Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/634
Tipo: Tese
Título: Qualidade do ar, conforto térmico e desempenho de frango de corte em dois sistemas de aquecimento e de ventilação
Título(s) alternativo(s): Air quality, thermal comfort and broiler performance in two heating systems and of ventilation
Autor(es): Santos, Pedro Antonio dos
Primeiro Orientador: Baêta, Fernando da Costa
Primeiro coorientador: Tinôco, Ilda de Fátima Ferreira
Segundo coorientador: Cecon, Paulo Roberto
Primeiro avaliador: Albino, Luiz Fernando Teixeira
Segundo avaliador: Silva, Jadir Nogueira da
Terceiro avaliador: Yanagi Junior, Tadayuki
Abstract: Dada a importância que a produção de frangos de corte ocupa no cenário mundial, temas como qualidade de vida, bem-estar animal e mudanças climáticas passaram a ser incorporados ao negócio avícola como condições imperativas à manutenção da atividade. Dessa forma, esta pesquisa teve como objetivo avaliar a criação de frangos de corte em duas fases, a inicial sob dois sistemas de aquecimento e a de crescimento sob dois sistemas de ventilação, ambas tendo como base o conforto térmico, a qualidade do ar, o desempenho das aves e a umidade da cama aviária. Na fase inicial, acrescentaram-se também o efeito de cortinas e o consumo de combustível. Para tanto, foram realizados dois experimentos no período de 15 de agosto a 12 de setembro de 2005, utilizando-se quatro galpões similares de um mesmo núcleo, destinados à criação comercial de frangos de corte e situados na área experimental da Empresa Nogueira Rivelli Alimentos, localizada na região de Barbacena, Minas Gerais. No experimento 1, fase inicial da criação, utilizaram-se aves com idades entre 7 e 17 dias, alojadas em dois galpões equipados com fornalhas de aquecimento indireto do ar, uma tendo como combustível o gás liquefeito de petróleo e a outra, a lenha. Em cada um dos sistemas, foram alojadas 8.800 aves da marca COBB, constituídas por machos e fêmeas e recebendo o mesmo manejo. No experimento 2, fase de crescimento, utilizaram-se aves com idade entre 18 e 35 dias, alojadas em quatro galpões, dois equipados com o sistema de ventilação em modo túnel e dois com sistema lateral, cada um dos sistemas alojando 17.500 aves, da marca COOBB, na densidade de 18 aves.m-2, sendo metade machos e metade fêmeas. Em ambos os experimentos, os ambientes térmicos foram caracterizados por valores de temperatura do ar (Ta), umidade relativa (UR), índice de temperatura de globo negro e umidade (ITGU) e carga térmica radiante (CTR); a qualidade do ar no ambiente dos galpões foi caracterizada pelas concentrações dos gases amônia (NH3), dióxido de carbono (CO2) e monóxido de carbono (CO); e o desempenho das aves foi avaliado pelo consumo de ração (CR), peso vivo (PV), conversão alimentar (CA), taxa de mortalidade (TM) e índice de eficiência produtiva (IEP), sendo avaliado também, em ambos os experimentos, a cama aviária pelo seu teor de umidade. No experimento 1 também foi avaliado o efeito das cortinas sobre o sistema de aquecimento com base na temperatura do ar ambiente, bem como foram comparados os custos dos combustíveis utilizados nos dois sistemas de aquecimento. Considerando os valores decrescentes de ITGU de 78 a 70, na fase inicial, como principal indicador de conforto térmico, o sistema de aquecimento à lenha proporcionou melhor ambiente quando comparado com o sistema de aquecimento a gás; as três cortinas utilizadas nos dois galpões equipados com os sistemas de aquecimento a gás e a lenha, respectivamente, não foram suficientes para minimizar as trocas térmicas com o ambiente externo e, portanto, assegurar as temperaturas desejáveis de conforto para as aves, entre 31 e 26 ºC. Na fase de crescimento, com Ta entre 15 ºC e 26 ºC e ITGU entre 69 e 77, os dois sistemas de ventilação, o de modo túnel e o de ventilação lateral, foram eficientes para manter as aves em condições de conforto no interior dos galpões. Em relação à qualidade do ar e considerando como limites as concentrações de 20 ppm de NH3, 3.000 de CO2 e 10 de CO para aves e 20, 3.900 e 39 ppm para humanos, respectivamente, as concentrações mensuradas no interior dos galpões nas fases inicial e de crescimento das aves foram inferiores àquelas considerados de risco à saúde das aves e trabalhadores, à exceção do CO detectado no período noturno, no galpão equipado com o sistema de aquecimento à lenha, que ultrapassou o limite recomendado para aves. Os valores observados de umidade da cama nos galpões, tanto na fase inicial quanto na de crescimento das aves, não indicaram efeitos negativos tanto dos dois sistemas de aquecimentos quanto dos dois sistemas de ventilação, considerando-se como ideal a umidade entre 20% e 35%. Comparando os custos entre os materiais combustíveis, observou-se que o galpão equipado com a fornalha à lenha indicou uma economia da ordem de 34% em relação ao galpão equipado com a fornalha a gás. Quanto ao desempenho produtivo, notou-se que na fase inicial as aves alojadas no galpão equipado com o sistema de aquecimento à lenha apresentaram ganho de peso 0,95% maior e conversão alimentar 0,61% menor, portanto melhores valores do que o das aves alojadas no galpão equipado com o sistema de aquecimento a gás; e na fase de crescimento, comparando os galpões equipados com o sistema de ventilação em modo túnel e lateral, as aves alojadas nos galpões com o sistema lateral apresentaram melhores desempenhos, com ganho de peso de 4,3% maior, conversão alimentar 1,55% menor e índice de eficiência produtiva de 5,4% maior.
Given the importance of broiler production in the world scenario, issues like life quality, animal welfare and climatic changes have been incorporated into the poultry business as imperative conditions for its maintenance. Thus this work aimed to evaluate broiler production in two phases: the initial phase, under two heating systems and the growth phase under two ventilation systems, both phases based on thermal comfort, air quality, broiler performance and aviary bed humidity, with the initial phase also including curtain effect and fuel consumption. Two experiments were carried out from August 15 to September 12, 2005, using four similar sheds from the same nucleus used for commercial broiler production and located at the experimental area of the enterprise Nogueira Rivelli Alimentos in Barbacena- Minas Gerais. In the experiment 1, at the initial phase, 7 and 17 days old broilers were kept in two sheds equipped with indirect air heating furnaces, one using liquefied petrol gas and the other using firewood. In each system, 8.800 COBB line broilers were maintained with half being males and half females and receiving the same handling. In the experiment 2, at the growth phase, 18 and 35 days old broilers were kept in four sheds, two equipped with a tunnel ventilation system and two with a lateral ventilation system, each keeping 17.500 COOBB line broilers in the density of 18 broilers .m-2, half males and half females. The thermal environments in both experiments were characterized by air temperature (aT), relative humidity, black globe temperature and moisture index (BGTMI) and radiant thermal load values; air quality in the shed environments was characterized by concentrations of ammonia gas (NH3), carbon dioxide (CO2) and carbon monoxide (CO); broiler performance was evaluated by feed consumption, live weight, feed conversion, mortality rate and productive efficiency. In both experiments, aviary bed was evaluated based on the humidity content in it, curtain effect in both heating system was based on ambient air temperature and heating system cost based on fuel consumption. Considering the BGTMI decreasing values at the initial phase, from 78 to 70, as major thermal comfort indicator, the firewood heating system provided better thermal environment, when compared with the heating system using gas. The three curtains used in the two sheds equipped with the heating systems gas and firewood, respectively, weren't enough to minimize the thermal changes with the external environment and, therefore, assure the comfort desirable temperatures for the broilers, between 31 and 26 ºC. At the growth phase, with aT between 15 ºC and 26 ºC and BGTMI between 67 and 77, both ventilation systems, tunnel and lateral, showed to be efficient in keeping the broilers under comfort conditions. Regarding air quality, taking as limits the concentrations 20 ppm NH3, 3.000 ppm CO2 and 10 ppm CO for broilers and 20; 3.900 and 39 ppm for humans, respectively, the concentrations measured inside the sheds in the initial phase and of broilers growth, were inferior to those considered of risk to the broilers and workers health, except CO detected in the nocturnal period, in the shed equipped with the heating system to the firewood, that overtook the limit recommended for broilers. The values observed of bed humidity in the sheds, in both, initial phase end broilers growth phase, didn't indicate negative several effects in the two heating and ventilation systems, considering the ideal humidity between 20% and 35%. Comparing the costs between combustible materials, it was observed that the shed equipped with the firewood furnace indicated savings of 34% regarding the shed equipped with the gas furnace. According the productive performance it was observed that in the initial phase, the broilers lodged in the shed equipped with the heating system using the firewood furnace had a weight gain of 0,95% and alimentary conversion decrease of 0,61%, therefore, better values than the broilers lodged in the shed equipped with the gas heating system; and, in the growth phase, comparing the sheds equipped with the tunnel and lateral ventilation system, the broilers lodged in the sheds with the lateral system, had better performances than the broilers in the sheds with tunnel ventilation system, with weight gain of 4,3%, alimentary conversion decrease of 1,55% end index productive efficiency of 5,4% larger.
Palavras-chave: Bem-estar animal
Aquecimento
Qualidade do ar
Ambiente térmico
Ventilação
Fornalhas
Animal welfare
Heating
Air quality
Thermal comfort
Ventilation
Furnace
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::ENGENHARIA AGRICOLA::CONSTRUCOES RURAIS E AMBIENCIA
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Construções rurais e ambiência; Energia na agricultura; Mecanização agrícola; Processamento de produ
Programa: Doutorado em Engenharia Agrícola
Citação: SANTOS, Pedro Antonio dos. Air quality, thermal comfort and broiler performance in two heating systems and of ventilation. 2008. 107 f. Tese (Doutorado em Construções rurais e ambiência; Energia na agricultura; Mecanização agrícola; Processamento de produ) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2008.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/634
Data do documento: 13-Jun-2008
Aparece nas coleções:Engenharia Agrícola

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf848,49 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.