Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/57
Tipo: Dissertação
Título: Efeitos das mudanças climáticas na demanda de energia elétrica no Brasil
Título(s) alternativo(s): Climate change effects in electrical energy demand in Brazil
Autor(es): Rodrigues, Lora dos Anjos
Primeiro Orientador: Feres, José Gustavo
Primeiro coorientador: Mattos, Leonardo Bornacki de
Primeiro avaliador: Cunha, Dênis Antônio da
Segundo avaliador: Pereira Júnior, Amaro Olímpio
Abstract: A eletricidade vem aumentando sua participação no total do consumo de energia final e se tornando um dos principais componentes do vetor energético no Brasil, ao lado do óleo diesel. As principais classes consumidoras de eletricidade são a industrial, residencial e comercial, respectivamente. O reconhecimento da eletricidade como uma das principais formas energéticas na economia motivou estudos relevantes sobre sua demanda. O estudo da demanda de eletricidade se faz mais importante ainda devido à existência de restrições na expansão da oferta e, assim, necessidade de conservação da energia via gestão da demanda.Os trabalhos empíricos no Brasil têm focado, sobretudo, na questão da elasticidade-preço e elasticidade-renda de demanda por energia. No entanto, eles não incorporam fatores climáticos na verificação de seus determinantes. Já os estudos internacionais, interessados em simular os impactos das mudanças climáticas no consumo de energia, prevêem variações significativas na demanda de energia como forma de resposta adaptativa à elevação da temperatura média projetada. Neste contexto, torna-se evidente a necessidade de um estudo que incorpore fatores climáticos para verificar de forma consistente a relação entre a demanda de eletricidade e seus determinantes. E, forneça informação para o planejamento de políticas de gestão da demanda e de investimentos na expansão da oferta de energia como um todo. Desta forma, a presente pesquisa tem por objetivo investigar os determinantes (elasticidade-preço/renda/temperatura) das demandas residencial, comercial e industrial de energia elétrica do Brasil no período de 1991 a 2002 com ênfase no fator climático. E, verificar o impacto do aumento da temperatura projetada pelos modelos climatológicos para o período de 2010 2100 sobre a demanda de energia elétrica. A demanda residencial foi relacionada com a demanda por conforto térmico (nível desejado de temperatura) no interior das construções e modelada como um problema de otimização do consumidor. As demandas comercial e industrial foram relacionadas com a necessidade de fazer um equipamento elétrico funcionar e modeladas a partir da resolução do problema de otimização do produtor. A estimação dos três modelos foi realizada com dados estaduais em painel dinâmico. Para considerar a ausência de exogeneidade estrita entre as variáveis, optou-se pelo estimador Arellano-Bond. Na simulação foi utilizada uma análise de estática comparativa, em que se obtém a variação do consumo como resposta ao aumento da temperatura trimestral projetado, conforme dois diferentes cenários futuros do Intergovernmental Panel on Climate Change (IPCC) até o fim do século XXI. De forma geral, os resultados foram satisfatórios para o modelo residencial, que apresentou resultados coerentes e significativos. Assim como na maioria dos estudos brasileiros, a demanda residencial mostrou-se inelástica em relação às modificações na renda e na tarifa. Quanto à temperatura trimestral, diferencial desta pesquisa, mostrou-se determinante para explicar o consumo de energia elétrica do Brasil. Os resultados da simulação sugerem que as demandas residencial e industrial do Brasil e suas regiões poderão aumentar como resposta adaptativa ao aumento projetado na temperatura, devido ao aumento das necessidades de refrigeração. É possível concluir que, é importante considerar os fatores climáticos no estudo da demanda de eletricidade para que se possa obter estimativas confiáveis de sua relação com os seus determinantes e sobre como as diferentes classes adaptarão seu nível de consumo com resposta ao processo de mudanças climáticas. Conclui-se, também, que há necessidade de investimentos em tecnologias que tornem a economia, sobretudo a classe residencial, menos dependente de uma única forma energética. Assim, dota-se o setor energético de informação capaz de auxiliar no provimento adequado e, consequentemente, evitar o comprometimento do ritmo de crescimento econômico nacional, que tem no vetor energético uma das principais forças motrizes.
The electricity has been increasing its share in total final energy consumption and it is becoming a major component of the energy vector in Brazil. Main electricity consumers are industrial, residential and commercial users, respectively. There is a large literature aimed at estimating energy demand. Electricity demand studies have become even more important due to restrictions in supply-side management. In this context, understanding the determinants of energy demand is a key issue for planning purposes. Demand estimation studies in Brazil have focused mainly on price and income elasticity. However, they do not incorporate climate factors. This is in sharp contrast with international studies, which have been interested in simulating the impacts of climate change on energy consumption. The studies predict that energy demand will react to climate change, since users will adapt their consumption to new climate conditions. The need for a study that incorporates climatic factors to determine a consistent relationship between electricity demand and its determinants becomes evident in this context. It provides key information for demand management policies and energy supply expansion investment as a whole. Thus this research aims to investigate the electric power residential, commercial and industrial demands in Brazil from 1991 to 2002 with emphasis on climatic factors. And it aims at simulating how projected temperatures for the period 2010 - 2100 will influence energy demand. The residential demand was related to thermal comfort and it was modeled as a consumer s optimization problem. The commercial and industrial demands were related to the need to make electrical equipment to function and they were modeled as a producer s optimization problem. The three models were estimated by using state-level data in a dynamic panel. The Arellano-Bond estimation method was adopted to account for endogeneity issues. Simulation exercises were conduct to assess how energy demand may vary in response to temperature increases according to two different future scenarios of the Intergovernmental Panel on Climate Change (IPCC). The results were satisfactory for the residential model. It showed consistent and significant results. The residential demand is income and price inelastic as in most Brazilian studies. The quarterly temperature is significant in explaining electric energy consumption. Simulation results suggest that residential and industrial demands may increase as an adaptive response to rising temperatures. It is possible to conclude that it is important to consider climatic factors in electricity demand studies in order to obtain reliable estimates. It also follows that investments aimed at diversifying the Brazilian energy matrix are of paramount importance to make the economy less dependent on a single energy form.
Palavras-chave: Energia elétrica
Mudanças climáticas
Electrical energy
Climate change
CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ECONOMIA::ECONOMIAS AGRARIA E DOS RECURSOS NATURAIS::ECONOMIA DOS RECURSOS NATURAIS
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Economia e Gerenciamento do Agronegócio; Economia das Relações Internacionais; Economia dos Recursos
Programa: Mestrado em Economia Aplicada
Citação: RODRIGUES, Lora dos Anjos. Climate change effects in electrical energy demand in Brazil. 2012. 79 f. Dissertação (Mestrado em Economia e Gerenciamento do Agronegócio; Economia das Relações Internacionais; Economia dos Recursos) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2012.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/57
Data do documento: 15-Fev-2012
Aparece nas coleções:Economia Aplicada

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf1,71 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.