Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/704
Tipo: Tese
Título: Determinação das faixas de conforto térmico para frangos de corte de diferentes idades criados no Brasil
Título(s) alternativo(s): The thermal comfort bands determination in poultry in different ages created in Brazil
Autor(es): Cassuce, Déborah Cunha
Primeiro Orientador: Tinôco, Ilda de Fátima Ferreira
Primeiro coorientador: Baêta, Fernando da Costa
Segundo coorientador: Zolnier, Sérgio
Primeiro avaliador: Barreto, Sérgio Luiz de Toledo
Segundo avaliador: Souza, Cecília de Fátima
Terceiro avaliador: Baião, Nelson Carneiro
Abstract: O nível de conforto térmico no interior de instalações avícolas é fator altamente importante na determinação do sucesso da atividade de produção de frangos de corte. O excesso de frio e/ou de calor, revertem em menor produtividade das aves, afetando sua performance geral e saúde, podendo ocorrer situações extremas, como o acréscimo da mortalidade dos lotes. Por esta razão, torna-se muito relevante que se conheça os níveis térmicos considerados confortáveis e adequados ao máximo desempenho produtivo das aves de corte em suas diferentes fases de desenvolvimento. Entretanto, acredita-se que as faixas de temperaturas atualmente estabelecidas como ótimas pelo padrão das linhagens das aves podem estar defasadas devido à mudança na genética e nutrição, bem como a aclimatização das mesmas ao clima do Brasil. Tendo em vista o exposto, realizou-se esta pesquisa, com o objetivo de avaliar e estabelecer a faixa realmente representativa de conforto térmico para as diferentes idades de frangos de corte aclimatizados nas condições brasileiras, bem como a influencia de diferentes temperaturas de estresse por frio e por calor na fase inicial de criação (período de aquecimento de aviários) sobre o desempenho final de aves submetidas a conforto ou diferentes condições de estresse calórico (situação que ocorre quase que invariavelmente nas condições naturais do Brasil). Para isto, o trabalho de campo foi realizado em cinco câmaras climáticas situadas no AMBIAGRO DEA/UFV, com frangos machos da linhagem COBB, tendo sido conduzido em duas fases: primeira fase com 600 aves de 1 a 21 dias de idade e segunda fase com 240 aves de 21 a 42 dias de idade. Na primeira fase identificou-se a influência de cinco diferentes condições térmicas ambientais, sobre o desempenho, fisiologia e comportamento das aves na idade de 1 a 21 dias, constituindo-se assim cinco tratamentos: conforto térmico até então preconizado pela literatura para as três primeiras semanas de vida das aves, (33, 30, 27°C, respectivamente), dois níveis de estresse por calor, (36, 33 30°C e 39, 36, 33 °C, respectivamente), dois níveis de estresse por frio (30, 27, 24°C e 27, 24, 21°C), assim como a influencia destes diferentes tratamentos da primeira fase sobre seu comportamento geral ao final de seu período de criação. Na segunda fase experimental as aves foram redistribuídas de forma que aves de cada um dos cinco tratamentos da primeira fase fossem submetidas a uma situação de conforto térmico preconizado (23°C) e a dois níveis de estresse por calor (27 e 31°C) durante 12 horas do dia, constituindo assim, 15 novos tratamentos. Durante o período noturno todas as aves foram mantidas em ambiente de conforto térmico. Foram analisados parâmetros de desempenho animal (ganho de peso, consumo de ração e água, conversão alimentar, peso corporal e rendimento de carcaça), fisiológicos (temperatura retal e de superfície, concentrações de hormônios T3 e T4 no plasma sanguíneo e peso relativo de vísceras) e também aspectos comportamentais (tais como demonstração de estresse, distribuição espacial e presença em comedouros e bebedouros). De forma geral, as aves mantidas nas temperaturas de 30, 27 e 24°C, entendida por literatura como já causadora de estresse por frio, durante as três primeiras semanas de vida, respectivamente, apresentaram melhor desempenho que aquelas expostas as demais situações, indicando que esta seria a temperatura ambiental desejável ao ambiente de criação das aves na sua fase inicial. Da mesma forma, quando submetidas a conforto térmico preconizado durante a segunda fase de vida, estas aves mantiveram melhor desempenho que aquelas originarias dos demais tratamentos, incluindo as que permaneceram em temperatura preconizada como sendo de conforto térmico por todo o período experimental. Com base na análise de regressão dos resultados de desempenho, ITGU, comportamentais e fisiológicos, concluiu-se que a temperatura de conforto para frangos de corte nas três primeiras semanas de vida são 31,3ºC na primeira semana, entre 26,3 e 27,1ºC segunda semana e entre 22,5 e 23,2 ºC na terceira semana, e que a temperatura a que a ave é exposta na primeira fase de vida repercute no desempenho final do lote.
The comfort thermal levels inside the poultry installations is a very important factor to determinate the activity success in poult meat production. The excess in cold or warmth temperature is reverted in low productivity in poultry, affecting their general performance and their health, could occurring extremes situations, as the allotments increase mortality. Therefore, become much relevant to know the thermal level considered comfortable and adequate to the high poult meat production performance in different stages. However, it‟s believe that the temperatures range currently establish as great by the poultry lineage standard could be lagged because the nutrition and genetic changed, as the birds acclimatization in Brazil‟s weather. In view of the exposed, was realized this research, with the aim in evaluate and establish the rang really representative of the thermal comfort to different ages in poultry acclimated in Brazilian conditions, as the different temperatures influence in cold or warmth stress in creation initial stage (poult heat period) on the final performance in birds submitted to the comfort or different conditions in caloric stress situation that happens almost invariably in natural conditions in Brazil). To this, the field work was realized in five chamber climate situated in AMBIAGRO - DEA/UFV, with male poult of COBB linage, being conducted in two stages: first stage with 600 birds in 1 to 21 days and second stage with 240 birds in 21 to 42 days. In the first stage was identify the influence in five different ambient thermal conditions, on performance, physiology and birds behavior in 1 to 21 days, constituted as five treatments: thermal comfort recommended by literature to the three firsts weeks in the birds life (33, 30, 27°C, respectively), two level in cold stress (30, 27, 24°C e 27, 24, 21°C), as the influence in this different treatments in the first stage on the general behavior to the final in the creation period. In the second stage experimental, the birds redistributed in the way that poult in each one of the five treatments of first stage were submitted to a situation in thermal comfort recommended (23°C) and in two heat stress level (27 e 31°C) during 12 hours per day, constituted, in this way, 15 new treatments. During the night period, all birds were kept in comfort thermal ambient. Were analyzed parameters in the animal performance (weight gain, ration and water consume, food conversion, corporal weight and carcass income), physiologic (rectal and surface temperature, T3 and T4 hormone concentrations in blood plasma and the viscera relative weight) and behavior aspects too (as the stress demonstrations, space distribution and feeder and drinker presence). In general, the birds kept in 30, 27 and 24°C temperature, known by literature as caused stress by cold, during three first weeks in their lives, respectively, presented better performance that one expose to the most situations, indicating that these would be the ambient temperature desirable to the poultry creation in initial stage. In the same way, when submitted to the thermal comfort recommended during the second stage of life, these birds maintained better performance that those original from the others treatments, including those that kept in recommended as being thermal comfort in all experimental period. As base the regression analyze of the performance result, ITGU, behavior and physiologic, concluded that the comfort temperature to poult in the first three weeks in their lives were 31,3ºC in the first week, between 26,3 and 27,1ºC in the second week and between 22,5 and 23,2 ºC in the third week, and the temperature that the bird is expose in the first stage in life echoes in the allotment final performance.
Palavras-chave: Avicultura
Ambiência
Aviculture
ambience
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::ENGENHARIA AGRICOLA
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Construções rurais e ambiência; Energia na agricultura; Mecanização agrícola; Processamento de produ
Programa: Doutorado em Engenharia Agrícola
Citação: CASSUCE, Déborah Cunha. The thermal comfort bands determination in poultry in different ages created in Brazil. 2011. 103 f. Tese (Doutorado em Construções rurais e ambiência; Energia na agricultura; Mecanização agrícola; Processamento de produ) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2011.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/704
Data do documento: 15-Abr-2011
Aparece nas coleções:Engenharia Agrícola

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf1,83 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.