Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/2998
Tipo: Dissertação
Título: Micropropagação e enraizamento de miniestacas de clones híbridos de Eucalyptus globulus
Título(s) alternativo(s): Micropropagation and rooting of mini-cuttings of hybrid clones of Eucalyptus globulus
Autor(es): Borges, Silvano Rodrigues
Primeiro Orientador: Xavier, Aloisio
Primeiro coorientador: Otoni, Wagner Campos
Segundo coorientador: Pires, Ismael Eleotério
Primeiro avaliador: Dias, José Maria Moreira
Segundo avaliador: Takahashi, Elizabete Keiko
Abstract: O presente estudo teve como objetivos avaliar clones de Eucalyptus urophylla x E. globulus e Eucalyptus grandis x E. globulus em relação à micropropagação pela proliferação de gemas axilares nas fases de estabelecimento e multiplicação in vitro, e o enraizamento de miniestacas na propagação clonal desses híbridos. Na fase de estabelecimento in vitro, foram avaliadas a contaminação por fungos e bactérias, oxidação e a indução de brotações em segmentos nodais de 21 clones de Eucalyptus urophylla x E. globulus e oito clones de Eucalyptus grandis x E. globulus em diferentes introduções in vitro. Na multiplicação in vitro, avaliou-se a taxa de multiplicação de 21 clones de Eucalyptus urophylla x E. globulus e seis clones de Eucalyptus grandis x E. globulus em sucessivos subcultivos nos meios de cultura MS e JADS, em diferentes introduções in vitro. Na miniestaquia, avaliou-se a sobrevivência e a emissão de raízes no fundo do tubete na casa de vegetação e de sombra, e o enraizamento e número de raízes na casa de sombra de miniestacas apicais e intermediárias, tratadas com AIB, em nove clones de Eucalyptus urophylla x E. globulus e dois clones de Eucalyptus grandis x E. globulus. No estabelecimento in vitro, a indução de brotações foi variável entre clones, sendo satisfatória para a maioria dos genótipos, enquanto a ocorrência de oxidação e contaminação por bactérias e fungos não comprometeu o estabelecimento das culturas. Na fase de multiplicação in vitro, houve resposta diferenciada quanto à taxa de multiplicação, com clones apresentando boas taxas de multiplicação in vitro e outros recalcitrantes à micropropagação. Os meios de cultura MS e JADS tiveram efeitos positivos, com tendência de maiores taxas de multiplicação para o meio MS, sendo que ao longo dos subcultivos a taxa de multiplicação variou com tendência de aumento inicial e posterior queda na maioria dos clones e introduções in vitro. Quanto à miniestaquia, não houve efeito significativo do AIB em nenhuma das características estudadas. A sobrevivência das miniestacas foi alta para a maioria dos clones e as taxas de enraizamento variaram entre clones e entre os tipos de miniestacas, com resultados superiores para miniestacas apicais. Foi observado entre os clones estudados alta variabilidade de resposta ao enraizamento, com clones apresentando alto índice de enraizamento e número de raízes por miniestaca, enquanto alguns clones ainda carecem de ajustes no processo de propagação por miniestaquia.
The present study aimed to evaluate Eucalyptus urophylla x E. globulus and Eucalyptus grandis x E. globulus clones in relation to micropropagation by axillary shoot proliferation in the in vitro establishment and multiplication phases, and the rooting of mini-cuttings in the clonal propagation of these hybrids. In the in vitro establishment phase, contamination by fungi and bacteria, browning and nodal segment shoot inductions of 21 Eucalyptus urophylla x E. globulus clones and eight Eucalyptus grandis x E. globulus clones were evaluated in different in vitro introductions. In the in vitro multiplication phase, the multiplication rate of 21 Eucalyptus urophylla x E. globulus clones and six Eucalyptus grandis x E. globulus clones was evaluated in successive subcultures using MS and JADS culture media in different in vitro introductions. In the mini- cuttings, the survival and emission of roots at the bottom of the dibble tube in the green house and shade house was evaluated, and the rooting and number of roots of apical and intermediary mini-cuttings in the shade house, treated with IBA, in nine Eucalyptus urophylla x E. globulus clones and two Eucalyptus grandis x E. globulus clones. In the in vitro establishment phase, shoot induction varied among clones, being satisfactory for most of the genotypes, while the browning rate and bacterial and fungal contamination did not compromise the establishment of the cultures. In the in vitro multiplication phase, a differentiated response for the multiplication rate was noted, with clones presenting good in vitro multiplication rates and recalcitrant others for micropropagation. The MS and JADS culture media had positive effects, with greater multiplication rate tendencies for the MS media, where the multiplication rate of the subcultures varied with the tendency of an initial increase and subsequent fall in most of the clones and in vitro introductions. As for the mini-cuttings, there was no significant effect of IBA in any of the studied characteristics. The survival rate of the mini-cuttings was high for most of the clones and the rooting rate varied among clones and the types of mini-cuttings with superior results for apical mini- cuttings. A high variability of responses to rooting was observed among the studied clones, with clones presenting a high rate of rooting and number of roots for minicuttings, while some clones still lacked adjustments to the mini- cuttings propagation process.
Palavras-chave: Miniestaquia
Propagação in vitro
Clonagem
Mini-cuttings
In vitro propagation
Clones
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::RECURSOS FLORESTAIS E ENGENHARIA FLORESTAL::SILVICULTURA
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Manejo Florestal; Meio Ambiente e Conservação da Natureza; Silvicultura; Tecnologia e Utilização de
Programa: Mestrado em Ciência Florestal
Citação: BORGES, Silvano Rodrigues. Micropropagation and rooting of mini-cuttings of hybrid clones of Eucalyptus globulus. 2009. 72 f. Dissertação (Mestrado em Manejo Florestal; Meio Ambiente e Conservação da Natureza; Silvicultura; Tecnologia e Utilização de) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2009.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/2998
Data do documento: 16-Fev-2009
Aparece nas coleções:Ciência Florestal

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf647,62 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.