Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/2515
Tipo: Dissertação
Título: Anatomia foliar de espécies de Aspleniaceae e Polypodiaceae (Monilófitas) ocorrentes no Parque Estadual da Serra do Brigadeiro, MG, Brasil
Título(s) alternativo(s): Leaf anatomy of Aspleniaceae and Polypodiaceae (Monilophytes) species occurring in the Parque Estadual da Serra do Brigadeiro, MG, Brazil
Autor(es): Ferrari, Flávia Bonizol
Primeiro Orientador: Azevedo, Aristéa Alves
Primeiro coorientador: Silva, Luzimar Campos da
Segundo coorientador: Prado, Jefferson
Primeiro avaliador: Meira, Renata Maria Strozi Alves
Segundo avaliador: Otoni, Wagner Campos
Abstract: Pteridophyta é um termo usado para denominar plantas vasculares desprovidas de sementes, que se dispersam por esporos e apresentam o ciclo de vida constituído de duas fases distintas, gametofítica e esporofítica. Existem aproximadamente 12.240 espécies de samambaias, com grande diversidade ocorrendo em regiões tropicais úmidas. No Brasil, estima-se a ocorrência de 1.200 a 1.300 espécies e, pelo menos, 50% desse total está representado no Estado de Minas Gerais. Os estudos de morfologia e anatomia são fundamentais para auxiliar na elucidação dos problemas taxonômicos nos diferentes grupos de plantas vasculares. Considerando-se o número reduzido de informações sobre a anatomia das monilófitas, foi realizada a caracterização anatômica de espécies de Aspleniaceae e Polypodiaceae ocorrentes no Parque Estadual da Serra do Brigadeiro (PESB), com o objetivo de selecionar caracteres relevantes na identificação das espécies. O material botânico foi coletado fértil e depositado no Herbário VIC da Universidade Federal de Viçosa. Foram realizadas diafanizações e cortes transversais da região mediana da lâmina foliar e das regiões proximal, mediana e distal do pecíolo. O material foi processado, corado e montado, conforme metodologia específica. As espécies de Asplenium apresentam epiderme uniestratificada e estômatos predominantemente polocíticos ou anomocíticos. Pêlos foram observados apenas em A. pseudonitidum. O mesofilo é homogêneo na maioria das espécies estudadas, com células braciformes ou lobadas. Em todas as espécies estudadas a venação é dicotômica, com extremidades livres. O pecíolo apresenta epiderme uniestratificada; pêlos foram observados em A. jucundum, A. pseudonitidum e A. harpeodes e escamas em A. oligophyllum e A. feei. O sistema vascular do pecíolo variou significativamente dentre as espécies estudadas, apresentando número variável de meristelos ao longo de toda extensão e xilema com diferentes conformações, em forma de “C”, “X”,”V” ou em forma de “cavalo-marinho”. As espécies de Polypodiaceae apresentam lâmina foliar com epiderme uniestratificada. Em Niphidium crassifolium e Microgramma squamulosa foi verificada a presença de hipoderme. Tricomas estão presentes em todas as espécies estudadas, exceto em M. squamulosa. Estômatos polocíticos e copolocíticos podem ser verificados em Campyloneurum e Serpocaulon, estômatos anomocíticos em Pecluma, Pleopeltis e M. squamulosa e estômatos diacíticos em N. crassifolium. O mesofilo é homogêneo na maioria das espécies analisadas, apenas em Pleopeltis é dorsiventral. Em relação ao padrão de venação, Pecluma apresenta venação aberta, nos demais gêneros a venação é do tipo reticulada. O pecíolo apresenta epiderme uniestratificada, com escamas em Pleopeltis e C. repens e pêlos em Pecluma. Em relação ao sistema vascular do pecíolo, verificou-se um número variável de meristelos, ocorrendo rearranjos, com a união dos meristelos em direção à região distal do pecíolo. Dentre os caracteres analisados, o tipo de estômato, os tipos de tricomas, da lâmina foliar e do pecíolo, o padrão de venação e a vascularização do pecíolo podem ser considerados caracteres promissores na identificação de gêneros e espécies de Aspleniaceae e Polypodiaceae ocorrentes no PESB.
Pteridophyta is a term used to denominate vascular plants lacking seeds that are dispersed by spores, with a life cycle characterized by two distinct phases: a gametophytic and a sporophytic phase. There are approximately12, 240 fern species displaying great diversity in wet tropical regions. In Brazil, 1,200 to 1,300 species are estimated to exist, with at least 50% of this total occurring in the state of Minas Gerais. Morphology and anatomy studies are fundamental to help elucidate the taxonomic problems found in the different groups of vascular plants. Considering the limited information on the anatomy of the monilophytes, an anatomic characterization of the Aspleniaceae and Polypodiaceae species occurring in the Parque Estadual da Serra do Brigadeiro (PESB) was conducted to select the relevant characters for species identification. Fertile botanical material was collected and placed at the VIC Herbarium of the Universidade Federal de Viçosa. Diaphanization and transversal cuts of the median region of the foliar blade and of the proximal, median, and distal regions of the petiole were performed. The material was processed, stained and mounted according to specific methodology. Asplenium species present uniseriate epidermis and predominantly polocytic or anomocytic stomata. Hairs were observed only in A. pseudonitidum. Mesophyll is homogeneous in most of the species studied with braciform or lobed cells. All the species studied presented dycotomic venation, with free extremities. The petiole presents uniseriate epidermis; hairs were observed in A. jucundum, A. pseudonitidum and A. harpeodes and scales in A. oligophyllum and A. feei. The vascular system of the petiole varied significantly among the species studied, presenting varied number of meristeles throughout the extension and xylem with different shapes (“C”, “X”,”V” or hipocamppus-shaped). The Polypodiaceae species present foliar blade with uniseriate epidermis. In Niphidium crassifolium and Microgramma squamulosa , the presence of hypodermis was verified. Trichomes are present in all the species studied, except in M. squamulosa. Polocytic and copolocytic stomata can be verified in Campyloneurum and Serpocaulon, anomocytic stomata in Pecluma, Pleopeltis and M. squamulosa and diacytic stomata in N. crassifolium. The mesophyll is homogeneous in most of the species analyzed, only in Pleopeltis it is dorsiventral. Regarding the venation pattern, Pecluma presents open venation, with reticulated venation in the other genera. The petiole presents uniseriate epidermis with scales in Pleopeltis and C. repens and hair in Pecluma. Regarding the petiole’s vascular system, a variable number of meristeles was verified, with rearrangements occurring as a result of the fusion of the meristeles towards the distal region of the petiole. Among the characters analyzed, type of stomata, type of trichomes, foliar blade and petiole, venation pattern and petiole vascularization can be considered promising characters for the identification of the genera and species of Aspleniaceae and Polypodiaceae occurring in the PESB.
Palavras-chave: Aspleniaceae
Polypodiaceae
Anatomia vegetal
Aspleniaceae
Polypodiaceae
Plant anatomy
CNPq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::BOTANICA
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Botânica estrutural; Ecologia e Sistemática
Programa: Mestrado em Botânica
Citação: FERRARI, Flávia Bonizol. Leaf anatomy of Aspleniaceae and Polypodiaceae (Monilophytes) species occurring in the Parque Estadual da Serra do Brigadeiro, MG, Brazil. 2009. 98 f. Dissertação (Mestrado em Botânica estrutural; Ecologia e Sistemática) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2009.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/2515
Data do documento: 30-Jul-2009
Aparece nas coleções:Botânica

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf4,63 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.