Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/400
Tipo: Tese
Título: Efeitos do amendoim sobre o apetite e níveis de leptina, insulina e ghrelina e análise de polimorfismos para o promotor da leptina e seu receptor, em indivíduos eutróficos
Título(s) alternativo(s): Effects of peanut on appetite and levels of leptin, insulin and ghrelin and polymorphisms analysis for the leptin promoter and its receptor in normal weight individuals
Autor(es): Coelho, Sandra Bragança
Primeiro Orientador: Bressan, Josefina
Primeiro coorientador: Costa, Neuza Maria Brunoro
Segundo coorientador: Alfenas, Rita de Cássia Gonçalves
Primeiro avaliador: Minim, Valéria Paula Rodrigues
Segundo avaliador: Cardoso, Patrícia Gomes
Abstract: Avaliar os efeitos do amendoim sobre o apetite, quando este é ingerido como parte da refeição ou como lanche e estabelecer a associação com a concentração de hormônios relacionados ao consumo alimentar, assim como com o genótipo destes indivíduos para o gene da leptina e seu receptor foram os objetivos deste estudo. Sessenta participantes foram divididos aleatoriamente em 3 grupos de tratamento (GA: grupo amendoim, GM: grupo mix e GAM: grupo amendoim + mix). Cada participante completou 4 sessões (1 sessão da refeição controle, 1 sessão do lanche controle, 1 sessão da refeição do tratamento e 1 sessão do lanche do tratamento). A sensação de apetite, os índices antropométricos e de composição corporal, o nível de atividade física, a ingestão alimentar foram monitorados durante as 4 sessões, além da realização das análises dos níveis de leptina, ghrelina e insulina e também dos polimorfismos para o promotor do gene da leptina e da região codificadora do receptor de leptina em uma subamostra de 30 voluntários. Os indivíduos relataram sentir mais fome ingerindo amendoim do que quantidades isocalóricas de sanduíche + banana + chocolate, o mesmo acontecendo para o GM, que apresentava volume, quantidade calórica e distribuição de macronutrientes semelhante a GA. Tal resultado pode ter ocorrido como resposta ao menor volume gástrico associado ao consumo do amendoim ou do mix em relação ao controle. O consumo da refeição controle levou ao término da ingestão mais rapidamente do que o mix, corroborando os estudos sobre fome. Na refeição do GA e do GM, os voluntários sentiram maior desejo por alimentos doces do que após a ingestão do controle (sanduíche + banana + chocolate). Nenhum dos tratamentos do estudo resultou em diferença estatística em relação aos 3 hormônios avaliados. Porém, o grupo mix apresentou valores de ghrelina menores, de leptina e insulina maiores do que os demais indivíduos alocados nos outros grupos. Nenhum polimorfismo para o a região codificadora (exon 4) do gene do receptor de leptina foi encontrado. Mas, para o gene promotor da leptina na região -2549, verificou-se 50% dos genótipos dos voluntários com um alelo polimórfico e 13% com ambos alelos polimórficos. Estes indivíduos apresentaram menores porcentagens de massa de gordura, menores concentrações de leptina e de ghrelina plasmática, menores taxas de saciação e maiores taxas de fome, de desejo alimentar inespecífico e também desejo alimentar específico para alimentos doces e salgados. Concluiu-se que o amendoim não afetou o apetite e nem desencadeou resposta hormonal diferente dos dois outros alimentos testados, apresentando semelhança na quantidade calórica e distribuição de macronutrientes. O volume exerceu efeito supressor na fome, diminuindo o desejo alimentar subseqüente, demonstrando com isso, ser relevante à saciedade em indivíduos eutróficos. Os indivíduos portadores do alelo polimórfico para o promotor do gene da leptina na posição -2549 em ambos os alelos, apresentam maior probabilidade de desenvolver um quadro de obesidade, uma vez que apresentam menores concentrações de leptina plasmática, maiores taxas de fome, menores taxas de saciação e maior desejo alimentar, principalmente por alimentos doces. Porém, a magnitude dessa maior probabilidade de desenvolvimento de obesidade não pôde ser aferida neste estudo. Cabendo por isso, a estudos posteriores esta tarefa.
Evaluate the effects of peanut on appetite when it was served as part of a meal or as a snack making a parallel with the concentration of hormones related to dietary intake on these two moments and also with these individuals' genotype for the promoter region of leptin gene and for the regulatory region of the leptin receptor gene was the objectives of this study. Sixty participants were divided randomly in 3 treatment groups (GA: peanut, GM: mix and GAM: peanut + mix). Each participant completed 4 sessions (1 control meal, 1 control snack, 1 treatment meal and 1 treatment snack). Appetite, anthropometric indices, body composition, physical activity, dietary intake were monitored during the 4 sessions besides the accomplishment of leptin, ghrelin and insulin analysis and also leptin and leptin receptor gene polymorphism analyses in a subsample of 30 volunteers. The individuals felt hungrier after peanuts intake than the same isocaloric quantities of sandwich + banana + chocolate, the same happening for the GM that presented volume, caloric amount and macronutrients distribution similar to the GA. This result may be due to the smaller gastric volume associated to the consumption of peanuts or mix comparing to the control (sandwich + banana + chocolate). The control meal consumption leads to meal termination faster than mix, corroborating the hunger discoveries. In the meal of the peanuts and mix treatment, the volunteers felt a bigger desire for sweets than they did after the control meal (same caloric amounts). None of the study treatments results in statistical difference regarding the 3 appraised hormones. But the GM presented smaller values of ghrelin and higher values of leptin and insulin comparing with the other groups. Regarding polymorphism, for the regulatory region of the leptin receptor gene, no polymorphism was found, but for the promoter of the leptin gene in the position -2549, 50% of volunteers had one polymorphic allele and 13% had polymorphism in both alleles. These individuals presented smaller percentages of body fat mass, leptin and ghrelin plasma concentrations and also fullness rates. They also had higher hunger, desire to eat, and desire to eat something sweet and salted rates. We conclude that peanut did not affect appetite and showed no different hormonal response from other foods with similar volume, caloric content and macronutrients distribution. The volume exercised suppressor effect on hunger, decreasing the subsequent food desire, demonstrating to be important to normal weight individuals satiety. The polymorphic allele carriers for the leptin gene promoter in the position -2549 in both allele, presented larger probability to develop obesity, once they presented smaller plasma leptin concentrations, higher hunger rates, smaller fullness rates and larger desire to eat, mainly for sweets. Even so, the magnitude of this probability to develop obesity could not be measured in this study. Future studies would have to perform this task.
Palavras-chave: Amendoim
Apetite
Leptina
Ghrelina
Insulina
Polimorfismos
Peanut
Appetite
Leptin
Ghrelin
Insulin
Polymorphisms
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::CIENCIA E TECNOLOGIA DE ALIMENTOS::CIENCIA DE ALIMENTOS
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Ciência de Alimentos; Tecnologia de Alimentos; Engenharia de Alimentos
Programa: Doutorado em Ciência e Tecnologia de Alimentos
Citação: COELHO, Sandra Bragança. Effects of peanut on appetite and levels of leptin, insulin and ghrelin and polymorphisms analysis for the leptin promoter and its receptor in normal weight individuals. 2007. 132 f. Tese (Doutorado em Ciência de Alimentos; Tecnologia de Alimentos; Engenharia de Alimentos) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2007.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/400
Data do documento: 3-Ago-2007
Aparece nas coleções:Ciência e Tecnologia de Alimentos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf867,58 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.