Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/9803
Tipo: Dissertação
Título: Enraizamento de miniestacas e ecofisiologia de mudas de Eucalyptus urophylla x Eucalyptus grandis submetidas a diferentes intensidade de radiação solar
Rooting minicuttings and eco-physiology of seedlings of Eucalyptus urophylla x Eucalyptus grandis under different intensity of solar radiation
Autor(es): Pedroso, Elias José
Abstract: No sistema de produção de mudas clonais de eucaliptos propagadas por miniestaquias, a etapa de enraizamento é uma das mais sensíveis e, por isso, com maior potencial de ganhos. O objetivo deste trabalho foi estudar o efeito de diferentes níveis de radiação solar na etapa de enraizamento pela correlação com aspectos ecofisiológicos de mudas de eucalipto durante todo o ciclo de produção de mudas, envolvendo as etapas iniciais enraizamento, sombreamento e durante a etapa de crescimento a céu aberto. O experimento foi realizado no viveiro de Pesquisa Florestal da Universidade Federal de Viçosa, Minas Gerais, Brasil. O período corresponde a estação de verão nos meses de janeiro a abril de 2016. O primeiro experimento avaliou cinco níveis de radiação solar dentro da casa de vegetação, proporcionado pelo uso de malhas redutoras tipo Aluminet® disponíveis no mercado com capacidade de atenuação de 35, 50, 65 e 80 % da radiação solar e foram testados dois clones comercias híbridos de Eucalyptus urophylla x Eucalyptus grandis, denominados de clone A e clone B. O Segundo experimento avaliou o efeito das mudas enraizadas em diferentes níveis de radiação solar, na etapa de crescimento, medindo algumas variáveis ecofisiológicas, como trocas gasosas (fotossíntese, transpiração e condutância), número de estômatos, medidas do teor de antocianina e pigmentos fotossíntéticos e biomassa seca. Os ganhos de enraizamento com maiores níveis de sombreamento são mantidos durante todo o ciclo de crescimento das mudas para os dois materiais genéticos estudados. A produção de antocianina durante a etapa de enraizamento foi maior em plantas enraizadas em condição de elevada irradiância solar. Isso indica que a síntese desse flavonoide é um mecanismo de proteção à fotoinibição utilizado pelos híbridos de Eucalyptus urophylla x Eucalyptus grandis, sendo isso mais evidente no clone B. Os dois materiais são anfiestomáticos, contudo, o clone B apresenta maior quantidade de estômatos na parte superior da folha que o clone A. Foram propostos modelos para a estimativa da atenuação da irradiância e da temperatura para as malhas Aluminet® comerciais.
In clonal seedling production system of eucalyptus propagated minicuttings, the rooting step is one of the most sensitive and therefore with greater earning potential. The objective of this work was to study the effect of different levels of solar radiation in the rooting stage by correlation with ecophysiological aspects of eucalyptus seedlings propagated by minicuttings throughout the seedling production cycle, involving the initial stages (rooting and shading) and during the growth. The experiment was conducted in the nursery of Forest Research of the Federal University of Viçosa, Minas Gerais, Brazil. The period is the summer season from January to April 2016. The first experiment evaluated five levels of solar radiation in the rooting house, provided by the use of meshes reducing aluminet® type available on the market with attenuation capacity 35, 50, 65, 80 % of solar radiation and were tested two commercial hybrid clones Eucalyptus urophylla x Eucalyptus grandis clones A and clones B denominated. The second experiment evaluated the performance of minicuttings rooted in different levels of solar radiation in the growth stage, measuring some ecophysiological variables such as gas exchange (photosynthesis, transpiration and conductance), number of stomata, anthocyanin content of the measures, content photosynthetic pigments and dry biomass. Rooting gains with larger shading levels are maintained throughout the growth cycle of plants for genetic materials. The anthocyanin production during the rooting phase was higher in plants rooted in more solar irradiance. The anthocyanin production during the rooting phase was higher in plants rooted in more solar irradiance. This indicates that the synthesis of this flavonoid is a photoinhibition protection mechanism used by the hybrid Eucalyptus urophylla x Eucalyptus grandis , this being more evident in clone B. The two materials are amphistomatic, however, the clone B has a higher number of stomata in the upper part of the sheet that clone A. been proposed models to estimate the attenuation of the radiation and temperature for commercial aluminet® meshes.
Palavras-chave: Eucalipto - Estacas - Enraizamento
Radiação solar
Ecofisiologia vegetal
Estufas de cultivo
CNPq: Agronomia
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Citação: PEDROSO, Elias Jose. Enraizamento de miniestacas e ecofisiologia de mudas de Eucalyptus urophylla x Eucalyptus grandis submetidas a diferentes intensidade de radiação solar. 2016. 49 f. Dissertação (Mestrado em Meteorologia Agrícola) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2016.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.locus.ufv.br/handle/123456789/9803
Data do documento: 25-Jul-2016
Aparece nas coleções:Meteorologia Agrícola

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdftexto completo795,87 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.