Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/561
Tipo: Tese
Título: O banco de sementes do solo e a regeneração natural em diferentes estádios sucessionais de Floresta Estacional Semidecidual e de pastagem abandonada, Reserva Mata do Paraíso, Viçosa, MG
Título(s) alternativo(s): The soil seed bank and natural regeneration in different successional stages of semideciduous forest and abandoned pasture area, Mata do Paraíso Reserve, Viçosa, MG
Autor(es): Kunz, Sustanis Horn
Primeiro Orientador: Martins, Sebastião Venâncio
Primeiro coorientador: Borges, Eduardo Euclydes de Lima e
Segundo coorientador: Gleriani, José Marinaldo
Primeiro avaliador: Neri, Andreza Viana
Segundo avaliador: Ivanauskas, Natália Macedo
Abstract: Conhecer a resiliência de florestas fragmentadas e circundadas por áreas de pastagens por meio do estudo do banco de sementes do solo e da regeneração natural é importante ferramenta para definir ações de manejo e de restauração ecológica, no intuito de preservar o ecossistema ou acelerar o processo de sucessão. Um dos mais importantes fragmentos de Floresta Estacional Semidecidual na região de Viçosa, MG, é dotado de áreas com diferentes estádios sucessionais e área de pastagem em processo de regeneração, mas pouco se conhece sobre as relações florísticas da regeneração natural e do banco de sementes entre tais áreas e a resposta destes compartimentos do ecossistema no processo de sucessão. Deste modo, este estudo teve como objetivo avaliar a estrutura e a composição de espécies arbustivo-arbóreas do estrato de regeneração natural de três áreas com diferentes históricos de perturbação e de clareiras, além de conhecer a composição do banco de sementes do solo, a fim de avaliar a resiliência de cada trecho sucessional e assim melhor definir as ações de restauração florestal. Para análise da estrutura fitossociológica foram alocadas 10 parcelas de 5x10 m na floresta inicial (FI), floresta madura (FM) e pastagem abandonada (PAS), sendo amostrados todos os indivíduos com altura ≥ 50 cm e diâmetro a altura do solo ≤ 5 cm (DAS). Em dez clareiras presentes na área de floresta madura foram amostrados todos os indivíduos com altura >1,00 m e diâmetro à 1,30 m do solo (DAP) inferior a 5,00 cm. Foi realizada Análise de Correspondência Destendenciada (DCA) e análise de espécies indicadoras para os trechos de floresta madura, floresta inicial e pastagem. A similaridade florística entre as clareiras, FM e FI foi calculada por meio do índice de Jaccard. Para análise do banco de sementes do solo, foram coletadas 30 amostras de solo na estação chuvosa e seca nos trechos de FI, FM e PAS, sendo adotado o método de emergência de plântulas para estimar a abundância e a riqueza de espécies herbáceas, arbustivas e arbóreas. A estrutura da regeneração natural da floresta inicial e da pastagem seguiu o mesmo padrão, com uma espécie apresentando mais da metade do Valor de Importância (VI), devido principalmente a alta densidade. Já o trecho de floresta madura e as clareiras apresentam estrutura mais equilibrada, pois não foi observada forte dominância por uma espécie, embora Coffea arabica L. tenha se destacado em VI. As três áreas apresentam-se distintas em termos de composição de espécies, sugerindo que ainda não está havendo um direcionamento da sucessão das áreas de floresta inicial e de pastagem para floresta madura. Além disso, as espécies indicadoras demonstram que cada trecho ainda mantém características de acordo com o estádio sucessional que se encontram, sendo necessárias intervenções para acelerar o processo de sucessão. A análise da similaridade florística permitiu identificar alta heterogeneidade florística entre as clareiras e os trechos de floresta, sugerindo que a comunidade da regeneração natural em clareiras apresenta sua própria flora regenerante. O número de indivíduos germinados no banco de sementes foi significativamente maior na floresta inicial na estação chuvosa (15.954 ind.) e na seca (4.755 ind.), seguido da pastagem (chuva= 8.941 ind.; seca= 2.367 ind.) e da floresta madura (chuva= 2.546 ind.; seca= 932 ind.). Já a riqueza apresentou diferença significativa apenas entre os trechos, sendo maior na área de pastagem (80 espécies), seguida da floresta inicial (75) e da floresta madura (72), não havendo diferença significativa entre as estações. A maioria das espécies é herbácea, correspondendo a 49,5% do total de espécies e 41,8% do número total de indivíduos. Os resultados sugerem que as espécies do trecho de floresta madura apresenta alto potencial para ser utilizado em programas de restauração e indicam alta resiliência da área frente a algum distúrbio. Na floresta inicial, a alta abundância de gramíneas e os elevados valores de densidade para Psychotria sessilis Vell. podem comprometer o atual estado de resiliência da área, não sendo indicada para ações de restauração. Já a área de pastagem, por apresentar elevada densidade de herbáceas, necessita de monitoramento e de ações de manejo para acelerar o processo de sucessão, uma vez que apenas o banco de sementes não garantirá a sucessão e nem mesmo a resiliência local.
Knowing the resilience of fragmented forests and surrounded by pasture areas through the study of soil seed bank and natural regeneration is an important tool to define management actions and ecological restoration, in order to preserve the ecosystem or to accelerate the succession process. One of the most important fragments of Semideciduous seasonal forest in the region of Viçosa, MG is endowed with sites with different successional stadiums and pasture area in regeneration process, but little is known about the floristic relationship of the natural regeneration and of the seed bank among such areas and the answer of these compartments of the ecosystem in the succession process. Thus, this study aimed to evaluate the structure and composition of tree-shrubby species in stratum of natural regeneration of three sites with different reports of disturbance and clearings, besides knowing the composition of the soil seed bank in order to evaluate the resilience of each successional passage and thus better define the actions for forest restoration. For phytosociological structure analysis were allocated 10 plots of 5x10 m in the initial forest (FI), mature forest (FM) and abandoned pasture (PAS), being sampled all individuals in height ≥ 50 cm and diameter at ground height ≤ 5 cm (DAS). In ten clearings present in the site of the mature forest were sampled all individuals with > 1.00 m height and diameter at 1.30 m above the ground (DAP) of less than 5.00 cm. Was performed Detrended Correspondence Analysis (DCA) and analysis of indicator species for the passages of mature forest, initial forest and pasture. The floristic similarity between the clearings, FM and FI was calculated through the Jaccard index. For analysis of the soil seed bank, were collected 30 soil samples in the rainfall and drought season in the passages of FI, FM and PAS, being adopted the method of emergency of plantlets to esteem the abundance and the wealth of herbaceous species, tree shrubby. The structure of the natural regeneration of the initial forest and of the pasture followed the same pattern, with one species showing more than the half of the importance value (VI), mainly due to the high density. In the passage of mature forest and the clearings presents more balanced structure, because was not observed strong dominance by one species, although Coffea arabica L. has been highlighted in VI. The three areas are different in terms of species composition, suggesting that there is not a direction of succession of initial forest sites and of pasture to mature forest. Moreover, the indicative species demonstrate that each passage still maintains characteristics according to the successional stadium that are, being necessary interventions to accelerate the succession process. The analysis of the floristic similarity allowed identifying high floristic heterogeneity between the clearings and the forest passages, suggesting that the natural regeneration community in clearings presents its own regenerating flora. The number of germinated individuals in the seed bank was significantly larger in the initial forest during the rainfall season (15.954 ind.) and in the drought (4.755 ind.), followed by the pasture (rain = 8.941 ind.; drought = 2.367 ind.) and by the mature forest (rain = 2.546 ind.; drought = 932 ind.). Has the wealth presented significant difference just among the passages, being larger in the pasture area (80 species), followed by the initial forest (75) and mature forest (72), not having significant difference between the seasons. Most of the species are herbaceous, corresponding to 49.5% of the total of species and 41.8% of the total number of individuals. The results suggest that the species from the mature forest passage present high potential to be used in restoration programs and indicate high area resilience against any disturbance. In the initial forest, the high abundance of grasses and high density values for Psychotria sessilis Vell. can jeopardize the current state of the area resilience, not being indicated for restoration actions. Otherwise, the passage area, for presenting high density of herbaceous plants, requires monitoring and management actions to accelerate the succession process, once just the bank of seeds will not guarantee the succession and not even the local resilience.
Palavras-chave: Banco de sementes
Regeneração natural
Sucessão ecológica
Clareiras
Seed bank
Natural regeneration
Ecological succession
Clearings
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::RECURSOS FLORESTAIS E ENGENHARIA FLORESTAL::CONSERVACAO DA NATUREZA
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Manejo Florestal; Meio Ambiente e Conservação da Natureza; Silvicultura; Tecnologia e Utilização de
Programa: Doutorado em Ciência Florestal
Citação: KUNZ, Sustanis Horn. The soil seed bank and natural regeneration in different successional stages of semideciduous forest and abandoned pasture area, Mata do Paraíso Reserve, Viçosa, MG. 2011. 95 f. Tese (Doutorado em Manejo Florestal; Meio Ambiente e Conservação da Natureza; Silvicultura; Tecnologia e Utilização de) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2011.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/561
Data do documento: 28-Mar-2011
Aparece nas coleções:Ciência Florestal

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf5,35 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.