Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/6739
Tipo: Dissertação
Título: Mycobacterium avium ssp. paratuberculosis (MAP): Identificação água e fatores de risco para a presença em amostras de biópsias intestinais
Mycobaciterium avium ssp. paratuberculosis (MAP): Identification in water and risk factors to its presence in bowel biospies
Autor(es): Braga, Isis de Freitas Espeschit
Abstract: Mycobacterium avium ssp. paratuberculosis (MAP) é o agente etiológico da doença de Johne ou paratuberculose, enterite granulomatosa crônica caracterizada por diarreia persistente e perda de peso progressiva que acomete ruminantes. Pode também ser isolado a partir de amostras intestinais de pacientes humanos, com doenças intestinais, principalmente portadores da doença de Crohn. Essa é uma doença de etiologia desconhecida, que se caracteriza por inflamação crônica, focal, assimétrica transmural e ocasionalmente granuloma- tosa, que pode acometer qualquer segmento do tubo digestivo. O isolamento de MAP e as semelhanças entre os processos clínicos e histopatológicos da paratuberculose e da doença de Crohn são algumas das razões pelas quais se investiga o potencial zoonótico da bactéria. As principais vias de eliminação do agente são através do leite e das fezes que contaminam os pastos e, direta ou indiretamente os cursos d’agua podendo dessa forma infectar humanos pela ingestão de água contendo o micro-organismo viável. MAP é uma bactéria resistente e responsável por grandes prejuízos econômicos e produtivos, sendo demonstrada sua sobrevivência no ambiente por longos períodos, além da resistência a pasteurização e à agentes de desinfecção aplicados ao tratamento da água para consumo humano. Diante disso, o estudo teve como objetivos: - identificar fatores de risco envolvidos com a presença de MAP em amostras de intestino humano, através da aplicação de questionário, em conjunto com da- dos prévios sobre a presença da bactéria em amostras de biópsias intestinais de pacientes portadores de Doença de Crohn, retocolite ulcerativa e portadores de doenças intestinais não inflamatórias, -verificar a presença do agente na água para consumo humano e animal através de PCR convencional e do cultivo microbiológico de amostras coletados em 10 propriedades de caprinocultura leiteira da Zona da Mata Mineira e realizar uma revisão bibliográfica dos estudos sobre a paratuberculose na América Latina. Quanto às amostras de água, MAP foi identificado viável em quatro (40%) das amostras de consumo animal, e identificado por PCR em três (30%) das de consumo humano além de uma quinta amostra de consumo animal (10%). Esse resultado demonstra o papel da água como reservatório do agente, mantendo o ciclo de infecção ativo e servindo de amostra confiável para o diagnóstico da presença do agente no rebanho já que, aparentemente não está condicionada a eliminação intermitente, como ocorre com as fezes desses animais. Nesse estudo também puderam ser identificados fatores de risco para a ocorrência do agente na água e em biópsias intestinais humanas, como o consumo de leite e derivados informais, assim como histórico familiar de agravos intestinais. Na América Latina MAP foi pesquisado em 10 países e identificado em nove, infectando, bovinos, caprinos e animais silvestres. Os resultados desse estudo contribuem para a identificação de fatores de risco envolvidos na transmissão de MAP para humanos, permitindo a sugestão de medidas que previnam ou reduzam a exposição ao agente. Esses fatores de risco identificados também demonstram a importância do leite na veiculação do agente por leite e produtos lácteos, com destaque para aqueles que não passaram pela pasteurização. Além disso, os estudos sobre água auxiliaram a elucidação do papel da ingestão da água na transmissão do agente, que não é pesquisado na rotina de tratamento, indicando exposição ao agente para humanos pode ser dar através do consumo de água contaminada por fezes de animais com paratuberculose. Esse estudo foi o primeiro sobre o agente na água no Brasil, e um dos poucos no mundo.
Mycobacterium avium ssp. paratuberculosis (MAP) is the etiologic agent of Johne's disease or paratuberculosis, a chronic granulomatous enteritis characterized by persistent diarrhea and progressive weight loss that may affects ruminants. MAP is also be isolated from intestinal samples from human patients with intestinal diseases, particularly Crohn's disease patients. This is a disease of unknown etiology that is characterized by chronic inflammation, focal, transmural asymmetric and occasionally granulomatous lesions, which can affect any segment of the digestive tract. The isolation of MAP and the similarities between the clinical and pathologic processes of paratuberculosis and Crohn's disease are some of the reasons for investigating the zoonotic potential of bacteria. The main agent’s disposal routes are through feces and milk that contaminate pastures and directly or indirectly the watercourses and can thus infect humans by drinking water containing viable microorganism. MAP is a resistant bacteria and responsible for significant economic and productive loss, and demonstrated its survival in the environment for long periods, in addition to the resistance to pasteurization and disinfection agents applied to water treatment for human consumption. Thus, the study aimed to: - identify risk factors involved with the presence of MAP in human gut samples, through the questionnaire, together with previous data on the presence of bacteria in samples of intestinal biopsies of patients Crohn's disease, ulcerative colitis and patients with non- inflammatory intestinal diseases, -check the agent's presence in the water for human and animal consumption by conventional PCR and microbiological culture samples collected in 10 properties of dairy goat of the Zona da Mata Mineira and,- conduct a literature review of the studies on paratuberculosis in Latin America. As for the water samples, MAP was identified feasible in four (40%) of the samples of animal feed, and identified by PCR in three (30%) of human consumption as well as a fifth sample of animal consumption (10%). This result demonstrates the role of water as an agent of the reservoir, keeping the active infection cycle and serving as a reliable sample for the diagnosis of the agent's presence in the herd since apparently is not subject to intermittent shedding, as with the feces of these animals. In this study could also be identified risk factors for the occurrence of the agent in in human intestinal biopsies, as the consumption of unpasteurized milk and informal derivatives as well as family history of bowel diseases. In Latin America MAP was investigated in 10 countries and identified in nine, infecting, cattle, goats and wild animals. The results of this study contribute to the identification of risk factors involved in the MAP transmission to humans, allowing the suggestion of measures to prevent or reduce exposure. These identified risk factors also demonstrate the importance of milk in placement agent for milk and milk products, especially those who have not gone through the pasteurization. Furthermore, studies on water helped to elucidate the role of water ingestion in the transmission of the agent, which is not searched in routine treatment, indicating exposure to the agent for humans can occur through the consumption of water contaminated by faeces of animals carrying paratuberculosis. This study was the first about the agent in water in Brazil, and one of the few in the world.
Palavras-chave: Ruminantes - Doenças
Paratuberculose
Mycobacterium avium
Paratuberculosis
Crohn, Doença de
Água - Contaminação
Intestino - Doenças
CNPq: Medicina Veterinária Preventiva
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Citação: BRAGA, Isis de Freitas Espeschit. Mycobacterium avium ssp. paratuberculosis (MAP): Identificação água e fatores de risco para a presença em amostras de biópsias intestinais. 2015. 123f. Dissertação (Mestrado em Medicina Veterinária) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2015.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.locus.ufv.br/handle/123456789/6739
Data do documento: 20-Fev-2015
Aparece nas coleções:Medicina Veterinária

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdftexto completo1,38 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.