nutrients use efficiency for production of total above ground biomass, trunk biomass, foliage biomass and fine roots biomass, but it decreased water use efficiency for production of trunk biomass. Thus, it is concluded that water and nutrient availability change the behavior of the stand growth, nutrient and biomass partitioning as well as the studied resources use efficiency and intensive properties of the resource acquisition (leaves and fine roots), with different magnitude according with the genetic material.
Palavras-chave: Eucalipto
Irrigação
Fertirrigação
Eficiência de uso
Eucalypt
Irrigation
Fertirrigation
Use efficiency
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA::CIENCIA DO SOLO
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Fertilidade do solo e nutrição de plantas; Gênese, Morfologia e Classificação, Mineralogia, Química,
Programa: Mestrado em Solos e Nutrição de Plantas
Citação: LOURENÇO, Helton Maycon. Growth and nutrient and water use efficiency by Eucalypt trees under fertirrigation. 2009. 157 f. Dissertação (Mestrado em Fertilidade do solo e nutrição de plantas; Gênese, Morfologia e Classificação, Mineralogia, Química,) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2009.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/5424
Data do documento: 17-Fev-2009
Aparece nas coleções:Solos e Nutrição de Plantas

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf2,67 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.