Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/2766
Tipo: Dissertação
Título: Absorção de macronutrientes e de energia em indivíduos saudáveis após o consumo de linhaça e derivados
Título(s) alternativo(s): Macronutrient absorption and energy in healthy subjects after intake of flaxseed and derivatives
Autor(es): Oliveira, Cristiane Gonçalves de
Primeiro Orientador: Costa, Neuza Maria Brunoro
Primeiro coorientador: Bressan, Josefina
Segundo coorientador: Alfenas, Rita de Cássia Gonçalves
Primeiro avaliador: Vital, Benedito Rocha
Segundo avaliador: Martino, Hércia Stampini Duarte
Abstract: A crescente morbidade e mortalidade relacionadas ao câncer, diabetes, hipertensão, doenças coronarianas e obesidade aponta a necessidade da adoção de medidas visando a prevenção e cura destas doenças crônico-degenerativas não transmissíveis. A linhaça é um alimento que apresenta diversos nutrientes e compostos bioativos como os ácidos graxos polinsaturados da série &#969;-3, lignanas, fibras solúveis e vitamina E, correlacionados com a melhoria da qualidade de vida. Sua alta densidade energética, entretanto, pode contribuir para a elevação do peso corporal. Assim o objetivo do presente trabalho foi verificar o efeito do consumo da semente (LI), farinha desengordurada (FL) e do óleo de linhaça (OL) no balanço energético e de macronutrientes. Participaram do estudo 24 voluntários saudáveis, sendo 50% do sexo feminino e 50% masculino com 24 + 2 anos de idade, índice de massa corporal (IMC) de 21,19 +1,49 kg/m2, peso estável nos últimos 6 meses com flutuação máxima de 3 kg, sem uso regular de medicamentos (exceto contraceptivos), nível de atividade física constante, não tabagista, não gestante ou lactante, sem relato de alergia a corantes ou a qualquer alimento fornecido no experimento, relato de defecação regular (no mínimo a cada 2 dias), colesterol sanguíneo de 159+14,79 mg/dL, glicemia de jejum de 67,96+4,65 mg/dL e metabolismo basal de 1656,7+4,65 kcal/dia. Utilizou-se o delineamento inteiramente casualizado, para distribuição dos indivíduos entre os diferentes grupos. Cada voluntário serviu como seu próprio controle. O tempo do estudo teve duração de 12 a 20 dias, dividido em 2 etapas. Na 1ª etapa, todos receberam alimentação controle, preparada com óleo de canola. Na 2ª etapa, os voluntários receberam o mesmo cardápio com substituição isocalórica de 70g de produto teste (LI, OL ou FL). A ingestão alimentar foi realizada exclusivamente no laboratório e a totalidade das fezes foi coletada. No início de cada etapa, os voluntários ingeriram cápsulas de corante vermelho e três dias após a primeira eliminação de fezes de coloração vermelha, foram ingeridas 3 cápsulas de corante azul. Foram analisadas as fezes com coloração vermelha e excluídas as fezes com coloração azul. Após o apareciemento da coloração azul das fezes, cápsulas vermelhas foram novamente ingeridas, dando início a 2ª etapa. Durante este período, avaliou-se o nível de saciedade e de atividade física dos participantes. Os dados foram analisados pelos testes Kruskal Wallis e de Student Newman Keuls para comparação entre grupos, Wilcoxon Signed Ranks para avaliar o efeito do tratamento e Mann Whitney, para comparação entre os voluntários do sexo masculino e feminino. O critério de significância estatística foi p<0.05.. Observou-se uma tendência à perda de peso nos três grupos testados. Houve maior absorção energética (p<0,05) no grupo OL (95,64%), justificada pela maior absorção de lipídio (92,85%) e de proteína (91,78%), em relação aos demais grupos e ao seu controle. No entanto, este aumento na absorção energética não resultou em alterações significantes no peso corporal. Foi observada diferença entre os grupos LI e FL quanto à absorção energética (89,06% e 93,57%) e lipídica (69,52% e 89,72%), respectivamente. Foi verificado maior desejo de alimentar nos grupos que ingeriram dieta com menor teor de lipídios, LI e FL, provavelmente devido ao sabor acentuado do óleo de linhaça. Pode-se evidenciar a funcionalidade semente e farinha de linhaça em manter o peso corporal dos voluntários, provavelmente devido a redução na absorção lipídica e do óleo de linhaça, provavelmente devido a redução do desejo de alimentar. Fazem-se necessários estudos de longa duração para avaliar os efeitos da linhaça no controle do ganho de peso e outros possíveis benefícios à saúde.
The increased morbidity and mortality related to cancer, diabetes, hypertension, coronary heart disease and obesity demands interventions aiming both prevention and treatment of such non-communicable chronic diseases. Flaxseed contains nutrients and bioactive compounds, such as polyunsaturated fatty acids of omega-3 series, lignans, soluble fiber and vitamin E, related to the improvement of life quality. The high energetic density of flaxseed, however, may contribute to the body weight gain. Therefore, the objective of this study was to evaluate the effect of the intake of flaxseed grain (LI), partially deffated flaxseed flour (FL) and flaxseed oil (OL) on energy balance and macronutrient absorption. Twenty-four healthy volunteers were recruited to participate in the study, from which 50% were female and 50% male of 24+2 years of age, body mass index (BMI) of 21.19 +1.49 kg/m2, body weight stable in the last 6 months, with no regular intake of medicine (except contraceptives), constant physical activity level, no smokers, no pregnant, no lactant, no allergic to the food provided, with regular transit time, blood cholesterol of 159+14.79 mg/dL, blood glucose of 67.96+4.65 mg/dL and basal metabolism of 1656.7+4.65 kcal. The volunteers were randomly assigned to the experimental groups and constituted its own control. The duration of the study was 12 to 20 days, divided in 2 steps. During the first step, all participants received a control diet, containing canola oil. In the second step, they received the same food preparations, but with isocaloric substitution of 70 g of the test product (LI, OL or FL). Foods and beverages were provided entirely in the laboratory and the totality of the fecal excretion was collected. At the beginning of each step, the participants consumed red dye pills and, three days after the colored feces appearance, they consumed blue dye pills. The red feces were analyzed and the blue feces were excluded. After blue feces had come out, red dye pills were again consumed to start the second step. During this period, satiety and physical activity tests were also performed. The results were analyzed by Kruskal Wallis and Student Newman - Keuls for between group comparison, Wilcoxon Signed Ranks test to evaluate the effects of the treatments, and Mann Whitney test for between female and male, at 5% probability. It was observed a tendency to body weigh loss in all test groups. There was a higher energy absorption (p<0.05) in OL group (95.64%), due to the higher absorption of lipids (92.85%) and protein (91.78%), in relation to the other groups and to its own control. Nevertheless, the increased energy absorption did not result in significant changes in body weight. A significant difference was observed between LI and FL groups in terms of energy absorption (89.06% and 93.57%) and lipid absorption (69.52% and 89.72%), respectively. A higher desire to eat was verified in the groups with lower fat intake (LI and FL), probably due to the bitter taste of flaxseed oil. The observed property of flaxseed in body weight maintenance may be due to its lower lipid absorption. Further long term studies are necessary to evaluate the effects of flaxseed on body weight control and other possible health benefits.
Palavras-chave: Linhaça
Absorção
Balanço energético
Flaxseed
Absorption
Energy balance
CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::NUTRICAO::DIETETICA
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Valor nutricional de alimentos e de dietas; Nutrição nas enfermidades agudas e crônicas não transmis
Programa: Mestrado em Ciência da Nutrição
Citação: OLIVEIRA, Cristiane Gonçalves de. Macronutrient absorption and energy in healthy subjects after intake of flaxseed and derivatives. 2006. 5 f. Dissertação (Mestrado em Valor nutricional de alimentos e de dietas; Nutrição nas enfermidades agudas e crônicas não transmis) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2006.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/2766
Data do documento: 25-Jul-2006
Aparece nas coleções:Ciência da Nutrição

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
01 - capa_abstract.pdf32,99 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.