Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/9970
Tipo: Tese
Título: Efeito de Apis mellifera Linnaeus, 1758 (Hymenoptera, Apidae) sobre a utilização de fontes de pólen por Melipona quadrifasciata Lepeletier, 1836 (Hymenoptera, Apidae) na região de Viçosa, MG
Effect of Apis mellifera Linnaeus, 1758 (Hymenoptera, Apidae) on the utilization of pollen sources by Melipona quadrifasciata Lepeletier, 1836 (Hymenoptera, Apidae) in Viçosa region, MG
Autor(es): Melo, Mariana de Araújo
Abstract: O objetivo deste trabalho foi estudar os efeitos do aumento na abundância de Apis mellifera, espécie exótica, sobre a coleta de pólen por Melipona quadrifasciata, espécie nativa, em Viçosa, MG. Para isso, foi estudado o padrão diário de atividade de coleta de pólen por M. quadrifasciata em áreas de pastagem abandonada e em áreas de fragmentos de mata secundária, com a finalidade de testar a hipótese de que a abundância aumentada de A. mellifera causa alterações neste padrão. Também foram identificadas as espécies de plantas que são fontes de pólen para ambas as espécies nas mesmas áreas, a fim de testar a hipótese de que a abundância aumentada de A. mellifera causa alterações na quantidade e na qualidade do pólen coletado por M. quadrifasciata. A atividade de coleta de pólen por M. quadrifasciata se iniciava ainda durante o nascer do sol e se concentrava nas primeiras horas da manhã. Cerca de 69.40% de todas as cargas de pólen foram coletadas até as 10 horas da manhã. A abundância aumentada de A. mellifera não causou alterações sobre o padrão diário de coleta de pólen por M. quadrifasciata. Para a coleta de pólen, M. quadrifasciata visitou, nas áreas de pastagem abandonada, 23 espécies de plantas pertencentes a 9 famílias de Angiospermae e, nos fragmentos de mata, foram coletadas cargas de pólen de 20 espécies pertencentes a 10 famílias. M. quadrifasciata visitou, para a coleta de pólen, principalmente plantas de porte arbóreo, com floração massal, e flores que oferecem o pólen como recurso. Embora seja generalista, M. quadrifasciata é mais restritiva que outras abelhas eussociais para a coleta de pólen e apresenta uma oligolecia temporal. As abelhas dos ninhos de A. mellifera instalados nas áreas de pastagem visitaram 25 espécies de plantas, pertencentes a 16 famílias. Nos ninhos instalados na mata, foram encontradas 33 espécies pertencentes a 21 famílias. A. mellifera também é generalista e utilizou plantas com floradas abundantes, embora não tenha utilizado apenas plantas de porte arbóreo para a coleta de pólen. Embora houvesse uma sobreposição de nicho relativamente alta, a abundância aumentada de A. mellifera não apresentou efeitos sobre a largura de nicho e sobre a quantidade e a qualidade do pólen coletado por M. quadrifasciata. A não detecção de efeitos da abundância aumentada de A. mellifera pode acontecer em decorrência do fato de que pólen não é um fator limitante ou do fato de que o sistema já está estável, moldado à presença de A. mellifera. É possível, também, que a não detecção de efeitos seja decorrente do número de colônias de A. mellifera utilizadas em cada experimento não ser suficiente para significativamente aumentar a abundância nas áreas estudadas, embora seja útil para se medir efeitos da introdução de ninhos de abelhas africanizadas para a produção apícola. Embora os dados desse trabalho apontem para uma ausência de efeitos sobre as abelhas eussociais, a presença da A. mellifera nas regiões Neotropicais ainda tem muitos aspectos a serem estudados.
This work’s goal is to study the effects of the increased abundance of Apis mellifera, an exotic species, in the pollen collection of Melipona quadrifasciata, a native species. In order to do this the daily pattern of pollen collection by M. quadrifasciata was studied, to test the hypothesis that the increased abundance of A. mellifera resulted in changes in this pattern. The plant species used as pollen sources by both species were also studied, to test the hypothesis that the increased abundance of A. mellifera resulted in quantitative and qualitative changes in pollen collection by M. quadrifasciata. Pollen collection by M. quadrifasciata began during sunrise and was concentrated in the first hours of the morning. About 69.40% of all the pollen loads were collected until 10 o’clock in the morning. The increased abundance of A. mellifera didn’t change the daily pattern of pollen collection by M. quadrifasciata. Twenty-three plant species belonging to 9 families of Angiosperms were visited by M. quadrifasciata for pollen collection in the abandoned grazing areas while in the areas of forest fragments, it visited 20 plant species from 10 families. M. quadrifasciata used mainly trees with mass flowering as pollen sources and flowers that offer pollen as reward. Though it is generalist, M. quadrifasciata is more restrictive than other eusocial bees and shows a temporal oligolecy. The bees from the A. mellifera nests visited 25 plants species from 16 families in the grazing abandoned areas and 33 plant species from 21 families in the areas of forest fragments. A. mellifera is also a generalist and used plants with abundant flowering, though it didn’t used only trees. Even though there was a relatively high niche overlap, the increased abundance of A. mellifera didn’t change M. quadrifasciata’s niche breadth and the quality or quantity of pollen collected. Not detecting effects of the increased abundance of can happen due to the fact that pollen is not a limiting factor or that the system is stable, adapted to the presence of A. mellifera. Or maybe it is due to the fact that the number of colonies of A. mellifera used wasn’t high enough to significantly increase its abundance; it is useful, however, to measure the effects of introduction of africanized honey bee nests for beekeeping. Even though data from this work show that there are no effects on eusocial bees, the presence of A. mellifera in the Neotropics still has many aspects to be studied.
Palavras-chave: Abelha - Ecologia
Competição (Biologia)
Fontes de pólen
Plantas de pólen
Melipona quadrifasciata
Apis mellifera
CNPq: Ciências Biológicas
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Citação: MELO, Mariana de Araújo. Efeito de Apis mellifera Linnaeus, 1758 (Hymenoptera, Apidae) sobre a utilização de fontes de pólen por Melipona quadrifasciata Lepeletier, 1836 (Hymenoptera, Apidae) na região de Viçosa, MG. 2004. 59f. Tese (Doutorado em Entomologia) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2004.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://www.locus.ufv.br/handle/123456789/9970
Data do documento: 11-Fev-2004
Aparece nas coleções:Entomologia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdftexto completo179,78 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.