Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/7707
Tipo: Dissertação
Título: Envelhecimento e organização do trabalho: a percepção dos servidores técnicos administrativos idosos da Universidade Federal de Viçosa
Aging and work organization: the perception of elderly administrative technicians at Federal University of Viçosa
Autor(es): Fialho, Adriana Aparecida Bhering
Abstract: O envelhecimento populacional tem se colocado como experiência vivenciada mundialmente nas últimas décadas. E, uma das implicações deste processo tem sido a maior atuação dos idosos na População Economicamente Ativa (PEA). Neste sentido, pensou-se na importância de refletir sobre os seguintes questionamentos: os trabalhadores idosos estão apresentando mudanças comportamentais e sociais no ambiente organizacional devido ao processo de envelhecimento? Tais mudanças podem estar interferindo na qualidade de vida no trabalho (QVT) dos servidores idosos? O relacionamento intergeracional está interferindo na organização do trabalho? Portanto, este estudo teve como objetivo geral apreender, na percepção do servidor técnico-administrativo idoso, a relação processo de envelhecimento e mudanças comportamentais e sociais no ambiente organizacional Universidade Federal de Viçosa (UFV). A amostra constituiu-se de 122 servidores técnico-administrativos idosos lotados nos cargos de nível intermediário e 27 do nível superior. A pesquisa teve caráter descritivo-exploratório, sendo o método utilizado o estudo de caso e os instrumentos de coleta de dados, entrevista semiestruturada e questionários. A entrevista foi analisada através da análise de conteúdo e os dados dos questionários foram analisados com auxílio do SPSS, por meio de média e frequência. Verificou-se que, uma pequena parcela dos servidores perceberam mudanças, sendo estas: melhor tratamento pela chefia devido à experiência e confiança adquiridas, melhor relacionamento, maior segurança para realizar suas funções, mudanças nos interesses do grupo de trabalho. Contudo, tais mudanças, para a maioria não afetaram a QVT, sendo acolhidas positivamente, e, de modo geral, apresentaram-se satisfeitos ou bastante satisfeitos com a qualidade de vida global na organização de trabalho UFV. A experiência adquirida ao longo da vida e da rotina profissional foi um fator que afetou a melhoria da QVT dos entrevistados dos dois grupos, trazendo, neste sentido, vários benefícios à vida laboral dos mesmos. Assim, é importante ressaltar que, tendo a maioria dos entrevistados apresentado uma percepção positiva em relação às mudanças ocorridas, estas são de grande relevância nos estudos sobre envelhecimento e trabalho, considerando-se que, as mudanças positivas podem referendar o incentivo pela continuidade desta mão de obra no mercado de trabalho, e, por outro lado, as mudanças negativas podem ser foco para estudos que vislumbram a melhoria da QVT dos servidores em estágio de envelhecimento, não só de organizações públicas, mas das organizações como um todo. Quanto ao relacionamento intergeracional, os servidores consideraram este como sendo bom e, quase metade deles, relataram existir troca de aprendizado. No entanto, a influência deste relacionamento na organização do trabalho na UFV, foi percebida positivamente pela maioria dos servidores do nível intermediário, enquanto que, os servidores do nível superior o perceberam negativamente. Constatou-se também que existe a presença de conflitos. Contudo, acredita-se na necessidade da UFV atentar para os resultados encontrados nesta pesquisa, na perspectiva de melhor se preparar tanto para o envelhecimento de seus servidores, no sentido de melhor aproveitar essa mão de obra, quanto para melhor capacitar e receber os jovens que estão sendo admitidos, evitando assim o conflito de gerações. Assim, permitirá também que o prolongamento da vida laboral seja vivenciado com mais qualidade de vida no trabalho.
The populational aging has been putting themselves as a lived experience worldwide in the last decades. One of the implications of this process has been the higher acting of the elderly in the Economically Active Population (EAP). In this way, the importance of thinking about the following questions is highlighted: Have the elderly workers been presenting behavioural and social changes in the organizational environment due to the aging process? Can these changes influence in the work quality of life (WQL) of the elderly workers? Is the intergenerational relationship interferring in the work organization? Therefore, this study had a general goal to understand, based on the perception of the elderly administrative worker, the relation between elderly process and social and behaviourial changes in the organizational environment of UFV. The sample was composed by 122 elderly techicinan administrative in intermediate positions and 27 in superior level. The research is categorized as descriptive- exploratory, the method used was case study and the instruments for data collecting were semi-structured interview and questionnaire. The interview was carried on throught content analysis and the questionnaire data were analyzed by SPSS, as media frequence. It was verified that a small portion of these workers realized some change, such as: better treatment by their bosses due to their acquired experience and trust, better relationship, better safety to conduct their functions, changes in the work group interest. However, these changes, to the most of them did not affect the WQL, were understood positively and, in general, they showed satisfaction with the global life quality in the work organization at UFV. The experience acquired during their lives was a factor that affected the improvement of the interviewed WQL in both groups bringing, in this way, many benefits to their working lives. So, it is important to highlight that as most of the interviewed workers showed a postive perception of the changes, these changes are relevant to the studies about aging and work, considering that the positive changes can justify the continuity of this working force in the labor Market, and on the other hand, the negative changes can be the focus to studies that intend the improvement of WQL in aging period, not only in public organizations but in all organizations. The intergenerational relationship is considered by the workers as something good, almost half of them, related to have some learning change. However, the influence of this relationship in the work organization at UFV was realized positively by most of the workers in intermediate level, as the superior level workers realized it negatively. It was stated also that there is a presence of conflicts. Although, it is believed that UFV needs to pay attention to the results found in the present research aiming a better preparation, as in the aging of the workers, trying to take advantage of work force, as in order to better prepare the young workers that have been hired avoiding generational conflicts. Thus, it will make possible a more qualified longer working life.
Palavras-chave: Idosos - Emprego
Universidade Federal de Viçosa (MG) - Servidores públicos
Qualidade de vida no trabalho
Relações humanas no trabalho
CNPq: Economia Doméstica
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Citação: FIALHO, Adriana Aparecida Bhering. Envelhecimento e organização do trabalho: a percepção dos servidores técnicos administrativos idosos da Universidade Federal de Viçosa. 2016. 100f. Dissertação (Mestrado em Economia Doméstica) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2016.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.locus.ufv.br/handle/123456789/7707
Data do documento: 1-Mar-2016
Aparece nas coleções:Economia Doméstica

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdftexto completo847,39 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.