Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://locus.ufv.br//handle/123456789/5746
Tipo: Dissertação
Título: Alternativas ao leite de cabra no aleitamento de cabritos
Título(s) alternativo(s): Alternatives to goat milk for suckling kids
Autor(es): Knupp, Leonardo Sidney
Primeiro Orientador: Veloso, Cristina Mattos
Primeiro coorientador: Vieira, Ricardo Augusto Mendonça
Segundo coorientador: Rodrigues, Marcelo Teixeira
Primeiro avaliador: Queiroz, Augusto César de
Abstract: Objetivou-se avaliar o consumo, desempenho, a eficiência alimentar (EA), a participação de constituintes não-carcaça (CNC) na composição corporal de cabritos, analisar o desenvolvimento dos compartimentos estomacais, a participação da carcaça em relação ao peso de corpo vazio (PCVZ), estabelecer a relação de PCVZ e peso vivo (PCVZ/PV) e avaliar a biometria do trato digestivo de cabritos em aleitamento, submetidos a diferentes dietas líquidas. Utilizou-se 51 cabritos machos, recém-nascidos, sendo que do total dos animais, três foram aleatoriamente selecionados para compor o grupo referência. Os animais remanescentes foram distribuídos segundo um delineamento inteiramente casualizado, em quatro tratamentos: leite de cabra (LC), leite de vaca (LV), Lactal® (LAC) e colostro fermentado (CF). Além disso, foram subdivididos em dois grupos: aleitados até 60 dias (grupo 1) e aleitados até 90 dias (grupos 2). O desenvolvimento dos seguintes compartimentos do trato digestório foram analisados: rúmenretículo, omaso, abomaso, intestino delgado e grosso. Além disso, foram avaliados os percentuais dos seguintes componentes: estômago, vísceras, órgãos, pele e sangue, todos analisados em relação ao PCVZ e os consumos de: matéria seca (CMS), proteína bruta (CPB), extrato etéreo (CEE) fibra em detergente neutro (CFDN), carboidratos não fibrosos (CCNF), nutrientes digestíveis totais (CNDT), além do ganho médio diário (GMD), peso vivo final (PVf), PCVZ, peso da carcaça (CARC) e ganho de peso de corpo vazio (GPCVZ). Por fim analisou-se a digestibilidade das dietas líquidas e das sólidas. Quando observado efeito do tratamento, foi aplicado o teste de Tukey, com nível de significância de 5%. Os animais que receberam LV tiveram maior CMS, CPB, CEE, CCNF e CNDT dos que os demais. Já o CFDN, foi similar entre os tratamentos. O LV proporcionou o maior desempenho para todas as variáveis em analise, exceto para a EA que foi maior nos animais tratados com CF. Os animais que receberam LAC apresentaram desempenho similar em PVf, PCVZ e CARC que os aleitados com LC. Já os cabritos que consumiram CF tiveram os piores desempenhos, observados, principalmente, pelos valores inferiores de GMD, GPCVZ. Em todas essas variáveis foram observados maiores valores para os animais aleitados por 90 dias. Os coeficientes de digestibilidade da MS, PB e CNF das dietas líquidas, foram maiores para o LC e o LV. A digestibilidade do EE não sofreu influência dos tratamentos. No ensaio de digestibilidade com dieta sólida, embora os alimentos tenha sido os mesmos (feno e ração), os coeficientes de digestibilidade variaram, com menores valores de digestibilidade da MS, EE e CNF para os animais tratados com CF. A digestibilidade da PB e da FDN não variou. Não foram observadas diferenças para os valores médios percentuais do rúmen-reticulo e omaso em relação ao peso do estômago. No entanto, o rúmen-retículo dos animais do grupo 2 foi maior do que dos animais do grupo 1. O abomaso dos cabritos tratados com CF foram superiores e os do grupo 1 obtiveram valores acima do que os do grupo 2. Para as variáveis carcaça e PCVZ/PV os cabritos do tratamento CF tiveram os menores valores e a carcaça dos aleitados até 60 dias tiveram menor participação no PCVZ. Os valores dos órgãos e do sangue não foram influenciados pelos tratamentos ou pelas idades. Os estômagos, vísceras, pele e CNC dos animais que receberam CF superaram os demais. Os estômagos dos cabritos tratados por 60 dias foram maiores do que os aleitados por 90 dias, em relação ao PCVZ. Já o peso do rúmen-retículo, omaso, intestino delgado e grosso foram maiores para os cabritos aleitados com LV e pelos animais do grupo 2. A variável abomaso sofreu influência apenas da idade, sendo maior para os animais tratados até 90 dias. Conclui-se que, entre os tratamentos analisados, o LV foi o que promoveu maior desenvolvimento dos animais. No entanto, todas as dietas proporcionaram desempenho satisfatório, exceto o CF que aos 60 dias não foi capaz de garantir um crescimento desejável.
The experiment was carried out with the objective of evaluating the consumption, performance, feed efficiency (FE), participation of non-carcass components (NCC) in the body composition of kids, analyze the development of stomach compartments, the participation of the carcass in relation to empty body weight (EBW), establish the EBW and body weight rate (EBW/BW) and finally evaluate the biometric of the digestive tract of kid goats in suckling phase submitted to different diets. Fifty one newborn male kids were used and, from the total amount, three were randomly selected to compound the reference group. The remaining animals were distributed in completely randomized design, in four treatments: goat milk (GM), cow milk (CM), Lactal® (LAC) and fermented cow colostrums (FC). Besides they were divided in two groups: suckled up to 60 (group 1) and 90 (group 2) days. Were evluated the folowing intakes: dry matter (DMI), crude protein (CPI), ether extract (EEI), neutral detergent fiber (NDFI), nonfiber carbohydrates (NFCI), total digestible nutrients (TDNI), besides average daily gain (ADG), final body weight (fBW), empty body weight (EBW), carcass weight (CW) and empty body weight gain (EBWG) and the digestibilities of liquid and solid diets. Furthermore, the development of the following organs were analyzed: rumen, reticulum, omasum, abomasum, small intestine and large intestine. In addition, it was assessed the percentage of the following: stomach, viscera, organs, skin and blood, all analyzed in relation to EBW. CM fed animals had bigger DMI, CPI, EEI, NFCI and TDNI then others. NDFI was similar for all treatments. Cow milk provided better performance for all variables in analysis, except for feed efficiency (FE) that was bigger for FC treated animals. LAC fed kids showed similar performance for fBW, EBW and CW to the GM fed ones. FC fed animals had the worst performances with low values for ADG and EBWG. In all those variables bigger values were observed for animals suckled up to 90 days. Digestibility coeficients of DM, CP, NFC in liquid diets were bigger for GM and CM. EE digestibility was not influenced by treatments. About solid diet digestibility, although food were the same (forage and concentrate), digestibility coefficients were different, FC treated animals showed smaller values of digestibility for DM, EE and NFC. CP and NDF digestibilities did not vary. No diferences were observed for average percentual values of rumen-reticulum and omasum in relation to stomach weight. However rumen-reticulum in animals from group 2 was bigger when compared to animals from group 1. Abomasum in FC fed kids and in those from group 1 were superior then those from other treatments and those from group 2, respectively. For the variables carcass and EBW/BW kids from FC treatment showed the lowest values and the carcass of those suckled up to 60 days had smaller participation in EBW. Organs and blood values weren´t influenced by treatments or age. Stomachs, viscera, skin and NCC in FC fed animals superseded the others. Stomachs of kids suckled up to 60 days suplanted those treated for 90 days, concerning to EBW. Rumen-reticulum, omasum, small and large intestines were bigger in CM fed kids and animals from group 2. The variable abomasum was influenced only by age, and it was bigger for animals treat till 90 days. It was concluded that, among the analyzed treatments, CM promoted greater development to the animals. However all diets proportionate satisfactory performance, except for FC that at 60 days was not capable to ensure a desirable growth.
Palavras-chave: Aleitamento
Consumo
Digestibilidade
Histologia
Rendimento da carcaça
Ruminante
Lactation
Consumption
Digestibility
Histology
Carcass
Ruminant
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::ZOOTECNIA
Idioma: por
País: BR
Editor: Universidade Federal de Viçosa
Sigla da Instituição: UFV
Departamento: Genética e Melhoramento de Animais Domésticos; Nutrição e Alimentação Animal; Pastagens e Forragicul
Programa: Mestrado em Zootecnia
Citação: KNUPP, Leonardo Sidney. Alternatives to goat milk for suckling kids. 2012. 61 f. Dissertação (Mestrado em Genética e Melhoramento de Animais Domésticos; Nutrição e Alimentação Animal; Pastagens e Forragicul) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2012.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://locus.ufv.br/handle/123456789/5746
Data do documento: 13-Jul-2012
Aparece nas coleções:Zootecnia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
texto completo.pdf1,55 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.