Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/6867
Tipo: Dissertação
Título: Tomaticultura, agrotóxicos e riscos entre agricultores familiares
Tomato production, pesticides and risks of family farmers
Autor(es): Ridolfi, Anastácia Rocha Campos
Abstract: O trabalho aqui apresentado se caracteriza como um estudo de caso realizado em um município localizado na Zona da Mata Leste de Minas Gerais. A escolha pelo município se deu pelo fato do mesmo possuir a maior expressividade na produção e venda do tomate de mesa dessa região. Outro fator relevante é o fato de grande parte dessa produção ser realizada por agricultores familiares, na condição de meeiros, parceiros ou como proprietários de lavouras. Além disso, um dos desafios apontados pelos sistemas públicos de saúde e extensão rural do município e região é a elevada utilização de agrotóxicos, principalmente na cultura do tomate de mesa. Dessa forma, a pesquisa teve como objetivo analisar os riscos da utilização de agrotóxicos por agricultores familiares em lavouras de tomate de mesa no município, com vistas em sistematizar informações e subsídios para ações educativas dos serviços públicos de extensão rural do município e região. A hipótese de trabalho gerada foi que os agricultores familiares produtores de tomate possuíam certo conhecimento a cerca dos riscos a que estariam expostos com a intensiva utilização de agrotóxicos, porém, os mesmos teriam essa produção como principal fonte de renda, apesar dos riscos socioambientais. Para realização da pesquisa a primeira etapa consistiu em uma revisão bibliográfica e documental sobre o tema e em um segundo momento, a pesquisa ficou centrada no levantamento de campo das questões que envolvem o uso dos agrotóxicos na tomaticultura, junto a agricultores familiares do município. O levantamento de campo confirmou a situação de utilização intensiva e indiscriminada de agrotóxicos no município com destaque para a cultura do tomate de mesa. Esse contexto tem inclusive implicações em nível local e regional. Com relação à percepção dos riscos e perigos associados ao uso de agrotóxicos, os agricultores entrevistados confirmaram a hipótese inicial, uma vez que apresentaram em seus depoimentos, percepções de risco e perigo associados ao uso destas substâncias, porém sem uma clara percepção dos malefícios à saúde humana.
The work presented here is characterized as a case study in a municipality located in the Zona da Mata eastern Minas Gerais. The choice by the city studied was made because it is the greatest expression of the production and sale of fresh market tomatoes that region. Another element that justifies the choice is the fact that much of the tomato production is carried out by farmers, sharecroppers, partners or owners. Also, one of the main challenges identified by public health systems and extension of the city and the region is the heavy use of pesticides, especially in the tomato crop. Thinking in this context, it was necessary to understand the issues related to the use of pesticides in tomato crops by these actors. Thus, the research aimed to analyze the risks of pesticide use by farmers in tomato crops in the municipality, in order to systematize information and subsidies for educational outreach of public services in the municipality and the region. The working hypothesis generated was that tomato growers family had some knowledge about the risks they are exposed to intensive use of pesticides, bhowever, should this production as the main source of income, despite the environmental risks that the current model of production that brings culture. To conduct the research, the first step was a literature and document review on the subject and in a second stage, the research focused on the field study of the issues related to the use of pesticides in the production of tomato with family the farmers. The field study confirmed the situation of intensive and indiscriminate use of pesticides in the city studied, with emphasis on the cultivation of tomato. This context has implications including at local and regional level, as tomato production in the region is expanding and with it the associated pesticide use is also increasing. As for the perception of the risks and dangers associated with pesticide use, farmers interviewed confirmed the initial hypothesis, as presented in their statements, the perception of risk and danger associated with the use of these substances, but a clear perception of harm to human health.
Palavras-chave: Tomate - Cultivo - Análise
Agricultura familiar
Produtos químicos agrícola - Avaliação de riscos
CNPq: Extensão Rural
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Citação: RIDOLFI, Anastácia Rocha Campos. Tomaticultura, agrotóxicos e riscos entre agricultores familiares. 2015. 98 f. Dissertação (Mestrado em Extensão Rural) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2015.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.locus.ufv.br/handle/123456789/6867
Data do documento: 25-Jun-2015
Aparece nas coleções:Extensão Rural

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdftexto completo2,03 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.