Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/2926
Tipo: Dissertação
Título: Avaliação da eficiência de sabonetes com triclosan sobre suspensões bacterianas de Escherichia coli e Staphylococcus aureus aplicadas sobre a superfície das mãos de voluntários
Título(s) alternativo(s): Evaluation of the efficiency of soaps containing triclosan on bacterial suspensions of Escherichia coli and Staphylococcus aureus applied on the surface of the hands of volunteers
Autor(es): Soares, Monica Porto Maia
Primeiro Orientador: Andrade, Nélio José de
Primeiro coorientador: Chaves, José Benício Paes
Segundo coorientador: Pires, Ana Clarissa dos Santos
Primeiro avaliador: Peña, Wilmer Edgard Luera
Abstract: Testes para avaliação de sabonetes antissépticos são fundamentais para comprovação de eficiência dos diferentes sabonetes disponíveis no mercado, além de constituírem uma orientação segura na escolha daqueles destinados aos procedimentos de higienização nas mais diversas áreas. Neste estudo foram analisadas cinco marcas de sabonetes líquidos antissépticos contendo triclosan na concentração de 0,5 % (m/m) e um sabonete líquido neutro para avaliar a real necessidade de se utilizar produtos com ação antimicrobiana em indústrias, hospitais e residências. Foram realizadas as seguintes etapas: I) avaliação das características físico-químicas dos sabonetes; II) avaliação do teor de triclosan nos sabonetes antissépticos; III) avaliação da atividade bacteriostática/bactericida do triclosan a 0,5 % (m/v) sobre suspensões bacterianas de Escherichia coli e Staphylococcus aureus; IV) avaliação da eficiência dos sabonetes sobre suspensões bacterianas de E. coli e S. aureus por meio do teste de inibição da multiplicação microbiana por difusão em ágar; e V) avaliação da eficiência dos sabonetes sobre suspensões bacterianas de E. coli e S. aureus em condições reais, usando voluntários, em condições padronizadas. Os valores encontrados tanto para viscosidade quanto para tensão interfacial dos sabonetes diferiram muito, variando de 268 a 793 centistokes e de 14,42 a 26,89 mN/m, respectivamente, o que provavelmente ocorreu devido às suas diferentes formulações. O pH variou de 5,95 a 7,07, tendo apenas o sabonete neutro se aproximado do pH fisiológico da pele (4,2 a 5,9). A densidade entre os sabonetes variou pouco, de 1,0131 a 1,0233 g/mL, apesar de as formulações serem diferentes. Apenas um dos sabonetes antissépticos apresentou teor de triclosan abaixo do especificado no rótulo da embalagem. Nas condições deste experimento, o triclosan a 0,5 % (m/v) apresentou efeito bactericida e não bacteriostático sobre os micro- organismos E. coli e S. aureus. A bactéria gram-negativa E. coli foi menos sensível à ação dos sabonetes do que a bactéria gram-positiva S. aureus no teste de inibição da multiplicação microbiana por difusão em ágar, o que provavelmente ocorreu devido à diferença entre a parede celular de ambas as bactérias. No teste utilizando voluntários não houve diferença significativa (p>0,05) entre os efeitos dos seis sabonetes (1 a 6) para as duas bactérias em estudo, o que indica que o uso de sabonetes líquidos contendo triclosan não é necessário no processo de lavagem das mãos. A capacidade de recuperação das bactérias E. coli e S. aureus das mãos dos voluntários foi diferente no teste de adesão. A recuperação de E. coli atingiu média de 4,36 log UFC/mão, enquanto para S. aureus esse valor foi de 5,66 log UFC/mão. Considerando que foram adicionados entre 8-9 log de UFC/mL às mãos dos voluntários e que o procedimento de remoção desses micro-organismos estava muito bem padronizado, pode-se afirmar que E. coli foi a espécie mais difícil de ser removida, ou seja, a que aderiu mais fortemente às mãos.
Tests for evaluating antiseptic products are essential for proving efficiency of different products on the market as well as being a safe choice in the products used for hygiene procedures in several areas. For this study, we analyzed five brands of antiseptic liquid soaps containing triclosan at a concentration of 0,5 % (m/m) and a neutral liquid soap to assess the real need to use products with antimicrobial activity in industries, hospitals and homes. The following steps were performed: I) evaluation of physico-chemical characteristics of soaps; ii) evaluation of the level of triclosan in the antiseptic soaps; III) evaluation of the bacteriostatic/bactericidal activity of triclosan 0,5 % (m/v) on bacterial suspensions of Escherichia coli and Staphylococcus aureus; IV) evaluation of the efficiency of the soaps on bacterial suspensions of E. coli and S. aureus by testing inhibition of microbial growth by agar diffusion; v) evaluation of the efficiency of the soaps on bacterial suspensions of E. coli and S. aureus in real conditions, using volunteers, under standard conditions. The values found for both viscosity and for the interfacial tension of the soap differed greatly, ranging from 268 to 793 centistokes and 14,42 to 26,89 mN/m, respectively. This is probably due to their different formulations. The pH varied from 5,95 to 7,07, were only the neutral soap approached the physiological pH of the skin (4,2 to 5,9). The density varied little among soaps, from 1,0131 to 1,0233, despite being different formulations. Only one of the antiseptic soaps presented triclosan content below specified on the label. In this experiment conditions, triclosan 0,5 % (m/v) possessed no bacteriostatic effect, only bactericidal effect on micro-organisms E. coli and S. aureus. The gram-negative bacterium E. coli was less sensitive to the action of soaps than the gram- positive S. aureus on the microbial inhibition multiplication test by agar diffusion. This is probably due to the differences in cell wall of both bacteria. In the test using volunteers there was no significant difference (p> 0,05) among soaps (1 to 6) for both bacteria under study, indicating that the use of liquid soaps containing triclosan is not necessary in the process of washing hands. The recoverability of pathogenic micro-organisms from hands of volunteers was different in the adhesion test. The number of E. coli reached average 4,36 log CFU/hand while for S. aureus that value was 5,66 log CFU/hand. Whereas were added between 8-9 log CFU/mL to the hands of volunteers and that the procedure for removal of these micro-organisms was very well standardized, it can be stated that the E. coli was the most difficult to be removed, ie the more strongly adhered to hands.
Palavras-chave: Manipuladores
Triclosan
Higienização de mãos
Handlers
Triclosan
Washing hands
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::CIENCIA E TECNOLOGIA DE ALIMENTOS::CIENCIA DE ALIMENTOS
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Ciência de Alimentos; Tecnologia de Alimentos; Engenharia de Alimentos
Programa: Mestrado em Ciência e Tecnologia de Alimentos
Citação: SOARES, Monica Porto Maia. Evaluation of the efficiency of soaps containing triclosan on bacterial suspensions of Escherichia coli and Staphylococcus aureus applied on the surface of the hands of volunteers. 2013. 82 f. Dissertação (Mestrado em Ciência de Alimentos; Tecnologia de Alimentos; Engenharia de Alimentos) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2013.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/2926
Data do documento: 22-Fev-2013
Aparece nas coleções:Ciência e Tecnologia de Alimentos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf1,08 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.