Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/1881
Tipo: Tese
Título: Avaliação nutricional de fontes de proteína com duas relações triptofano: lisina para suínos
Título(s) alternativo(s): Evaluation of protein sources and two digestible tryptophan:lysine ratios for swine
Autor(es): Pereira, Cinthia Maria Carlos
Primeiro Orientador: Hannas, Melissa Izabel
Primeiro coorientador: Rostagno, Horácio Santiago
Segundo coorientador: Brustolini, Paulo César
Primeiro avaliador: Rodrigueiro, Ramalho José Barbosa
Segundo avaliador: Pupa, Júlio Maria Ribeiro
Abstract: Foram realizados dois ensaios experimentais, para determinar o coeficiente de digestibilidade ileal da proteína e aminoácidos dos alimentos e avaliar a redução do farelo de soja por coprodutos de origem animal com duas relações de triptofano digestível para suínos. O experimento de digestibilidade dos alimentos para suínos foi conduzido para determinar os coeficientes de digestibilidade ileal estandardizado (CDIePB e CDIeAA) da proteína e dos aminoácidos do milho (M), farelo de soja (FS), farinha de carne & ossos (FCO) e farinha de pena (FP). Foram utilizados 15 suínos machos castrados, com cânula T no íleo terminal, distribuídos em blocos casualizados com cinco tratamentos, dois períodos e três repetições por período. Os tratamentos consistiram de uma dieta isenta de proteína (DIP) para determinação da perda endógena, DIP + M, DIP + FS, DIP + FCO e DIP + FP. Cada período teve duração de sete dias, sendo cinco dias de adaptação dos animais à dieta e dois dias de coleta ileal. Os CDIePB foram 85,75; 82,45; 74,67 e 73,65%, respectivamente. Os CDIeAA foram para o M de 87,53% (lisina), 83,67% (treonina), 92,06% (metionina), 80,48% (triptofano) e 86,00% (valina). Os CDIeAA para o FS foram 90,06% (lisina), 80,65% (treonina), 91,38% (metionina), 84,02% (triptofano) e 84,27% (valina). Os CDIeAA para o FCO foram 79,55% (lisina), 75,80% (treonina), 81,94% (metionina), 70,80% (triptofano) e 78,18% (valina). Os CDIeAA para o FP foram 69,52% (lisina), 74,13% (treonina), 77,12% (metionina), 66,19% (triptofano) e 79,77% (valina). Os coeficientes de digestibilidade ileal estandardizado do M, FS, FCO e FP analisados podem ser utilizados como referência na formulação de dietas para suínos. No experimento de desempenho foi avaliada a redução do FS por coprodutos de origem animal (FCO e FP) em suínos alimentados com duas relações de triptofano digestível: lisina digestível - Trp: Lys (18 e 21%) nas fases de 15 a 25 (inicial), 30 a 65 (crescimento) e 70 a 95 kg (terminação) de peso vivo. Foram utilizados 96 suínos machos castrados distribuídos em delineamento em bloco casualizado num arranjo fatorial 2 x 2 (duas fontes de proteínas - FCO e FP x duas relações Trp: Lys - 18 e 21%) com 12 repetições e dois animais para cada repetição. Nas três fases experimentais, não houve interação (P > 0,05) entre as relações Trp: Lys com as duas fontes de proteína. As relações Trp: Lys e as fontes de proteína avaliadas não influenciaram (P > 0,05) no desempenho dos suínos de 15 a 25 kg de peso vivo. Na fase de 30 a 65 kg de peso vivo, a dieta vegetal aumentou (P < 0,03) o CRD. Nesta fase também foi observado que a relação 21% de Trp: Lys melhorou o PF, o GPD e a EA. Na fase de 70 a 95 kg de peso vivo, as fontes de proteína não influenciaram (P > 0,05) no desempenho. Por sua vez, a Trp: Lys de 21% melhorou (P < 0,01) o PF, CRD e GPD. Os resultados deste experimento indicam que rações contendo níveis práticos de FCO e FP nas rações de suínos na fase de inicial, crescimento e terminação, podem substituir os alimentos vegetais. Por sua vez, a relação de Trp: Lys de 21% proporcionou os melhores resultados de desempenho nas fases de crescimento e terminação.
Two experimental trials were conducted to determine protein and amino acid digestibility coefficients and to assess soybean meal reduction by animal products with two digestible tryptophan: lysine ratios for pigs. The digestibility trial was conducted to determine apparent and standardized ileal digestibility coefficients for (CDIapDPB and CDIapAA) (CDIePB and CDIeAA) protein and amino acids of corn (M), soybean meal (FS), meat and bone meal (FCO) and feather meal (FP). It was used 15 barrows with T cannula in the terminal ileum, distributed at randomized blocs with five treatments, two periods with three replications per period. Treatments consisted of a protein free diet (DIP) for determination of endogenous losses, DIP + M, DIP + FS, DIP + FCO and DIP + FP. Each period lasted seven days, with five days for diet adaptation and two days for ileal collection. Determined values for CDIapPB of M, FS, FCO and FP were 67.63, 71.89, 65.11 and 65.47% and CDIePB were 85.75, 82.45, 74.67 and 73.65%, respectively. Corn CDIeAA were 87.53% for lysine, 83.67% for threonine, 92.06% for methionine, 80.48% for tryptophan and 86.00% for valine. CDIeAA values for FS were 90.06% (lysine), 80.65% (threonine), 91.38% (methionine), 84.02% (tryptophan) and 84.27% (valine). CDIeAA values for the FCO were 79.55% (lysine), 75.80% (threonine), 81.94% (methionine), 70.80% (tryptophan) and 78.18% (valine). CDIeAA for FP were 69.52% (lysine), 74.13% (threonine), 77.12% (methionine), 66.19% (tryptophan) and 79.77% (valine). The analyzed standardized ileal coefficients of digestibility of M, FS, FCO and FP can be used as an updated reference in formulating swine diets. A performance trial was carried to assess the effects of FS partial replacement by animal products (FCO and FP) in pigs fed two standardized ileal digestible tryptophan:lysine ratios during 15-25, 30-65 and 70-95 kg. It was used 96 barrows distributed in a randomized bloc design in factorial arrangement 2 x 2 (two protein sources X two digestible tryptophan: lysine ratios) with 12 repetitions with two animals for each repetition. There was no interaction (P > 0.05) between digestible tryptophan: lysine ratios and protein sources at any of the three experimental phases. Digestible tryptophan: lysine ratios and protein sources did not affect (P > 0.05) pigs performance from 15 to 25 kg living weight. At 30-65 kg stage, the corn-soybean diet increased (P < 0.03) the CRD. At this stage, it was also observed that the 21 % digestible tryptophan ratio improved the PF, GPD and EA. At the 70 to 95 kg living weight phase, protein sources did not influence (P > 0.05) performance. Digestible tryptophan: lysine ratio of 21% improved (P < 0.01) PF, CRD and GPD. Results of this experiment indicate that diets containing practical levels of FCO and FP in pig s diets during starter, grower and finishing stages can partly replace vegetable sources of protein. Digestible tryptophan: lysine ratio of 21% showed better performance at growing and finishing phases.
Palavras-chave: Suíno - Alimentação e ração
Aminoácidos
Proteínas
Digestibilidade
Agroindústria
Pig - Food and feed
Amino acids
Proteins
Digestibility
Agrobusiness
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::ZOOTECNIA::NUTRICAO E ALIMENTACAO ANIMAL
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Genética e Melhoramento de Animais Domésticos; Nutrição e Alimentação Animal; Pastagens e Forragicul
Programa: Doutorado em Zootecnia
Citação: PEREIRA, Cinthia Maria Carlos. Evaluation of protein sources and two digestible tryptophan:lysine ratios for swine. 2014. 113 f. Tese (Doutorado em Genética e Melhoramento de Animais Domésticos; Nutrição e Alimentação Animal; Pastagens e Forragicul) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2014.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/1881
Data do documento: 9-Jan-2014
Aparece nas coleções:Zootecnia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf709,77 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.