Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/1787
Tipo: Tese
Título: Composição bromatológica, perfil fermentativo e populações microbianas em silagens de gramíneas tropicais
Título(s) alternativo(s): Chemical composition, fermentation profile and microbial populations in tropical grass silages
Autor(es): Rigueira, João Paulo Sampaio
Primeiro Orientador: Pereira, Odilon Gomes
Primeiro coorientador: Valadares Filho, Sebastião de Campos
Segundo coorientador: Ribeiro, Karina Guimarães
Primeiro avaliador: Mantovani, Hilário Cuquetto
Segundo avaliador: Marcondes, Marcos Inácio
Abstract: Este estudo envolveu três experimentos. No primeiro, avaliaram-se as populações microbianas, o perfil fermentativo e a composição bromatológica de silagens de capim-braquiária cv. Basilisk e capim-mombaça sob diferentes doses de nitrogênio (N). As doses de N utilizadas foram 0, 30, 60 e 90 kg ha-1. A espécie de bactéria do ácido lático predominante nos capins foi o Lactobacillus fermentum. Observou-se efeito de interação dose de N x espécie forrageira (P<0,05) sobre os teores de matéria seca (MS), proteína bruta (PB), fibra em detergente neutro (FDN), fibra em detergente ácido (FDA) e carboidratos solúveis (CHO) das silagens. Os valores de pH e as perdas por gases foram influenciados (P<0,05) apenas pela espécie forrageira, apresentando valores superiores para o capim-mombaça. Para os teores de amônia (N-NH3) e perdas por efluente observou-se o efeito (P<0,05) da interação entre espécies forrageiras e doses de N, registrando-se maior valor de N-amoniacal e de perdas por efluente na silagem de capim-mombaça adubado com 60 kg N ha-1. Verificou-se que a fertilização com N diminuiu os teores de MS nas forragens, além de aumentar os teores de PB, N-NH3 e perdas por efluente nas silagens. Conclui-se, que a adubação nitrogenada não favorece o perfil fermentativo e aumenta as perdas de MS em silagem de gramíneas. No segundo experimento, avaliaram-se o perfil fermentativo, a composição bromatológica, a população microbiana e a recuperação de matéria seca das silagens de capim-marandu consorciadas com diferentes níveis de estilosantes cv. Campo Grande tratadas ou não com inoculante microbiano. Utilizou-se um esquema fatorial 4 x 2 (4 níveis de estilosantes x com e sem inoculante), em um delineamento inteiramente casualizado, com quatro repetições. Os níveis de estilosantes na massa ensilada foram 0, 10, 20 e 30% do peso total na matéria natural. Objetivou-se com esses níveis simular um pasto consorciado de gramínea e leguminosa em diferentes proporções de estilosantes. Observou-se o efeito de interação (P<0,05) entre os níveis de estilosantes e inoculante microbiano para os teores de MS, perdas por efluente, recuperação de matéria seca e população de fungos e leveduras. O efeito de inoculante (P<0,05) foi observado apenas para a população de bactérias do ácido lático (BAL) nas silagens. Para as perdas de gases, não foram observadas diferenças (P>0,05). Verificou-se aumento (P<0,05) nos teores de MS, cinzas e PB com aumento dos níveis de estilosantes. Em relação aos teores de fibras, foi possível observar a diminuição (P<0,05) de FDN e FDA com aumento dos níveis de estilosantes nas silagens. A adição crescente de estilosantes melhorou o perfil fermentativo das silagens por meio da diminuição (P<0,05) dos valores de pH e nitrogênio amoniacal (N-NH3). Observou-se maior (P<0,05) população de BAL nas silagens inoculadas e com maior nível de estilosantes. Para as perdas por efluente, verificou-se diminuição linear com o aumento nos níveis de estilosantes nas silagens. Foi observada uma maior (P<0,05) recuperação de matéria seca para os tratamentos com 10 e 20% de estilosantes, independentemente do uso de inoculante microbiano. Conclui-se que a mistura de capim-marandu com estilosantes melhora a composição bromatológica e o perfil fermentativo, além de diminuir as perdas de matéria seca das silagens, independente do uso de inoculante microbiano. No terceiro experimento, avaliaram-se a população microbiana, o perfil fermentativo e a composição bromatológica de silagens de capim-marandu tratadas com inoculantes microbianos comerciais e BAL isoladas de gramínea tropical. Utilizou-se um esquema fatorial 3 x 6 (três inoculantes x seis períodos de fermentação), em um delineamento inteiramente casualizado com três repetições. Os períodos de fermentação foram 1, 3, 7, 14, 28 e 56 dias após o fechamento dos silos. Observou-se menor (P<0,05) teor de fibra em detergente neutro para o tratamento com inoculante M17. Não houve efeito de inoculante (P>0,05) nos teores de PB e FDA. Para o teor de MS, foi observado um aumento (P<0,05) nas silagens inoculadas com Sil All C4. Verifcou-se o efeito de interação entre inoculante e períodos de fermentação para a população de BAL e pH. As silagens inoculadas com Sil All C4 apresentaram menor (P<0,05) pH no primeiro dia, porém, aos 56 dias o valor observado foi superior (P<0,05) ao dos demais tratamentos. O teor de nitrogênio amoniacal foi superior (P<0,05) nas silagens inoculadas com M17 em relação ao controle, observando-se aumento linear com o avanço do período de fermentação para todos os tratamentos. Em relação à população microbiana, identificou-se uma maior (P<0,05) população de fungos e leveduras na silagem controle e menor população (P<0,05) BAL nas silagens inoculadas com M17 nos três dias de fermentação. Conclui-se que o uso de aditivos microbianos em silagem de capim-marandu não apresenta benefícios no processo fermentativo e na composição bromatológica.
This study consisted of three experiments. At first evaluated the microbial populations, fermentation profile and the chemical composition of Brachiaria brizantha cv. Basilisk and mombaça grass silage under different levels of nitrogen (N). The N rates used were 0, 30, 60 and 90 kg ha-1. Lactobacillus fermentum was the predominant lactic acid bacteria species in tropical grass. Interaction effect of N rate x grass species (P<0.05) was observed on dry matter (DM), crude protein (CP), neutral detergent fiber (NDF), acid detergent fiber (ADF) and soluble carbohydrates (CHO) of silages. The values of pH and gas losses were influenced (P<0.05) only by forage species, with higher values for mombaça grass. For contents of ammonia (NH3-N) and effluent losses observed interaction effect (P<0.05) between forage species x N rates, refistering the highest NH3-N and effluente losses in mombaça grass silage fertilized with 60 kg N ha-1. There was also that N fertilization decreased DM in forages and increases the CP, NH3-N and effluent losses in silage. It is concluded that nitrogen does not favor the fermentation profile and increases the DM losses in grass silage. In the second experiment, evaluated the fermentation profile, chemical composition, the microbial population and the recorvery of dry matter in marandu grass silages consortium with different levels of estilosantes cv. Campo Grande treated or not with inoculant. It was used a factorial 4 x 2 (four level of estilosantes x with and without inoculants) in a completerly randomized design with four replications. The levels of estilosantes in ensiled mass were 0, 10, 20 and 30% of the total weight in natural matter. The purpose of using these levels was to simutate a pasture grass and legume intercropping in different proportions of estilosantes. There was interaction effect (P<0.05) between the levels of estilosantes and inoculants for DM, effluente losses, dry matter recorvery and population of fungi and yeasts. The effect of inoculants (P<0.05) was observed only for the population of lactic acid bacteria (LAB) on silage. For the loss of gas, there was no significant differences (P<0.05) in any of the treatments. There was an increase (P<0.05) in DM, ash, and CP with increased levels of estilosantes. With respect to fiber content, it was lower (P<0.05) NDF and ADF concentrations with increased levels of estilosantes in silage. The addition growing of estilosantes improved silage fermentation by decreasing (P<0.05) pH values and ammonia nitrogen (NH3-N). Was observed higher (P<0.05) population of LAB inoculated silages and with higher estilosantes level. Was observed higher (P<0.05) dry matter recorvery for treatments with 10 and 20% of estilosantes, irrespective of the use of microbial inoculants. Conclude that the mixture of marandu grass with estilosantes improves the chemical composition and fermentation profile, in addition reducing the losses of dry matter silages regardless of the use of microbial inoculants. In the third experiment, evaluated the microbial population, the fermentation profile and chemical composition of marandu grass silage treated with commercial microbial inoculants or inoculants isolated from tropical grasses. Was used factorial 3 x 6 (three inoculants x six fermentation periods) in a completely randomized design with three replications. The fermentation periods were 1, 3, 7, 14, 28 and 56 days after the close of the silos. There was less (P<0.05) content of neutral detergent fiber for the treatment with inoculant M17. There was no effect of inoculant (P>0.05) in CP and ADF concentration. For the DM content, there was an increase (P<0.05) in silages inoculated with Sil All C4. There was interaction effect between inoculants and fermentation periods for the LAB population and pH. The silages inoculated with Sil All C4 had lower (P<0.05) pH on the first day, but at 56 days the observed value was higher (P<0.05) to the other treatments. The concentration of ammonia nitrogen was higher (P<0.05) in silagens inoculated with M17 as compared to control. Linear increase was observed with the progress of the fermentation period for all treatments. Regarding the microbial population, there was greater (P<0.05) population of fungi and yeasts in silage and lower control population (P<0.05) in LAB silages inoculated with M17 to three days of fermentation. Conclude that the use of microbial silage additives in marandu grass silage not show of benefit for the fermentation profile and chemical composition.
Palavras-chave: Amônia
Bactéria do ácido lático
Carboidratos solúveis
PH
Ammonia
Lactic acid bacteria
Soluble carbohydrates
PH
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::ZOOTECNIA::PASTAGEM E FORRAGICULTURA::AVALIACAO, PRODUCAO E CONSERVACAO DE FORRAGENS
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Genética e Melhoramento de Animais Domésticos; Nutrição e Alimentação Animal; Pastagens e Forragicul
Programa: Doutorado em Zootecnia
Citação: RIGUEIRA, João Paulo Sampaio. Chemical composition, fermentation profile and microbial populations in tropical grass silages. 2011. 107 f. Tese (Doutorado em Genética e Melhoramento de Animais Domésticos; Nutrição e Alimentação Animal; Pastagens e Forragicul) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2011.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/1787
Data do documento: 1-Ago-2011
Aparece nas coleções:Zootecnia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf1,47 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.